Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
236Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
RESUMO - Frei Luís de Sousa

RESUMO - Frei Luís de Sousa

Ratings:

4.25

(4)
|Views: 77,136|Likes:
Published by falconet
Resumo sobre a obra Frei Luís de Sousa
Resumo sobre a obra Frei Luís de Sousa

More info:

Published by: falconet on Oct 25, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

04/24/2014

pdf

text

original

 
FREI LUÍS DE SOUSA,
de Almeida Garrett
QUEM FOI MANUEL DE SOUSA COUTINHO?
Frei Luís de Sousa (Manuel de Sousa Coutinho, cerca de 1555-1632) sofreu vidaacidentada na Ásia e em África, onde prestou serviços a Filipe II de Espanha. Regressando aPortugal, casou, por 1584-86, com D. Madalena de Vilhena, viúva de D. João de Portugal,desaparecido na Batalha de Alcácer Quibir, a 4 de Agosto de 1578.E, 1599 muda-se para Almada, nomeado capitão-mor dessa localidade. No anoseguinte, devido à peste que assolou Lisboa, os governadores do reino pretenderam abrigar-seem Almada, numa casa de Manuel que, por questões pessoais, lhe lançou fogo para não lhesceder abrigo.Em 1613, após o falecimento da filha única do casal, D. Manuel e D. Madalena seguemo exemplo dos condes de Vimioso, dando entrada ele no Convento de S. Domingos de Benficae ela no convento do SacramentoD. Manuel, então Frei Luís de Sousa, desenvolveu alguns projectos literários até à suamorte como
 A Vida de D. Frei Bartolomeu dos Mártires, A História de S. Domingos Particular do Reino e Conquistas do Reino,
a partir de materiais deixados por Frei Luís Cácegas, num estilofluente, cheio de naturalidade e poder expressivo que marcou a prosa clássica portuguesa.Correram diversas versões acerca da causa da morte para o mundo de D. Manuel e D.Madalena, partindo uma delas de um biógrafo daquele, segundo o qual um peregrino trouxeraa notícia de que D. João de Portugal ainda estaria vivo na Terra Santa, 35 anos após o seudesaparecimento, sendo o casamento de D. Manuel e D. Madalena impossível. Foi este factoque deu origem a
Frei Luís de Sousa,
de Garrett.
CLASSIFICAÇÃO DA OBRA - DRAMA/ TRAGÉDIA?
Drama – é um género dramático, o mais importante do teatro sério depois da tragédia,Drama é um género teatral que se caracteriza pelo sério das situações e pelo desenlacefunesto, mas não é trágico. Distingue-se, fundamentalmente, da tragédia por serem aspersonagens que, por decisão própria, conduzem a intriga a um desfecho infeliz, ao passo quena tragédia o destino se exerce inexoravelmente até final, limitando-se as personagens a lutarcontra ele, sem esperança, até à consumação do que tem de acontecer.Tragédia - a tragédia clássica é o mais nobre dos géneros. O protagonista é geralmenteuma pessoa de estirpe elevada, justa e sem culpa que, apesar disso, percorre o caminho árduoda desdita, embora tenha anteriormente conhecido a felicidade; existe uma personagemcolectiva (coro) com a função de prever e comentar o desenrolar dos acontecimentos,manifestando a voz do bom-senso perante a exaltação das personagens; o assunto égeralmente de cariz político e social, ou relativo a uma situação insólita; a linguagem da
 
tragédia é em verso e respeita a lei das três unidades (espaço, tempo e acção), não havendomudança de cenário, ocupando a acção o máximo de 24 horas e centrando-se num únicoproblema. A tragédia clássica tem o fulcro da acção num conflito gon) que leva aspersonagens a interrogarem-se sobre a sua existência e o destino (ananké), fazendo com que oindivíduo lance um desafio (hybris) às autoridades, aos deuse4s, às leis da Natureza ou àordem. Como reacção surge a punição, o castigo a mesis divina, que tem comoconsequência o sofrimento das personagens (pathos). Os acontecimentos desenrolam-sesegundo os actos das personagens; o conflito do protagonista adensa-se e avoluma-se (clímax)e, por vezes, os acontecimentos precipitam a acção no seu curso através de alterações(peripécias), que acabam por inverter o rumo dos acontecimentos em sentido inesperado,dando lugar ao desenlace fatal (catástrofe) Um reconhecimento (anagnórise) é que muitasvezes desencadeia esta mudança brusca. A catástrofe deve ser sugerida desde o início pois oresultado da luta entre a hybris e o destino cruel é inevitável. Estes acontecimentos e esteconflito criam no espectador uma tensão, uma curiosidade e expectativa tais, levando-o aparticipar dos sentimentos e apreensões das personagens (catarse) como forma de purificar aspaixões dos espectadores, semelhantes às do protagonista, através de uma acção geradora decompaixão e temor.
A tragédia clássica em
Frei Luís de Sousa
Almeida Garrett criou a acção de
Frei Luís de Sousa
à luz da tragédia grega,concretizando os vários elementos trágicos numa acção repleta de ansiedade, de presságios naqual cada membro da família protagonista vive o drama colectivo. Assim, D. Madalenacometeu um crime de amor, ao amar Manuel de Sousa Coutinho enquanto casada com D. Joãode Portugal, desafiou a ordem existente que seria guardar fidelidade ao marido (hybris); oconflito (ágon) parte desta situação, desenvolvendo-se com a mudança de cenário – incêndiodo palácio de Manuel e mudança para o palácio de D. João de Portugal (peripécia) – e adensa-se com o regresso e reconhecimento do primeiro marido julgado morto, na figura de umRomeiro (anagnórise), imprevisto que provoca o desfecho com a morte de várias personagens(catástrofe). O desenrolar dos acontecimentos dá-nos conta do sofrimento (pathos),principalmente de Madalena com os seus profundos estados de melancolia e terror,alimentados pelos presságios de Telmo (coro) que se intensificam através da fatalidade dasdatas, destruição do retrato de Manuel e mudança de habitação (clímax), conduzindo aodesenlace. O sofrimento age sobre os espectadores, despertando neles os sentimentos deterror e piedade para os purificar (catarse).Tal como na tragédia clássica, o fatalismo é uma presença constante. O destinoapresenta-se como a força que move os acontecimentos e o futuro das personagens, tornandoa obra na sua concepção essencialmente trágica – a família de Manuel não se pode furtar àinexorabilidade do destino apesar da sua nobreza e integridade.
 
O drama em
Frei Luís de Sousa
Almeida Garrett recorreu a muitos elementos da tragédia clássica, mas elaborou umdrama romântico onde sobressaem os estados psicológicos das personagens; substituiu overso pela prosa, utilizou uma linguagem coloquial, fluente e próxima das realidades vividaspelas personagens e dos seus estados de espírito, bem diferente de uma linguagem clássica;não se preocupou com algumas regras, como a lei das três unidades (apenas cumpriu aunidade de acção); retirou a presença do coro (embora Telmo possa ter afinidades com esta«personagem», na medida em que comenta, faz juízos de valor perante as situações quevive/assiste); foi buscar a matéria à realidade do país, com um fundo histórico (batalha deAlcácer Quibir).Segundo Victor Hugo, o drama é uma peça que retrata a vida real das personagensonde as regras podem ser alteradas. As personagens podem ser dotadas de sentimentos vivose profundos e o desfecho pode ser ou não trágico, não sendo no entanto revestido da tensãoque caracteriza a tragédia clássica.A obra em estudo possibilita uma classificação dupla, tal como está patente naspalavras de Almeida Garrett: «Contento-me para a minha obra com o título modesto dedrama; só peço que não a julguem pelas leis que regem, ou devem reger, essa composição deíndole nova; porque a minha, se na forma desmerece da categoria, pela índole há-de ficarpertencendo sempre ao antigo género trágico» (in «Memória ao Conservatório Real»).

Activity (236)

You've already reviewed this. Edit your review.
Mila Milieva added this note|
Uma analise muito boa. Na verdade uma das melhores que já li. Parabéns e obrigada!
Salavessa_95 liked this
'Francisca Sousa liked this
Pedro Cardoso liked this
Mila Milieva liked this
martafcid liked this
Helena Ribeiro liked this
Clara Cangueiro liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->