Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Metas de Aprendizagem na Área das TIC: desafios, oportunidades e implicações para o desenvolvimento curricular

Metas de Aprendizagem na Área das TIC: desafios, oportunidades e implicações para o desenvolvimento curricular

Ratings: (0)|Views: 118|Likes:
Published by Elisabete Cruz
... a questão que procuraremos aprofundar neste trabalho é saber em que medida uma abordagem curricular baseada nos resultados, patente no projecto «Metas de Aprendizagem», vinculada a uma abordagem curricular de natureza conectiva, poderá constituir uma estratégia que a (médio/longo) prazo favoreça a integração das TIC como área de formação transdisciplinar.
... a questão que procuraremos aprofundar neste trabalho é saber em que medida uma abordagem curricular baseada nos resultados, patente no projecto «Metas de Aprendizagem», vinculada a uma abordagem curricular de natureza conectiva, poderá constituir uma estratégia que a (médio/longo) prazo favoreça a integração das TIC como área de formação transdisciplinar.

More info:

Categories:Types, Research
Published by: Elisabete Cruz on Sep 16, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/21/2012

pdf

text

original

 
METAS DE APRENDIZAGEM NA ÁREA DAS TIC: DESAFIOS, OPORTUNIDADES EIMPLICAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO CURRICULAR 
Elisabete CruzUnidade de Investigação do Instituto deEducação, Universidade de LisboaPortugalecruz@ie.ul.ptFernando Albuquerque CostaInstituto de Educação, Universidade de LisboaPortugalfc@ie.ul.pt
Resumo:
A preocupação coma integração dasTecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no currículoescolar do ensino não superior tem-se acentuado nas duas últimas décadas em todo o mundo ocidental. Dasmuitas tentativas que têm vindo a ser feitas, destacam-seos esforços do sistema educativo português,nomeadamente no que se refere à importância que está a ser atribuída à identificação das competências quedevem ser adquiridas e desenvolvidasao longo da escolaridade obrigatória. Neste cenário, a questão que procuraremos aprofundar neste trabalho é saber em que medida uma abordagem curricular baseada nosresultados, patente no projecto «Metas de Aprendizagem», vinculada a uma abordagem curricular denatureza conectiva, poderá constituir uma estratégia que a (médio/longo) prazo favoreça a integração dasTIC como área de formação transdisciplinar.Mobilizando os conceitos de abordagem curricular baseada nosresultados de aprendizagem, abordagem conectiva e, bem assim, alguns pressupostos teóricos da abordagemtransdisciplinar, é nossa intenção, comesta comunicação, analisar os desafios, as oportunidades e asimplicações que as TIC suscitam na reconstrução de práticas curriculares inovadoras a fim de superar asvisões parciais e limitadas no tratamento de um problema, conceito ou tópico a partir da óptica de uma únicadisciplina.
Palavras-chave:
TIC, formação transdisciplinar, metas de aprendizagem, desenvolvimento curricular,PortugalINTRODUÇÃOUma das tendências mais notáveis dos Estudos Curriculares nos últimos anos é o crescente interesse pelasabordagens baseadas nos resultados de aprendizagem e quetêm sido desenvolvidas em torno de umconjuntode conceitos, de entre os quais se destacam, na língua inglesa, os de «learning outcomes», «standards» e
- 1585 -
 
«targets». Este interesse tem sido, talvez, mais visível nos Estados Unidos da América, tendo emconta oelevado número de associações e instituições direccionadas para o desenvolvimento profissional na área daeducação e que fornecem importantes recursos para a promoção de práticas baseadas neste tipo deabordagemcurricular, salientando-se, entre outras, o «NationalInstitute for LearningOutcomesAssessment»(http://www.learningoutcomeassessment.org), a«AmericanAssociationofLawLibraries»(http://www.aallnet.org/Archived/Education-and-Events/cpe/outcomes.html), a «AssociationofCollegeandResearchLibraries»(http://www.learningoutcomeassessment.org/AboutUs.html) e a «AmericanPoliticalScienceAssociation»(http://www.apsanet.org/content_13026.cfm).Mas, como veremos mais adiante, existem indícios que tal abordagem está a ganhar terreno noutros locais,muito embora a sua implementação seja vista por alguns com um certo receio e até mesmo algumaoposição(Eagle Forum, 1993). Geralmente, o ponto de partida destas incursões e objecções é a consciênciade que a emergência da abordagem curricular baseada nos resultados, a partir dos anos 90 do século XX, éindissociável da demanda da racionalização que tanto marcou a construção da sociedade moderna e que viriaa tomar forma na procura de previsibilidade para as acções. Shipley, em 1995, elaborou detalhadamentesobre os argumentos que justificama adopção de tal abordagem,ora contextualizando-os face à comunidadecanadense, ora identificando as características que, emtermos gerais, distinguem as práticas de ensinotradicional das práticas baseadas nos resultados, quer ao nível da elaboração de um programa, quer ao níveldas funções do ensino, quer ainda ao nível da organização e desenvolvimento do programa (Shipley, 1995).Seguindo os seus argumentos, trata-se de uma perspectiva que emerge num contexto baseado na ideia de quea escola já não corresponde às necessidades desse tempo, não muito longínquo do actual, mas que, apesar disso, continua bem posicionada para responder às novas exigências da nossa sociedade, influenciando deforma decisiva, quer o desenvolvimento do potencial humano, quer o desenvolvimento económico de umdeterminado país. Para além das razõesmais directamente associadas à demanda da racionalização, comosejamas que dizem respeito a questões relacionadas com responsabilidade,eficiência e eficácia, existetambém umconjunto de razões que se prendem comquestões de flexibilidade, acesso, equidade e qualidade,e que tornam impossível deixar de reflectir commais pormenor sobre as tensões que se jogam nesta perspectiva.Conferindo, no entanto, prioridade à análise dos contextos, das formas e do sentido da sua apropriação eutilização no âmbito do projecto «Metas de Aprendizagem» do Ministério daEducação(http://www.metasdeaprendizagem.min-edu.pt/), onde recentemente tivemos a oportunidade dedesenvolver um trabalho que viria a contemplar, pela primeira vez em Portugal, a definição dasaprendizagens na área das TIC, de forma integrada, para os diferentes níveis que compõem o ensino básicoincluindo a educação pré-escolar(Costa, 2010; Cruz, 2010; Costa, Cruz, Fradão, Soares, & Trigo,
- 1586 -
 
2010),pretende-se com estacomunicaçãoanalisar os desafios, as oportunidades e as implicações que as TICsuscitam na reconstrução de práticas curriculares inovadoras, a fim de superar as visões parciais e limitadasno tratamento de um problema, conceito ou tópico a partir da óptica de uma única disciplina. Maisconcretamente, a questão que procuraremos aprofundar neste trabalho é a de saber em que medida umaabordagemcurricular baseada em resultados, patente no projecto «Metas de Aprendizagem», vinculada auma abordagem curricular de natureza conectiva, poderá constituir uma estratégia que a (médio/longo) prazofavoreça a integração das TIC como área de formação transdisciplinar, isto é, uma estratégia que permita o“enfrentar de desafios inerentes a uma nova organizaçãoe dinâmica curricular que, sem desvalorizar a produção e a mobilização de conhecimentos estruturados e desenvolvidos emfunção do paradigma de umadeterminada disciplina, apela para o desenvolvimento de estruturas mais abertas e flexíveis à permuta dediálogos” entre diferentes disciplinas(Cruz, 2011, p.129).Antes de avançarmos no sentido a que nos propomos, impõe-se alguma clarificação conceptual emetodológica. Em primeiro lugar, embora muitos investigadores associem a abordagem curricular baseadanos resultados a tendências e práticas administrativas centralizadas e burocráticas, este trabalho aponta antes para uma perspectiva mais empenhada na mobilização e responsabilização dos actores locais, não no sentidoda “participação-coesão”, mas antes no sentido da “cidadania participativa”(Lima, 1994). Em segundo lugar,as ideias apresentadas neste texto não se baseiam somente em debates teóricos sobre a temática emapreço. Onosso propósito é antes o de ligar esses debates teóricos às discussões vivenciadas no terreno. A reflexãoaqui produzida é baseada na nossa própria experiência, vivenciada em particular no âmbito do já referido projecto «Metas de Aprendizagem», e também no comprometimento de estudar a melhor forma de assegurar aos alunos do ensino básico a possibilidade de desenvolverem processos de aprendizagem de naturezatransdisciplinar que lhes garantama autonomia no uso das TIC, no enquadramento mais amplo de umaformação ao longo da vida. Neste cenário, o texto produzido começa por apresentar e discutir os desenvolvimentos de natureza teórica e prática que, nos últimos anos, têm estado associados à abordagem curricular baseada nos resultados deaprendizagem, focando a nossa atenção mais nas questões de conceptualização do que nas questões denatureza técnica. Na secção seguinte, serão explicitados os pressupostos que estiveram na base do trabalhodesenvolvido no âmbito do projecto «Metas de Aprendizagem», bem comoos critérios que presidiramàoperacionalização das metas de aprendizagem na área das TIC, os quais constituem elementos chave para oentendimento da abordagemconectiva que está subjacente à proposta apresentada. Por fim, o nossoinvestimento será canalizado para os desafios, oportunidadese implicações que uma tal posição acarreta parao desenvolvimento curricular enquanto lugar de concretização das decisões previamente assumidas.ABORDAGEM BASEADA NOS RESULTADOS DE APRENDIZAGEM
- 1587 -

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
jarodrigues liked this
Elisabete Cruz added this note
Errata 2 Página 1595, referências bibliográficas, 4ª referência, onde se lê: Costa, F., Cruz, E., Fradão, S., Soares, F., & Trigo, V. (2010). Metas de Aprendizagem na área das TIC. (…) deve ler-se: Costa, F., Cruz, E.; Belchior; M.; Fradão, S., Soares, F., & Trigo, V. (2010). Metas de Aprendizagem na área das TIC. (…)
Elisabete Cruz added this note
Errata 1 Páginas 1586-1587, parágrafo 4, linhas 6-7, onde se lê: (… Costa, Cruz, Fradão, Soares, & Trigo, 2010) deve ler-se: (… Costa, Cruz, Belchior, Fradão, Soares, & Trigo, 2010)

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->