Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
35Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
COHN, Amélia. a Questão Social No Brasil..

COHN, Amélia. a Questão Social No Brasil..

Ratings:

4.75

(4)
|Views: 7,721 |Likes:
Published by api-3718864
COHN, Amélia. A questão social no Brasil: a difícil construção da cidadania. In: MOTA, Carlos Guilheme (org.). Viagem incompleta: a experiência brasileira (1500-2000): a grande transação. São Paulo: SENAC, 2000.
COHN, Amélia. A questão social no Brasil: a difícil construção da cidadania. In: MOTA, Carlos Guilheme (org.). Viagem incompleta: a experiência brasileira (1500-2000): a grande transação. São Paulo: SENAC, 2000.

More info:

Published by: api-3718864 on Oct 14, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
J:
'!':
.ir
ViagemIncompleta
f\
EXPERlÊNCIABRASILEIRA(1500..2000)AGRful\,JDETRf\NSAÇAo
~-------
CarlosGuilhermeMota
(ORG1\NlZADOR)
\
DadosInternacionaisdeCatalogaçãonaPublicão(CIP)(Câma"BrasileiradoLivro,SP,Brasil)
r~A
5
-+
A
{LI
Viagemincompleta:aexperiênciabrasilei..a(1500-2000):agrandetr"osação
/
CarlosGuilhermeMotaorganizador.-oPaulo:EditoraSENACoPaulo,2000."li:iriosautores.Bibliografia.ISBN85.7359-111-01.Brasil-Civilização2.Brasil-Condõessociais3.Bra.sil-História-1500-20004.Brasil-Poticaegoverno5.Lite-..aturabrasileira6.Raças-Brasil!.Mota,CarlosGuilherme,1941-.
00-0077CDD-981
1.Bra,il:Histó.-ia:~500-2000
981
EDITORA
C===:J
senac
00
CO-I'di.ão:Índi~esI'.racatálogosistemático:
SAoPAULO
SESC
SÃOPAULO
 
Rbreza,desemprego,violência,trabalhoinfantil,meninosderua,secanosertãonordestino,favelasecriminalidadenoscentrosmetropolita-nosoimediatamenteidentificadospelosensocomumcomoproblemassociaise,portanto,comoumaquesosocial.Masoéporacasoquenestepaís
questãosocial
assimcomo
cidadania
e
cidadão
sãonogeralutilizadosdeformaamguaeimprecisanosmaisdiferentestextosecontextos.Éexatamenteesseoeixoqueseperseguidonodesenvolvimentodestetema
ocomplexo:sintetizarosrioscontdos
-
esuasconseqUências
-
quea
questãosocial
assumenodecorrerdesteséculo,semailusãodequeselogresermenosamguoeimpreciso,exatamentepelacondiçãoaqueéconfinadadesempreconstituirumaárea-problema.
Questãosocial:deproblemasocialaobietodapolítica
"Questãosocial",amaiorpartedasvezes,apareceemnossavastaliteraturareferidaàsnossasmazelassociais,comosinimoportantode"problemassociais".Estes,porsuavez,tendemaserdecodificadoscomoexpressandoumfemenosocial(ouumconjuntodefemenossociais)queultrapassaumdeterminadovelconsideradocomo"normal"apartirdedete~inadoscritérios.Eoassimidentificadoscomotalsejaporcrité-
riospredominantementeéticos
-
fome,pobreza,trabalhoinfantil,dentre
outros-,sejaporcritériospredominantementemorais
-
violência,tráficoeconsumodedrogas,devastãodomeioambiente,prostituãoinfantil,dentreoutros.Naesncia,noentanto,claroqueambosessescritériossem-preesoreferidosàpermanciadaordemsocialvigente,oquenaatualconjuntura,ébomqueseressalve,osignificanecessariamenteassumirumcunhoconservador.Hajavistaasnumerosasevariadasexperiênciasde
 
386
Améliaohn
governoslocaisnosentidodeenfrentarcriativamenteasquesessociais,promovendopoticaseprogramasestruturantesdenovaspráticaseidenti-dadessociais.Poroutrolado,éclaroqueessasduasdimensões
-
éticaemoral
-
nãosemanifestamdissociadasentresi,sendomesmoextremamentedicilouquaseimpossível
-
dadaasuaartificialidadequandoconfrontadacomarealidade
-identifIcá-Iasdeformaisoladaeestanquequandodaclassifica-çãodeumdeterminadofenômenosocialcomoferindo
-
enquantoquestãosocialouproblemasocial-valoresmoraisouéticos.Atéporqueésemprebastanteestreitaaassociãoquesetendeaestabelecerentreapresençadedeterminadaquestãosocialeoqueelarepresenta,emtermosreaismastambémpotenciais,enquantoameaçaàseguraasocial.Seovejamos:femenoscomoapobreza,afome,avelhicedesam-parada,aaltataxadeanalfabetismoentrecriaasemidadeescolar(etoaa-viasignificativamentebastanteinferioràqueseverificaentreosadultos)hojenopaístendemaserconcebidoscomoinjustiçassociais,ecomotalinaceiveis;noentanto,aassociãoentreeleseaameaçaàordemsocialaindaéindiretaelongínquanoimagináriosocial,tornando-asenopassí-veisdesersocialmentetoleradas.homidios,violêncianotrânsito,la-trocínio,porexemplo,tendemaserimediatamenteidentificadospelasociedadecomoameaçaàordemsociale,portanto,àseguraaindividualdocidao,devendocomotalganharaprioridadedosgovernantes.Dessaforma,determinadosfemenossociaistidoscomomaisoumenosindeseveis,pomtoleveis,tendemasetornarsocialmenteinto-leveisquando,esomentequando,associadosàsegundabateriadefe-menossociaisacimareferidos.Ecomotaldevemganharprioridadeparaoseuimediatoenfrentarnento.Exemplosofaltamemnossasociedade:aformapelaqualserelacionaapobrezaàviolência;ascriaasforadaesco-laàpobrezaeàviolência;oconsumodedrogasàpobreza,àAidseàvio-ncia;etc.Note-sequenessescasosoquesempreesemjogoéacomplexadelimitaçãoentreasdimensõeslegaleilegaldessaspráticassociais,epor-tantosuanaturezaletimaouilegítima;ouainda,emtermosdos
mores,
oquevemasersocialmentedefinidocomo"onormaleopatogico".Essaassociãoentrepobrezaeproblemassociaisdominantenoima-giriobrasileirosaltaaosolhosnumasimplesconferênciadasprincipaisnotíciascotic;IianasveiculadaspelosnossosmeiosdecOn,1unicação.Noen-
tanto,éapartirdessaassociaçãobásica
-
forjadaatravésdeumlongoe
AquesosocialnoBrasil:adicilconstruçõodocidadania
387
dolorosoprocessodeconstrãodacidadanianoBrasil
-
quea"questãosocial"éequacionada,traduzidaemprogramasepolíticassociais,eimplementada.NofinaldoculoXIX,quandoasaglomeraçõesurbanasassumemmaiorpresençanopaíseapresentamumritmodecrescimentomaisacele-rado,associadoàsreformulõesdenossaeconomiaeàexplorãodotra-balholivre,osproblemassociaisovinculadosadoiselementossicos:canciaderecursos(materiaiseintelectuais)quepossibilitemasobrevi-nciadosindiduosporsuaprópriacontae,conseqUentemente,apobre-zasendoumproblemaindividual,oseucombateétambémconcebidocomopertinenteàesferadaresponsabilidadeprivadaeindividualdecadaum,sendovalorizadosobretudoocatervoluntáriodasaçõesentãoimple-mentadas.Problemassociaissãodaesferadaresponsabilidadedafilantropia,àépocaestreitamenteassociadaàIgrejaCalica.OexemplomaisclássicoarespeitooasSantasCasasdeMisericórdia,delongatradãoentres.Àesferablica,eportantoaoEstadoou,naépoca,maispropriamen-te,aosestados,dadaaautonomiadessasesferassubnacionaisnoenore-m-instauradoregimerepublicano,pertencearesponsabilidadeporcontrolareprevenirexatamenteaquelesepisódioseeventosqueameacemaordemblica,valedizer,aseguraadoscidaos.Equemeramestes?Exatamenteaeliteeconômicaepoticadopaís,aoligarquiaagria.Emresumo:q~esosocialtidaehavidacomoobjetodafilantropia(maisumav~zdaselitesquedispunhamrecursosParátanto),àqualseasso-ciavapre~~íg!.~~oc::~a!;.d~vinculadadotrabalhe:>-I:'0~r.eéJápcriminoso,ovio!en.~0!.5~_quemeaça..aordem'públicae'vi:deencon~rol1.osbonsco.stu.-mes,dadasui;'sTtu~ã()de"carência"nosentidoabsolutodotermo:auma
~~H.0.'_._...0.._.__
~i.~~~<2-~l.e_p.riyA.ç,~?_~_~F~~ursosmater:!.~i.~.~~~2~J.a-~t?a~~.s~~c:iaderecllrso~
intelectuais
~.
~lIJt~~aispr6pri"õs-cjüepermitamaoindivíduosuperarporsimesmotalestadod;privação.-Àq'~elã-éP'~~~:"port~~t~:'q~~stãos~cialeraalgopertiriente'à
esfera
p'rivada,devendonesseâmbitosertratada.
NasprimeirastrêsdécadasdoséculoXX
-
atéaRevolãode1930-,
aquesosocialnopaísésempreencaradacomoumfemenoexcepcionaleepisódico,demandandoiniciativasporituaisdoEstadoelargamentesobaresponsabilidadedafilantropia,eportantoumavezmaiscomoalgoperti-nenteàesferaprivada.Recorde-se,noentanto,queascadasde10e20desteculoforammarcadasporprofundasmudaaseconômicasesociaisnopaís,acelerando-seoprocessodeurbanização,intensificando-seoco-

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->