Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
LIVRO-Microbiologia-Principais Síndromes Infecciosas

LIVRO-Microbiologia-Principais Síndromes Infecciosas

Ratings: (0)|Views: 3,156 |Likes:
Published by Juciê Vasconcelos

More info:

Published by: Juciê Vasconcelos on Sep 05, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/16/2013

pdf

text

original

 
 
Principais SíndromesInfecciosas
Módulo I
 
 
ÍNDICE1. Infecções do trato urinário..............................................................................................1
Introdução........................................................................................................................1Patogênese........................................................................................................................2Epidemiologia e fatores de risco............................................................................................3Sinais e sintomas clínicos.....................................................................................................3Diagnóstico laboratorial.......................................................................................................5
2. Infecções de ossos e articulações....................................................................................9
Introdução........................................................................................................................9Microrganismos mais freqüentes...........................................................................................9Coleta e transporte do material..........................................................................................10Processamento de amostra................................................................................................10
3. Infecções da pele e tecido subcutâneo..........................................................................12
Introdução......................................................................................................................12Lesões eritematosas e superficiais: aspectos clínicos e diagnóstico...........................................12Ulcerações e nódulos: aspectos clínicos e diagnóstico............................................................14Fístulas e queimados: aspectos clínicos e diagnóstico.............................................................15Feridas cirúrgicas: aspectos clínicos e diagnóstico.................................................................17Infecções complicadas e lesões causadas por mordedura: aspectos clínicos e diagnóstico............18
4. Infecções intestinais......................................................................................................21
Introdução......................................................................................................................21Principais causas infecciosas de desinteria............................................................................22Associações entre os aspectos clíncios e os agentes etiológicos...............................................24Diagnóstico laboratorial.....................................................................................................27Relatório de resultados......................................................................................................28
5. Infecções abdominais....................................................................................................30
Agentes microbianos mais frequentes..................................................................................30Coleta e transporte do material..........................................................................................30Processamento das amostras.............................................................................................30
6. Infecções do sistema nervoso central............................................................................32
Introdução......................................................................................................................32Dados epidemiológicos e etiologia de processos infecciosos do snc...........................................33Diagnóstico laboratorial.....................................................................................................35
7. Infecções sistêmicas......................................................................................................38
Introdução......................................................................................................................38Fatores de risco para bacteremia e fungemia........................................................................38Diagnóstico em hemoculturas.............................................................................................39Infecção relacionada a cateter vascular................................................................................41
8. Infecções genitais.........................................................................................................43
Introdução......................................................................................................................43Candidíase vulvo-vaginal...................................................................................................43Tricomoníase...................................................................................................................44Vaginose bacteriana..........................................................................................................45Infecção gonocócica..........................................................................................................46Infecções por chlamydia trachomatis...................................................................................48Infecções por
mycoplasma
spp...........................................................................................49Outras infecções genitais e seus patógenos..........................................................................50
 9. Infecções do trato respiratório superior........................................................................51
Introdução......................................................................................................................51Quadro clínico, agentes etiológicos e diagnóstico laboratorial..................................................51
10. Infecções do trato respiratório inferior..........................................................................53
Pneumonia da comunidade................................................................................................53Pneumonia hospitalar........................................................................................................54Diagnóstico laboratorial das pneumonias..............................................................................56Pacientes neutropênicos e imunossuprimidos........................................................................60
11. Referências bibliográficas..............................................................................................62
 
 
Mod -
1
 
1.
 
INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO
INTRODUÇÃO
As infecções do trato urinário (ITU) estão entre as doenças infecciosas mais comuns na prática clínica,particularmente em crianças, adultos jovens e mulheres sexualmente ativas, sendo apenas menosfreqüente que as do trato respiratório. No meio hospitalar são as mais freqüentes entre as infecçõesnosocomiais em todo o mundo. Do ponto de vista prático, por convenção, define-se como ITU tanto asinfecções do trato urinário baixo (cistites) e como as do trato urinário alto (pielonefrites).
Quanto à topografia, as ITUs são divididas em:
 
 
Altas - que envolvem o parênquima renal (pielonefrite) ou ureteres (ureterites)
 
Baixas - que envolvem a bexiga (cistite) a uretra (uretrite), e nos homens, a próstata(prostatite) e o epidídimo (epididimite).Significado de bacteriúria: A investigação microbiológica de suspeita da infecção urinária pelaurocultura, permitiu identificar dois grupos de pacientes com bacteriúria
100.000 bactérias por mlde urina:
 
Sintomáticos, e portanto com infecção urinária
 
Assintomáticos, definidos como portadores de bacteriúria assintomáticaA importância em diferenciar estes dois grupos é importante tanto do ponto de vista de conduta comoprognóstico. Para o primeiro grupo há a necessidade de tratamento imediato, para o segundo grupode pacientes, comumente constituído de meninas em idade escolar (1 a 2%) e de mulheres jovenscom vida sexual ativa (5%), existe um risco maior de desenvolver ITU no futuro. Não implicandonecessariamente em tratamento, pois cerca de 25% delas passam espontâneamente a ter uroculturasnegativas no prazo de um ano. Um grupo importante identificado com bacteriúria assintomática quemerece seguimento pelo elevado risco de ITU são as gestantes, idosos e pacientes cateterizados.
Quanto à evolução as ITUs podem limitar-se a episódio único ou isolado, a recidiva, areinfecção e a infecção urinária crônica:
 
Episódio único ou isolado: ocorre uma única vez e resolve habitualmente pelo uso deantibioticoterapia. Um segundo episódio isolado, pode ocorrer sem relação temporal com oanterior. Entre 10 a 20% das mulheres irão apresentar no decorrer da vida pelo menos umepisódio de infecção urinária.
 
Recidiva ou recaída de ITU – em conseqüência a falha no tratamento o mesmo microrganismoisolado previamente persiste no trato urinário, causando infecção ou bacteriúria assintomática. Apersistência do mesmo microrganismo por meses ou anos, leva a infecção urinária crônica.
 
Reinfecção - é a ocorrência de um novo episódio de ITU, sem relação com o evento anterior,causado por outro microrganismo, exceto que pela origem e freqüência do agente etiológico quecoloniza a região perineal, pode ser atribuída à mesma espécie bacteriana (ex: E.coli). Episódiosrepetidos de reinfeção não devem ser confundidos com infecção urinária crônica.
 
ITU crônica representa a persistência do mesmo microrganismo por meses ou anos com recidivasapós tratamento, no caso de pielonefrite crônica, há associação com comprometimento da pelve eparênquima renal.
 
ITU recorrente: ocasionalmente a recorrência é pela persistência do mesmo agente (recidiva), masem cerca de 90% dos episódios ocorre por reinfecção, com meses de intervalo entre eles. Cercade 20% das jovens após o episódio inicial de cistite tem infecções recorrentes, que caracterizambem este grupo. Dois ou mais episódios no período de 6 meses ou tês ou mais no período de umano definem as infecções recorrentes na mulher. Nos homens, a ITU recorrente é definida quandoocorrem dois ou mais episódios de ITU em um período de até 3 anos, lembrando a freqüenteassociação com prostatite bacteriana crônica, nos pacientes sem fatores predisponentes.
Quanto á presença de fatores predisponentes ou agravantes as ITUs são classificadas emdois grupos:

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Lucélia Viana liked this
Raquel InSerta liked this
Ezequiel Britto liked this
Tete Lionete liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->