Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
APOSTILA-EDITADA-E-ENVIADA--IPT-VERSAO--CESARIO--PDF

APOSTILA-EDITADA-E-ENVIADA--IPT-VERSAO--CESARIO--PDF

Ratings: (0)|Views: 180 |Likes:
Published by Alisson Borges
UNIP
UNIP

More info:

Published by: Alisson Borges on Sep 05, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/05/2011

pdf

text

original

 
1
Importância da leitura como fonte de conhecimento e participação na sociedade.Filme "O CARTEIRO E O POETA"
Direção: Michael RadfordDuração:109 min.Ano: 1995INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O FILME:A obra é ficcional: livro> roteiro> filmeLivro: "O carteiro e o poeta" -1985 - Antonio Skármeta (Chile)Publicado no Brasil pela editora Brasiliense com o nome de "Ardente paciência", esomente na 2ª edição - publicada em 1996 pela editora Record - o livro foi traduzido como nome "O Carteiro e o Poeta".
Análise do uso da linguagem no filme
:Observe como a leitura interfere na vida das personagens do filme;
Tipos de linguagem
: as relações entre linguagem verbal e não-verbal;
Recursos de linguagem
: O conceito de metáfora dado pelo poeta Pablo Neruda e o usodeste recurso ao longo do filme;Criação de textos: quando o poeta afirma que não pode criar uma poesia sem conhecer oobjeto de sua inspiração;O poder da linguagem: alguns exemplos:a) frases ditas pela velha da estalagem ao poeta:
"Quando um homem começa a tocá-Iacom as palavras, não demora muito para usar as mãos."; "As palavras são a pior coisa que pode existir.Prefiro um bêbado beliscando seu traseiro na estalagem do que alguém dizendo...
"
a) "A poesia é uma arma branca"b)
frase do político:
"Os poetas podem fazer mal às pessoas"
Questões para reflexão e posterior entrega sobre o filme:1. Síntese da história. A sua versão da história, mas em poucas palavras.2. Quem é Don Pablo?3. O que Mário descobre através da poesia?4. Comente ao menos duas das seguintes frases do filme:a) "Estou cansado de ser apenas um homem"b) "A poesia não pertence a quem a escreve"c) "- Meu caro poeta e camarada, você me meteu nesta confusão, e agora vai ter que metirar dela. Você me deu livros para ler e me ensinou a usar a língua não só paralamber selos. É sua culpa eu estar apaixonado".d) "Quer dizer que o mundo inteiro, o mar, o céu, com a chuva, as nuvens, etc., etc.,etc.... É uma metáfora de alguma coisa?"5. Escolha três dos personagens abaixo e comente como o saber ler, interpretar ou criartextos, influencia na vida de cada um deles:a) O carteiro Mário:b) O poeta Pablo Neruda:
 
2
c) Beatrice Russo:d) O político:e) O chefe do correio:f) O pai de Mário:g) Da maioria dos pescadores da ilha:6. Qual a importância que você atribuiria à interpretação de textos na sociedade atual?
 
3
Estratégias de leitura - UM LEITOR PROFICIENTEApós a leitura dos trechos abaixo respondas as questões solicitadas:
1. “... E assim, por exemplo, que a antropofagia – absorção de um ser por outro da mesmaespécie (que é pouco encontrada no reino animal, mas se encontra entre os homens) – éreprimida.”Explique o que é antropofagia?R. É a absorção de um ser por outro da mesma espécie.2. "... a assembléia dos espartanos livres que escolhia por aclamação gerusia e os éforos,ou segundo a expressão romana, o senado (os anciãos) e os cinco guardiões.Explique o que são gerusia e éforos?R. gerusia: o senado (os anciãos)Éforos: os cinco guardiões3. "Juncos, sampanas e outras pequenas embarcações coalhavam as águas, umas emmovimento, outras atracadas...";Explique o que são juncos, sampanas.R. pequenas embarcações4. ..."este trabalho tem por objetivo proceder ao exame de dois critérios de textualidadeapresentados por Beaugrande-Dressler (1981) e centrados, respectivamente no locutore no alocutário: a intencionalidade e aceitabilidade."O que é alocutário?R. Locutor – intencionalidade – Quem fala ou emissorAlocutário – aceitabilidade – Quem ouve ou receptor ou ouvinte5. "Era um frei burguês, possuidor de um pequeno Clupea barengus. Todo dia ele pegavao pequeno exemplar ictiológico e o alimentava com Papaveasas Rhoesas e CosmusRipinatlls. Certa ocasião ao tirar o miúdo peixe do aquário..."

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->