Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
49Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Ponto Dos Concursos - Direito Constitucional - TCU - Frederico Dias e Jean Claude

Ponto Dos Concursos - Direito Constitucional - TCU - Frederico Dias e Jean Claude

Ratings: (0)|Views: 5,351 |Likes:

More info:

Published by: Rerison Rodrigues de Oliveira on Oct 27, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/13/2013

pdf

text

original

 
CURSO ON-LINE – DIREITO CONSTITUCIONAL – TEORIA, EXERCÍCIOS EDISCURSIVAS – TCUPROFESSORES: FREDERICO DIAS E JEAN CLAUDE
1
www.pontodosconcursos.com.br
Aula 1 - Poder Constituinte. Emenda, Reforma e Revisão Constitucional.Aplicabilidade das normas constitucionais. Interpretação constitucional.
Bom dia!Seja bem-vindo à primeira aula do nosso curso.Iniciaremos, hoje, um curso de revisão dos principais aspectos do DireitoConstitucional relacionados ao edital do concurso de Auditor Federalde Controle Externo do Tribunal de Contas da União.Realizaremos essa breve revisão a partir dos principais tópicos de teoriae complementaremos com recentes questões do Cespe. Ao final, temoscerteza, você estará atualizadíssimo nos assuntos que têm sidocobrados pelos atuais examinadores dessa banca.Por fim, como o TCU não exige só isso, você poderá se preparar para aprova discursiva por meio do envio de três redações para a nossacorreção. A primeira delas poderá ser enviada logo após a Aula 3.Na aula de hoje, trataremos principalmente do assunto “Poder constituinte e reforma da Constituição” (mas não só disso).Isso é o mais interessante do Direito Constitucional! Vejam como osassuntos estão interligados. Na primeira aula, vimos que nossaConstituição é rígida, mas não imutável, certo? Naquela ocasião, talveznão seja o seu caso, mas um aluno iniciante pode ter pensado: ok... seique, por ser rígida, a CF/88 é alterada por um procedimento maiscustoso que o exigido para as demais leis, mas como é esseprocedimento? Quem está habilitado a propor essa alteração? Quaisos assuntos não podem ser suprimidos, mesmo por emendaconstitucional? Pode o poder judiciário fiscalizar a regularidade desseprocedimento de alteração da Constituição?É disso que vamos falar hoje.Logo a seguir, vamos abordar dois assuntos relacionados à teoria doDireito Constitucional: Aplicabilidade das normas constitucionais eInterpretação Constitucional.Assim, dê uma olhada no programa da nossa aula de hoje.
1 – Poder Constituinte1.1 - Espécies1.2 Limitações do Poder Constituinte Derivado2 – Modificação da Constituição Federal de 1988. Reforma, revisão e emendaconstitucional3 – Entrada em vigor de uma nova Constituição4 – Aplicabilidade das normas constitucionais4.1 – Normas de eficácia plena4.2 – Normas de eficácia contida
 
CURSO ON-LINE – DIREITO CONSTITUCIONAL – TEORIA, EXERCÍCIOS EDISCURSIVAS – TCUPROFESSORES: FREDERICO DIAS E JEAN CLAUDE
2
www.pontodosconcursos.com.br
4.3 – Normas de eficácia limitada5 – Interpretação constitucional5.1 Princípios de Interpretação5.2 Métodos de Interpretação6 – Exercícios de Fixação
Então, boa aula!
1 – Poder Constituinte
O Poder Constituinte é o poder de elaborar ou atualizar umaConstituição. A teoria do poder constituinte foi desenvolvida peloabade francês Emanuel Seyès, em sua obra “O que é o TerceiroEstado”, que apontava como seu titular a nação.Antes disso, o exercício do poder pelas monarquias européias era justificado pelo
Direito divino
e pela
hereditariedade
. Deus era o titular do poder e o exercia por meio de seu representante na terra (rei oumonarca). Ao passar dos anos, esse exercício do poder era transmitidoaos sucessores de sangue do rei ou monarca.Isso foi superado com a ascensão da burguesia e o crescimento doiluminismo. Daí a importância de Sieyès e a teoria (mais racional) doPoder Constituinte naquele momento.Apesar disso, modernamente, é pacífico o entendimento de que o
titular
do poder constituinte é o
povo
. Isso é importante, pois bastantecobrado pelas bancas:
Titular do Poder Constituinte
POVO
Interessante observar que, como vimos na Aula demonstrativa, nossaConstituição estabelece que
todo o poder emana do povo
(CF, art. 1°,parágrafo único), não é o Estado, não é a nação.Pois bem, o
povo é o titular do poder constituinte
, mas seu
exercício
sedá de forma
democrática
(poder constituinte legítimo) ou
autocrática
 (poder constituinte usurpado).
1.1 - Espécies
Tradicionalmente, o poder constituinte segmenta-se em originário ederivado.O poder constituinte
originário
é o poder de
elaborar
uma Constituição.Podemos dizer que ele se manifesta em dois momentos distintos: naformação de um novo Estado (quando é elaborada a primeiraConstituição), ou, em um Estado já existente, quando ocorre umaruptura da ordem jurídica, sendo uma Constituição substituída por outranova.O poder constituinte originário tem por características ser um poder político, inicial, autônomo, incondicionado e permanente. Guarde adistinção entre esses conceitos.
 
CURSO ON-LINE – DIREITO CONSTITUCIONAL – TEORIA, EXERCÍCIOS EDISCURSIVAS – TCUPROFESSORES: FREDERICO DIAS E JEAN CLAUDE
3
www.pontodosconcursos.com.br
É um poder 
político
(e não jurídico), porque antecede o Direito.É um poder 
inicial
porque a sua obra, que é a Constituição, é a base daordem jurídica.É um poder 
autônomo ou ilimitado
porque não está limitado pelo direitoanterior, isto é, não tem que respeitar os limites estabelecidos pelodireito positivo antecessor, podendo, até mesmo, desrespeitar direitoadquirido e cláusulas pétreas existentes no regime anterior.É
incondicionado
porque não está sujeito a qualquer forma prefixadapara manifestar sua vontade. Enfim, o poder constituinte originário nãotem que obedecer a qualquer forma ou procedimento pré-determinado para realizar a sua obra de elaboração de uma novaConstituição.Ademais, o poder constituinte originário é
permanente
porque nãodesaparece, não se esgota com a realização de sua obra, isto é, com aelaboração da nova Constituição. Elaborada a nova Constituição, opoder constituinte permanece latente, podendo manifestar-seposteriormente, mediante uma nova Assembléia Constituinte ou umnovo ato revolucionário.Com esses detalhes, você tem de ter em mente que
não há limites parao poder constituinte originário
. Em outras palavras, as normasconstitucionais originárias não respeitam qualquer norma ouprocedimento. Em decorrência disso, destaca-se uma importanteconclusão:
não há controle de constitucionalidade quanto às normasoriginárias da CF/88
.Vale mencionar que há doutrinadores, que defendem que haverialimitações de ordem supranacional à atuação do poder constituinteoriginário. Ou seja, no âmbito do direito internacional não seriaadmissível uma nova Constituição que desrespeitasse normas básicasde direitos humanos, por exemplo. Há quem sustente ainda a existênciade outros limites, de ordem natural (valores éticos superiores), como oalemão Otto Bachoff, ou de ordem lógica (não seria admitida aextinção do Estado, por exemplo). Mas
não é o que predomina noBrasil
: podemos dizer que,
no Brasil
,
inexistem limitações
ao poder constituinte
originário
.Veja essas questões:1.
 
(CESPE/PROCURADOR/TCE-ES/2009) No tocante ao poder constituinte originário, o Brasil adotou a corrente positivista, de modoque o referido poder se revela ilimitado, apresentando natureza pré- jurídica.O Brasil adotou a corrente positivista. Para o positivismo, o Poder Constituinte Originário não sofre limitações, uma vez que a ordem jurídica nasce com ele, não antes dele. Ou seja, não há normas jurídicasanteriores a estabelecer limites para sua atuação. Daí o fato de ser 

Activity (49)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Marcelo Medeiros liked this
Daniele Pinheiro liked this
mygeorg liked this
Hugo Campos liked this
bmarx_7 liked this
bmarx_7 liked this
bmarx_7 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->