Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword or section
Like this
4Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
intervenção precoce - revista diversidades nº 27-

intervenção precoce - revista diversidades nº 27-

Ratings: (0)|Views: 1,859|Likes:

More info:

Published by: Fernando Manuel Oliveira on Oct 28, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

12/23/2013

pdf

text

original

 
Janeiro-Março 2010
1
 
2
Diversidades
EditorialAbordagem Centrada na Família em Intervenção Precoce:
Perspectivas Histórica, Conceptual e Empírica
O Modelo de Intervenção Centrado na Família:
Da Teoria à Prática
Educação de Infância em Contextos Inclusivos:
Uma Experiência
Projecto Crescendo...
Resenha Histórica
Intervenção Precoce na DREER:
Um Projecto de Investigação-Acção
ANIP:
Instituição de Referência na Intervenção Precoce
Clinisapatos
...
Um caso de Sucesso!
EspaçoEspaçoEspaço TICLivrosLegislaçãoNotícias
Índice
Ficha Técnica
DirectoraMaria José de Jesus CamachoRedacçãoServiços da Direcção Regional de Educação Especial e Reabilitação e Colaboradores ExternosRevisãoNúcleo de Informação, Multimédia e InformáticaMoradaRua D. João n.º 579054-510 FunchalTelefone: 291 705 860Fax: 291 705 870E-mailrevistadiversidades@madeira-edu.ptGrafismo ePaginaçãoNúcleo de Informação, Multimédia e InformáticaISSN1646-1819Impressão
O Liberal, Empresa de Artes Gráficas, Lda.
Tiragem1000 exemplaresDistribuiçãoGratuitaFotosDirecção Regional de Educação Especial e Reabilitação /
Nicole O’Neil / ZeroVinteOito Design / Elisabeth Silva
34121721242830313234353637
 
 
Janeiro-Março 2010
3
Maria José Camacho
Directora Regional de EducaçãoEspecial e Reabilitação
Editorial
Com um percurso histórico e pioneiro na Região Autónoma da Madeira aIntervenção Precoce, tutelada pela Direcção de Educação Especial, remontaaos anos 80 aquando da Resolução do Governo Regional n.º 381/81, de 25 deJunho, publicada no Jornal Oficial n.º 18 de 09.07.1981 (I Série) que determinavaa “
constituição de uma Comissão Coordenadora para o Levantamento e Despisteda Deficiência em geral e planeamento de acções, designadamente no que res- peita ao atendimento precoce, composta por elementos da Educação Especial,da Saúde Pública, da Segurança Social e da Secretaria Regional de Educação
”.Entretanto, também neste domínio, os resultados da investigação foram ditan-do mudanças ao nível conceptual e de práticas, estabelecendo-se e patenteando--se a sua relevância e complexidade em decisões políticas, evidenciadas em di-versas recomendações e normativos legais internacionais, nacionais e regionais,revistos e reformulados ao longo dos tempos, fruto dos resultados alcançados eda análise dos significados atribuídos às diferentes experiências.O desafio da Intervenção Precoce fundamenta-se na certeza de que respostasespecíficas atempadas são determinantes ao nível dos resultados a alcançar.Centrada na primeira infância, cenário de possibilidades e etapa altamentecaracterizada pela influência do meio envolvente, a Intervenção Precoce lança assementes para o desenvolvimento harmonioso, através do empenho e trabalhoholístico, na congregação de saberes, práticas e experiências, colocados ao ser-viço das famílias e das crianças.A eleição das famílias, como eixo central de intervenção, assenta no exer-cício constante da dialéctica entre os contextos de vida de que são protagonis-tas, enquanto detentores de direitos e expectativas, aliado aos paradigmas quelhes são oferecidos, susceptíveis de reorientar e promover as suas competênciasparentais, conducentes ao envolvimento e participação, com os diferentes inter-venientes, nas tomadas de decisão e estratégias a implementar.Estamos convictos de que só através de um trabalho alicerçado em redes deapoio, inerente à construção dos alicerces da verdadeira igualdade de oportuni-dades, conseguiremos encontrar melhores respostas para ajudar, o mais preco-cemente possível, a edificar e a reconstruir capacidades, relações de confiança,afectos e responsabilidades, precursores de projectos de vida condignos e inclu-sivos.E… porque crescer supõe deixar-se surpreender e deixar que nos surpreen-dam, aqui fica o repto para que as nossas acções deixem espaço e revigorem asintenções das crianças e das famílias que anseiam por horizontes de realizaçãoindividual e comunitária.
Não me prendas as mãosnão faças delas instrumento dócil de inspirações que ainda não vivi Deixa-me arriscar o molde talvez incertodeixa-me arriscar o barro talvez imprópriona oficina onde ganham forma e paixãotodos os sonhos que antecipam o futuro
(Ademar Ferreira dos Santos)

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->