Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
16Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O Cinema e Seu Duplo

O Cinema e Seu Duplo

Ratings: (0)|Views: 388 |Likes:
Published by Artesãos do Som
O Cinema e Seu Duplo (por Ivan Capeller)
O Cinema e Seu Duplo (por Ivan Capeller)

More info:

Categories:Types, Research
Published by: Artesãos do Som on Sep 29, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/24/2013

pdf

text

original

 
O CINEMA E SEU DUPLO
Por
Ivan Capeller 
Tese apresentada ao curso dePós-Graduação em Comunicaçãoda Universidade FederalFluminense como requisito parcialpara obtenção do Grau de Doutor.
Orientadora: Maria Cristina Franco Ferraz
Niterói2010
1
 
 
Para Maria Cristina Franco Ferraz
2
 
RESUMO:
Uma tentativa de sistematização das relações do cinema com a História.Quatro níveis possíveis de leitura da historicidade de um filme são analisados de acordocom o seu modo particular de inscrição do tempo na película, confrontando o caráter documental que todo filme apresenta ao seu aspecto codificado de texto a seinterpretado. A tensão assim estabelecida no filme entre os seus processos (técnicos) dereprodução cinemática e os seus códigos (estéticos) de representação cinematográfica é pensada como um eixo para a reflexão cinematográfica da (e sobre a) História que se projeta ao longo de toda a história do cinema como um traço característico de sua
mímesis
– traço esse que possibilita o seu posterior rastreamento a partir dos elementosauto-reflexivos que se inscrevem, ora como documento, ora como texto, na película, deforma intencional ou não.
ABSTRACT
:
 
An attempt to put into a more systemic perspective all the possiblerelations between cinema and history. Four levels of historicity are proposed for filmstudies according to the particular way that each one of them inscribes time into film.The documental aspect inherent to film is discussed in relation to its linguisticallycodified character, unveiling the tension between its (technical) processes of cinematicalreproduction and its (aesthetical) codes of cinematographical representation, and pointing to the fact that its indicial traces always allow for history, in a self-reflexivediscourse, to inscribe itself, either as a document or as a text, unintentionally or not, infilm.
PALAVRAS-CHAVE:
História; Cinema;
Mímesis
.
KEY WORDS
:
 
History, Cinema,
Mimesis
3

Activity (16)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Carolina Soares liked this
enescamp liked this
Cidinha Kaster liked this
Carlos da Silva liked this
Ruben Silva liked this
Filipe Gomes liked this
Marcelo Ribaric liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->