Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
9Activity
P. 1
Provérbios (Moody)

Provérbios (Moody)

Ratings: (0)|Views: 6,244|Likes:
Published by Antonio Gomes

More info:

Published by: Antonio Gomes on Sep 13, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/08/2013

pdf

text

original

 
PROVÉRBIOS 
A essência do Livro dos Provérbios éo ensino da moral e dos princípios éticos. A peculiaridade deste livro éque ele ensina principalmente por meio de contrastes. Especialmentedignos de nota são os capítulos 10-15, onde quase todo versículodistingue-se pela palavra "mas".Na primeira seção, os capítulos 1-9, também foram empregadoscontrastes entre o bem e o mal. O bem nesta seção está indicado pordiversas palavras sabedoria, instrução, entendimento, justiça, juízo,eqüidade, conhecimento, discernimento, saber, conselhos – masespecialmente sabedoria, que aparece dezessete vezes nesta porção evinte e duas vezes no restante do livro. A bem conhecida declaração de1:7, "o temor do Senhor é o princípio do saber", repetida no final daseção (9:10) pode ser considerada o tema do livro. Esta declaraçãoreaparece ao pé da letra (com as cláusulas invertidas) no alfabéticoSalmo 111:10, e em forma quase idêntica no clímax do capítulo 28 de Jó,o qual descreve em forma altamente poética a busca da sabedoria.
 
Provérbios (Comentário Bíblico Moody) 2Peculiar a esta seção de Provérbios é a personificação da sabedoriacomo se fosse uma mulher. Pela primeira vez aparece em 3:15.Provérbios 7:4 abre o caminho à personificação: "Dize à sabedoria: Tués minha irmã". Ela se completa nos capítulos 8 e 9, onde a Sabedoriaconvida os tolos a participarem de sua festa. Só em Provérbios e só nestaprimeira parte a sabedoria foi assim personificada.É essencial à compreensão desta primeira parte que se reconheçaesta personificação. Considerando que "sabedoria" em hebraico é umsubstantivo feminino, é natural e prontamente personificada em umamulher. Mais do que isto, o autor aqui contrasta a "sabedoria", umamulher virtuosa, com a prostituta, a mulher estranha. E tal como asabedoria representa todas as virtudes, provavelmente a mulher estranhatipifica e inclui todo o pecado.O contraste é estudado e artístico. A Sabedoria clama nas ruas (8:3).Seu convite é: "Quem é simples, volte-se para aqui" (9: 4). Em contraste,a mulher tola, que convida às águas roubadas e cujos convidados estãonas profundezas do inferno (9:17,18), faz um convite idêntico: "Quem ésimples, volte-se para aqui" (9: 16). A Sabedoria chama os simples aabandonarem o pecado; a prostituta os chama à indulgência para comele.Esta seção, Provérbios 1 a 9, contrasta portanto o pecado com a justiça. As palavras "sabedoria", "instrução", "entendimento", etc.,através de toda esta passagem, não se referem simplesmente àinteligência e capacidade humanas; mas antes contrastam com aquilo queé mau. A sabedoria conforme usada aqui é portanto uma qualidademoral. Deve-se notar que este é um uso especial. Na maior parte doVelho Testamento, a sabedoria é simplesmente capacidade ousagacidade. Até no Eclesiastes, onde a sabedoria também foi enfatizada,é apenas inteligência humana e portanto foi colocada ao lado da loucuracomo vaidade (Ec. 2:12-15).Só em Jó 28 e em certos salmos (37:30; 51: 6; 91: 12; 111:10) é quese nota o conceito proverbial da sabedoria. Mesmo a sabedoria pela qual
 
Provérbios (Comentário Bíblico Moody) 3Salomão se tornou famoso nos livros históricos não era exatamente estasabedoria. Ele ficou famoso por sua capacidade na ciência natural (I Reis4:33), na jurisprudência (I Reis 31 16-28) e por sua grande inteligência (IReis 10:1-9). Provérbios acrescenta ao conceito da acuidade mental aretidão moral a única que dá mérito à inteligência.Na segunda seção, os Provérbios de Salomão, 10:1 – 22:16, adoutrina é apresentada quase que exclusivamente através de versículosisolados. Através do capítulo 15, o ensino é feito por meio de contraste,indicado por um 'irias" no meio de quase todos os versículos.Subseqüentemente há paralelos de idéias mais freqüentes que oscontrastes. Esta seção cobre uma larga escala de assuntos e torna difícilfazer um esboço. O ponto de vista, contudo, é bastante consistente.Salomão faz um contraste entre a sabedoria e a loucura. E, como naSeção l, não é a inteligência versus a estupidez; é a sabedoria moralversus o pecado. Nesta seção a sabedoria não está personificada, mas osmesmos sinônimos da Seção I foram usados aqui em se tratando dela –entendimento, justiça, instrução. O louco também tem o seu paralelo: ozombador, o preguiçoso, o obstinado.As seções seguintes (veja Esboço) continua nesta linha. ConformeToy destaca (Crawford H. Toy, ICC sobre
Proverbs
, pág. xi), a ética dolivro é muito alta. Honestidade, verdade, respeito pela vida e propriedadesão os pontos nos quais se insiste. Os homens são aconselhados aexercerem a justiça, o amor, a misericórdia para com os outros. Uma boavida familiar, com cuidadosa educação das crianças e um alto padrãofeminino é o que se reflete.Quanto ao aspecto religioso, o Senhor se entende como o autor damoral e da justiça, e o monoteísmo é pressuposto. As referências à Lei eà profecia (29:18) ao sacerdócio e aos sacrifícios (15:8; 21:3, 27) sãopoucas, no entanto. O autor fala de si mesmo, inculcando princípios deboa conduta como vindos do Senhor.
Autoria.
O nome de Salomão aparece em três partes do livro - 1:1;10:1; 25:1. Há portanto uma reivindicação de autoria salomônica para a

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Saulo Rodrigues liked this
Camom T. Tomé liked this
edgf liked this
pvieira1956 liked this
welbysouza liked this
edgf liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->