Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
51Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Do GATT à OMC

Do GATT à OMC

Ratings:

5.0

(2)
|Views: 36,785|Likes:
Published by api-3738630
Texto sobre a evolução histórica do sistema multilateral de comércio
Texto sobre a evolução histórica do sistema multilateral de comércio

More info:

Published by: api-3738630 on Oct 18, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
Do Gatt à OMC: O que Mudou, como Funciona e para ondeCaminha o Sistema Multilateral de Comércio*
ELBA CRISTINA LIMA RÊGO**
Resumo
Em 1
°
de janeiro de 1995 entrou em funcionamento a Organização Mundial deComércio (OMC), com a função de administrar o sistema multilateral de comércioresultante da Rodada Uruguai (1986/93). O objetivo deste texto é fornecer algumasinformações básicas sobre as novas regras que balizam o comércio mundial,destacando os limites por elas colocados à definição das práticas comerciais nacionaise a importância de os
 policy makers
adequarem sua retórica à nova realidade. O artigofaz uma breve reconstituição da evolução do sistema multilateral de comércio desde acriação do General Agreement on Tariffs and Trade (Gatt), em 1947, até a constituiçãoda OMC, destaca as principais diferenças entre ambos, enfatiza a necessidade de ospaíses em desenvolvimento abandonarem a postura defensiva que têm adotado comrelação a certas questões e partirem para uma posição pró-ativa e chama a atençãopara o papel da OMC na nova ordem mundial
.
 
Abstract
This World Trade Organization (WTO) went into effect January 1
st
, 1995 with thestated objective of managing the multilateral trade system resulting from theUruguay Round (1986/93). The aim of this article is to provide some basicinformation on the new rules governing world trade, with emphasis on theconstraints they have set on defining domestic trade practices and on howimportant it is for policy makers to adjust their rhetoric to this new status quo.The author describes briefly how the multilateral trade system has evolved fromthe early Gatt days (1947) through creation of the new WTO, highlights keydifferences between the two, emphasizes the need for developing countries toshed their defensive posture vis-à-vis certain issues and adopt a proactiveapproach, and draws attention to the WTO’s role in the new world order.
* A autora agradece os comentários de Armando Castelar Pinheiro e Maurício MesquitaMoreira, bem como a dois pareceristas anônimos desta revista. Este artigo tornou-se possível e foi consideravelmente beneficiado em virtude da participação da autora, entre janero e maiode 1996, no Terceiro Curso de Política Comercial da Organização Mundial do Comércio,realizado em Genebra.
 
 
** Economista do Departamento Econômico do BNDES.
 
1. Introdução
 O Brasil é um dos membros fundadores da OMC, a base jurídica e institucionaldo sistema multilateral de comércio desde janeiro de 1995, criada ao término daRodada Uruguai do Gatt, a mais importante das rodadas de negociações comerciais járealizadas. Com a OMC, o comércio internacional ingressou em uma nova fase, commaiores direitos e deveres para praticamente todos os países.Durante a Rodada Uruguai, além de negociarem um código de conduta, osdiversos países também trocaram concessões em termos de acesso a mercados,através da redução de tarifas alfandegárias e/ou da remoção de barreiras não-tarifárias.É importante destacar que as regras que devem ser observadas no jogo docomércio internacional foram definidas após longas e árduas negociações no âmbitoda Rodada Uruguai (1986/93). Os países em desenvolvimento, particularmente oBrasil, e aqueles ainda em transição tiveram uma participação mais ativa nessasnegociações do que em qualquer uma das outras realizadas sob os auspícios do Gatt,o que os torna mais comprometidos com os resultados obtidos. Esses paísesassumiram quase tantos compromissos quanto os desenvolvidos, mas contam, emgeral, com um período de adaptação maior às novas regras.Os compromissos e obrigações assumidos pelos membros da OMC tornam ointercâmbio mundial mais previsível, mas também retiram graus de liberdade dosgovernos nacionais na definição de suas práticas comerciais. Ou seja, restringemsignificativamente o raio de manobra dos
 policy makers
na definição das políticasnacionais. É fundamental, portanto, que as diversas instâncias de governo no Brasilconheçam os novos limites a que estão submetidas, para evitar que os resultados dosesforços realizados para aumentar a competitividade externa da economia sejamconsiderados ilegais e/ou anulados ou reduzidos pela ação dos seus parceiroscomerciais.Assim, o objetivo deste texto é fornecer algumas informações básicas sobre onovo sistema multilateral de comércio, destacando as principais diferenças entre aOMC e o antigo Gatt, os elementos que devem ser observados na definição daspráticas comerciais nacionais e os temas emergentes. Além disso, enfatiza-se a
2
 
 
necessidade de os países em desenvolvimento abandonarem a postura defensiva quetêm adotado com relação a certas questões e partirem para uma posição pró-ativa.Nas Seções 2 e 3, faz-se uma breve reconstituição da evolução do sistemamultilateral de comércio desde a criação do Gatt (1947) até a constituição da OMCquase 50 anos depois, a partir das negociações que tiveram lugar no âmbito daRodada Uruguai (1986/93), dando-se ênfase às principais motivações que levaram aosurgimento tanto do Gatt quanto da OMC e aos principais resultados da RodadaUruguai. Na Seção 4, são discutidas as principais atribuições da OMC, destacando-seas diferenças entre ela e o Gatt e os novos mecanismos de transparência e de soluçãode disputas comerciais. Na Seção 5, chama-se a atenção para a importância de os
 policy makers
conhecerem bem as novas regras multilaterais e os limites por elascolocados à definição e implementação das políticas econômicas nacionais comimpactos sobre o comércio e de adequarem sua retórica à nova realidade. Nasconsiderações finais (Seção 6), são sintetizados alguns dos argumentos apresentadosao longo do texto e destacados os novos temas que mais cedo ou mais tarde entrarãona agenda multilateral (como os chamados
labour standards
), sublinhando-se o papelda OMC na nova ordem mundial
.
No Anexo, finalmente, são apresentadas algumasinformações sobre o funcionamento da OMC.
2. Da Criação do Gatt à Rodada Uruguai
 Os impactos negativos em termos de redução do bem-estar provocados por políticas protecionistas estiveram bastante visíveis no período entre as duas grandesguerras mundiais. Os anos 30 foram marcados pela escassa cooperação entre asnações, sobretudo no que se refere às trocas comerciais. Predominaram as guerrascomerciais, baseadas em desvalorizações cambiais competitivas e na imposição debarreiras às importações.Os Estados Unidos, que emergiram ao final da I Grande Guerra como a novapotência mundial, recusaram-se a participar dos esforços para a retomada doprocesso de liberalização do comércio internacional e de integração da economiamundial, em curso desde a segunda metade do século 19.
1
Após o
crash
de 1929,assumiram um comportamento acentuadamente protecionista, aumentando suastarifas aduaneiras de 38% para 52% (Smoot-Hawley Act), fato que levou seusparceiros a impor restrições comerciais retaliatórias e a desvalorizar suas moedas. Tal
1
 
A partir da segunda metade do século 19, as maiores nações européias passaram a firmar entre si e com os EstadosUnidos vários acordos comerciais bilaterais. Nesse processo, a França ocupou um papel destacado ao difundir autilização da cláusula de nação mais favorecida, que estendia a todos os países os benefícios negociados
3

Activity (51)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Jéssica Saéz liked this
Junior Manfroni liked this
Rute Henriques liked this
Rodrigo Tomiello liked this
Abraão Israel liked this
Icaro Silvestre liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->