Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Capítulo 13 Aerodinâmica HELICÓPTEROS

Capítulo 13 Aerodinâmica HELICÓPTEROS

Ratings: (0)|Views: 939 |Likes:
Published by Christian Oliveira

More info:

Published by: Christian Oliveira on Oct 23, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/18/2013

pdf

text

original

 
Capítulo 13
Mecânico de Manutenção Aeronáutica.Aerodinâmica – HELICÓPTEROS ______________________________________________________________ 
Características e Funcionamento
AEROFÓLIO
 Qualquer superfície projetada para produzir sustentação e/ou traçãoquando o ar passa através deste.
CORDA
 Linha reta imaginária entre o bordo de ataque e o bordo de fuga de umaerofólio.
VENTO RELATIVO
 É o resultado do movimento de um aerolio atras do ar, domovimento do ar passando pelo aerofólio ou uma combinação dos dois.O vento relativo é sempre oposto à direção do movimento do aerofólio.
ÂNGULO DE ATAQUE
 É o ângulo formado entre a corda e o vento relativo.
ÂNGULO DE PASSO
 É o ângulo formado entre a corda do aerofólio e o plano determinadopelo centro do rotor principal ou o plano de rotação.
 ______________________________________________________________________ 
Ricardo Lima da Silva
1
 
Capítulo 13
Mecânico de Manutenção Aeronáutica.Aerodinâmica – HELICÓPTEROS ______________________________________________________________ 
CENTRO DE PRESSÃO
 É o ponto no qual a resultante simples de todas as forças aerodinâmicasé aplicada.
SUSTENTAÇÃO
 É a força derivada de um aerofólio através do princípio de Bernoulli ou o"Efeito Venturi". Enquanto a velocidade do fluxo de ar aumenta, apressão diminui. O fluxo de ar que passa sobre o aerofólio com umângulo de ataque positivo (ou no caso de um aerofólio assimétrico, oângulo de ataque pode ser levemente negativo) se divide de maneiraque uma porção do fluxo de ar passa sobre a superfície superior e umaporção passa sob a superfície inferior. Desde o momento em que o arsobre a superfície superior deve percorrer uma distância maior, éacelerado para obter uma velocidade maior. Esta velocidade aumentadaresulta numa diminuição de pressão. A pressão diferencial resultanteentre a superfície superior e inferior é a foa de sustentaçãodesenvolvida pelo aerofólio.
ARRASTO
 É o componente que contraria o deslocamento do aerofólio. Arrasto ouresistência ao avanço é paralelo e na mesma direção e sentido do ventorelativo. O projeto do aerofólio depende muito da relaçãosustentação/arrasto. Tipicamente, quando a sustentação aumenta, oarrasto também aumenta. Entretanto, esta relação não énecessariamente proporcional.
 ______________________________________________________________________ 
Ricardo Lima da Silva
2
 
Capítulo 13
Mecânico de Manutenção Aeronáutica.Aerodinâmica – HELICÓPTEROS ______________________________________________________________ 
ESTOL
 Quando o ângulo de ataque aumenta, um ponto determinado éalcançado por onde o fluxo de ar sobre a superfície superior não podemais fluir suavemente devido à grande inversão da dirãorequerida.Esta perda do fluxo aerodinâmico resulta numa ação de fluxode ar turbilhonado e um grande aumento no arrasto. O fluxo de arturbilhonado também causa um aumento de pressão econseqüentemente, uma elevada diminuão na sustentação. Oresultado do estol é um arrasto muito alto e a sustentação muitoreduzida.
SUSTENTAÇÃO, ARRASTO E ÂNGULO DE ATAQUE
 Enquanto o ângulo de ataque aumenta (até o ângulo de estol), asustentação gerada pelo aerofólio aumenta. O piloto tem a capacidadede mudar a sustentação mudando o ângulo de passo. Porém, enquantoo ângulo de ataque aumenta, o arrasto do aerofólio também aumenta, eo arrasto determina a necessidade do aumento da potência do motor. Épossível que o aerofólio alcance tal ângulo, que produzirá mais arrastodo que a potência do motor possa superar. Nesse caso, produzirá umaqueda na rotação (RPM) do rotor principal.
SUSTENTAÇÃO, ARRASTO E VELOCIDADE
 Enquanto a velocidade do fluxo de ar sobre o aerofólio aumenta, asustentação e o arrasto aumentam. Se a RPM do motor permanecerconstante, como acontece com a maioria dos helicópteros, a média davelocidade do fluxo de ar permanece relativamente constante, sem levarem conta a velocidade do ar. Entretanto, os meios primários para avariação da sustentação num sistema de rotor não é por mudança develocidade, mas por variação do ângulo de ataque.
 ______________________________________________________________________ 
Ricardo Lima da Silva
3

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->