Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
PPP e NSS Em Meio Eletrônico

PPP e NSS Em Meio Eletrônico

Ratings: (0)|Views: 1,513 |Likes:
Published by api-3738414

More info:

Published by: api-3738414 on Oct 18, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
Projeto Transmissão PPP em Meio Eletrônico
1.
Propósito
Desenvolver sistemas corporativos para o envio do Perfil Profissiográfico Previdenciário –PPP em meio eletrônico para a Previdência Social, criando banco de dados corporativos emecanismos de geração e acesso às informações, de modo integrado aos sistemas jáexistentes.
2.
Justificativa
Como fazer com que o Estado tenha informações precisas sobre os resultados dosprogramas de segurança e saúde de todas as empresas em seu território, possibilitando,assim, estratégias efetivas de ação? Como o Estado pode garantir a tutela da segurança eda saúde de cada trabalhador, individualmente, se seus recursos são limitados?Uma das grandes dificuldades existentes é a incapacidade do Estado em abranger todas asempresas e seus estabelecimentos, por mais que seja ampliado o quadro de auditoresfiscais e de outros agentes públicos. Os programas de segurança e saúde do trabalho dasempresas, bem como seus resultados, são verdadeiras “caixas-pretas”, que o Estado nãoconsegue alcançar. A doença que acomete ao trabalhador não consegue ser rastreada,impossibilitando identificar sua causa e seu responsável. Com isso, o custo decorrente danegligência é repartido por toda a sociedade, indevidamente, por meio da Previdência Social.Por sua vez, as empresas, conhecedoras das limitações estatais, constroem falsos cenários,camuflando a verdadeira situação da segurança e saúde nos seus ambientes de trabalho,com intuito de se eximir de suas responsabilidades.Observa-se um crescente número dos benefícios por incapacidade, pagos pela PrevidênciaSocial. Uma grande parcela desses é decorrente de acidente de trabalho, embora não sejamreconhecidos como ocupacionais.
 
O não reconhecimento de um benefício como ocupacional, por meio do não registro daComunicação de Acidente de Trabalho – CAT, acarreta na perda de diversos direitos por parte do trabalhador. Entre eles, podemos destacar a perda da estabilidade no emprego –que vai de 12 (doze) meses até 5 (cinco) anos para os acidentes reconhecidamenteocupacionais.Embora, nesses casos, a Previdência Social ampare o trabalhador com o pagamento de umbenefício por incapacidade, como, por exemplo, o auxílio-doença, o trabalhador é demitidoquando volta ao trabalho, pois a empresa não quer manter em seu quadro de pessoal aprova viva do crime. Dificilmente, esse trabalhador demitido conseguirá novo emprego.Uma das soluções adotadas no Brasil, dentro de uma nova política em Segurança e Saúdedo Trabalho – SST, é similar à utilizada para a gestão patrimonial: tornar obrigatória aprestação de informações relativas à saúde e segurança do trabalhador, por meio de umdocumento, transmitido em meio eletrônico, que dará origem a um grande banco de dados.Ainda que sejam prestadas informações falsas nesse documento, o Estado poderá cruzaestas informações, gerando indicadores de má gestão das empresas em SST e direcionandoas ações do Estado, similarmente à chamada “malha-fina” fiscal, utilizada pela ReceitaFederal.Com esse intuito, o Brasil criou o Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP: um documentohistórico-laboral do trabalhador, elaborado pela empresa ou equiparado à empresa duranteseu contrato de trabalho. Reúne, cronologicamente por período, informações administrativas,ambientais e biológicas, preexistentes nos documentos da empresa, de formaindividualizada, por trabalhador.A maioria das informações existentes nesses documentos primários, que estão dispersospor diversos setores da empresa, é registrada de forma coletiva e reflete somente umdeterminado período de tempo. O PPP coleta, organiza e individualiza essas informações,registrando o “filme” e não somente a “fotografia” da vida laboral do trabalhador, uma vezque não se limita somente a determinado limite de tempo.Embora instituído desde Outubro de 1996 pela Medida Provisória n° 1.523, de 11 de outubrode 1996, teve seu primeiro formato definido apenas com a Instrução Normativa – ININSS/DC n° 78, de 16 de julho de 2002.
2
 
Ainda assim, a legislação permitia a substituição do PPP pelos antigos formulários derequerimento da aposentadoria especial: SB-40, DISES BE 5235 e DSS-8030. Em regra, asempresas optavam pelos formulários em detrimento da elaboração do PPP.A partir de Janeiro de 2004, com a perda da eficácia dos antigos formulários, determinadapela IN-INSS/DC n° 99, de 5 de dezembro de 2003, o PPP passou a ser efetivamenteexigido das empresas. Por ter um conteúdo mais completo, o PPP passou a substituir, por sua vez, os antigos formulários de requerimento da aposentadoria especial.Em sua primeira fase de implantação, o PPP está sendo exigido em meio papel, no formatopublicado pela IN-INSS/DC n° 99, de 2003, e apenas para os trabalhadores expostos afatores de risco ambientais contemplados pela aposentadoria especial, ainda que não hajaas condições que dão direito a esse benefício.Em uma fase posterior, proposta deste projeto, ele seelaborado e transmitido àPrevidência Social em meio eletrônico e sua exigência será estendida para todos ostrabalhadores, incluindo também as informações relacionadas aos fatores de riscosergonômicos e mecânicos.
3.
Benefícios do Projeto
3.1Permitir a análise holística do indivíduo, quando da investigação epidemiológica, naavaliação médico-pericial dos benefícios por incapacidade e da aposentadoriaespecial, ou no atendimento do segurado pelo Sistema Único de Saúde – SUS, entreoutros.
3.2
Instrumentalizar a justiça social, no campo da saúde e segurança do trabalhador, apartir do controle social pelas empresas, pelos trabalhadores e pelos sindicatos, por meio da disponibilização dos dados do PPP em meio eletrônico.
3.3
Possibilitar ões blicas da Uno, Estados e Munipios integradas edescentralizadas com maior efetividade, no âmbito da Potica Nacional deSegurança e Saúde do Trabalhador PNSST, dentro de um planejamentoestratégico, a partir de alvos definidos, entre outros, por indicadores extraídos dabase de dados relativa ao PPP, selecionando as empresas-alvo por segmentoeconômico.
3.4
Possibilitar o desenvolvimento de políticas de saúde coletiva, de vigilância sanitária eepidemiológica, a partir de indicadores extraídos da base de dados relativa ao PPP.
3.5
Diminuir a burocracia,
 
tanto para a empresa, quanto para a Previdência Social, coma condensão de todas as informões necessárias transmitidas em meioeletnico, possibilitando maior brevidade no deferimento dos benecios eassegurando maior confiabilidade e eficácia aos procedimentos já existentes.
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->