Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
45Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Para Abaixar a Pressão Siga Esta Seta - DASH - Alimentos - Nutrição - Hipertensão - Prevenção - Cura - Bons hábitos

Para Abaixar a Pressão Siga Esta Seta - DASH - Alimentos - Nutrição - Hipertensão - Prevenção - Cura - Bons hábitos

Ratings:

4.0

(3)
|Views: 62,674|Likes:
Published by api-3731219

More info:

Published by: api-3731219 on Oct 15, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
Para abaixar a pressão siga esta seta
Um programa alimentar feito sob medida para oshipertensos tem revolucionado o tratamento da doença.Regina Pereira,
Palavras-chave: hipertensão; alho; alicina; potássio,magnésio e cálcio; DASH; atividade física diária; atum;salmão; ômega 3; fibras; pré-eclâmpsia;
Abusar de cereais, frutas, verduras e legumes. Puxar o freio -só um pouco, diga-se - no caso doleite e queijos magros,carnes e oleaginosas. E brecar - ou quase - os óleos e doces.Um cardápio assim empurra a pressão lá para baixo.
"O alho vem sendo festejado por seu efeito na dilataçãodos vasos
e agora até o leite de cabra está na mira dospesquisadores que investigam seu potencial contra ahipertensão."Quando a pressão arterial passa dos limites, a primeiraatitude é cortar o sal do prato, mas os cuidados do cardápiopara nocautear a hipertensão vão além disso. Cada vez maisos médicos estão incluindo no receituário boas doses devegetais e pouca - pouca mesmo - gordura. Os especialistasamericanos são os maiores defensores de um menu assim.Foi lá que surgiu a
DASH - Dietary Approuches to StopHypertension,ouDieta para Combater a Hipertensão,
emportuguês -, um programa alimentar feito especialmente paraesses pacientes. Em um estudo amplo que envolveu quatrouniversidades de peso - Harvard Mecical School, JohnsHopkins Medical School, Duke University e PenningtonBiomedical Research Center -, além do Instituto Nacional deSaúde dos Estados Unidos, a
DASH
conseguiu derrubar de14 por 9 para 12,9 por 8,5, em média, a pressão de um grupode hipertensos. Uma façanha e tanto. "Essa dieta reforçou aopção pelo tratamento não medicamentoso", opina o
 
cardiologista Heno Lopes, do Instituto do Coração (Incor), emSão Paulo, que, encantado com esse resultado, resolveuestudar detalhadamente a tal dieta na Universidade Médicada Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Lopes está entre osprimeiros médicos brasileiros a aprovar a
DASH.
Segundoele, um de seus méritos é reunir um grupo de vegetais de altopoder antioxidante capaz de melhorar o funcionamento dosvasos sangüíneos. Outra qualidade é o baixo teor calórico,que contribui para afastar a obesidade. "O excesso de pesopode detonar a hipertensão", aponta o cardiologista enutrólogo Daniel Magnoni, do Instituto de Metabolismo eNutrição, na capital paulista.Oito semanas foram suficientes para os cientistas americanostestarem a
DASH
em 459 hipertensos divididos em trêsgrupos. Um manteve sua alimentação normal - no caso, commuita gordura e poucos itens saudáveis, a segunda turmaaumentou a cota de vegetais, mas não aboliu ingredientesgordurosos, e a terceira seguiu um cardápio controlado - maismagro e repleto de cereais, frutas, verduras e legumes. Osgrandes beneficiados foram os integrantes do último grupo,que no final apresentaram uma pressão arterial menor do queantes: a sistólica - quando o coração bombeia o sangue -abaixou 1,14 ponto e a diastólica - no momento em que omúsculo cardíaco relaxa -, 0,5 ponto. "É um resultadosurpreendente", elogia o cardiologista e nefrologista CelsoAmodeo, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa emCardiologia. Para quem não é expert no assunto, essaredução pode parecer desprezível, mas os especialistasgarantem que ela basta para minimizar os riscos de malescomo derrame e infarto.A nutricionista Miyoko Nakasako, do Incor, acredita que ogrande trunfo da
DASH
é o fato dela contemplar nutrientesimportantes. Três deles parecem ser personagens principaiscontra o drama da hipertensão, o
potássio
, o
magnésio
-ambos antioxidantes - e o
cálcio
. Pois regulam o movimentode dilatação e contração dos vasos para que o sangue fluasem dificuldades. Em pequenas doses, as gorduras podementrar no cardápio, mas desde que sejam as do tipo benéfico
 
- insaturada e ômega. O excesso de gordura saturada édefinitivamente proibido sob o risco de deixar o endotélio - orevestimento interno dos vasos - endurecido.Um estudo coordenado pelo cardiologista Heno Lopesmostrou ainda que as moléculas de certos ácidos graxosatuam no sistema nervoso simpático, responsável pelaliberação de substâncias vasoconstritoras. Nesse ponto valelembrar um grande inimigo das artérias, o cigarro. Emqualquer tratamento contra a pressão alta o fumo deve ser proibido. "E, se o paciente praticar 30 minutos de exercíciospor dia, melhor ainda", indica o nefrologista Décio Mion, chefeda Liga de Hipertensão do Hospital das Clínicas de SãoPaulo.Há alimentos que, embora não sejam detectados na DASH,são obrigatórios no cardápio dos hipertensos. O
alho
é umdeles, de acordo com a professora de nutrição
JocelemMastrodi Salgado
, da Escola Superior de Agricultura Luiz deQueiroz, em Piracicaba, interior paulista. "Ele contém
alicina
,uma molécula capaz de dilatar os vasos", justifica. Leite decabra também parece oferecer ação hipotensora. "Umaproteína contida nele mostrou bons efeitos", diz ofarmacêutico Antonio Silvio do Egito, da Empresa Brasileirade Pesquisa Agropecuária, em Sobral, no Ceará, quecomeçou a estudar o lácteo na Universidade Henri Poncaré,na França.Peixes de água fria, como o
atum
e o
salmão
, não agemdiretamente contra a hipertensão, mas não deixam de ser bastante recomendados nesses casos por regularem ocolesterol. "Eles fornecem boa quantidade de
ômega 3
, queelimina essa má gordura das artérias", indica a bioquímicaRebeca Angelis, da Universidade de São Paulo. As
fibras
-que a
DASH
tem de sobra - também ajudam a varrer ocolesterol.Se a pressão explodiu.

Activity (45)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Kássia Kaiser liked this
Adriano Cruvinel liked this
Adriano Cruvinel liked this
Luana Diniz liked this
APROVEI AS DICAS MAIS OU MENOS FAÇO ASSIM, PÓREM TENHO QUE EMAGRECER UM POUCO. MUITO OBRIGADA. SHIRLEY.
Matheus Cândido liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->