Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
53Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Redes ATM

Redes ATM

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 13,866|Likes:
Published by api-3837694

More info:

Published by: api-3837694 on Oct 18, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
Introdução
ATM, como nova tecnologia de transporte digital de banda larga, dispõe de mecanismosde controle dinâmico do largo de banda. Deste modo, quando uma fonte de dados deixade emitir, a largura de banda que resulta liberado do canal de comunicação se resigna aoutra fonte.A gestão dinâmica do largo de banda vai acompanhada de uns complexos mecanismos decontrole de congestão que asseguram que o tráfico sensível (voz, vídeo,…) sempredisporá da qualidade de serviço requerida.
1 Tecnologia ATM
1.1 Suporte do tráfico
 broadcast
A evolução das aplicações que requerem transporte digital mostra, desde faz tempo, umaclara mudança de rumo de meios ponto a ponto a meios pontos a multipontos. Aplicaçõescomo videoconferências, tráfico LAN, broadcasting de vídeo, etc. requerem de suporte
broadcast 
na capa de transporte.Antes da ATM, as tecnologias de transporte digital, baseavam-se na multiplexação sobrecanais ponto a ponto e, portanto, não podiam enfrentar-se a este novo requerimento deserviço.
1
 
ATM, ainda que seja uma tecnologia orientada à conexão contempla o uso de circuitosponto-multiponto que permitem oferecer funções de broadcasting de informação. Osdados se replicam no interior da rede ali onde se divide o circuito ponto-multiponto. Estaaproximação minimiza o largo de banda associado ao tráfico
broadcast 
e permite aextensão e crescimento destes serviços até níveis muito elevados.
1.2 Canais comutados
Outro requerimento que se lhe pediu a ATM foi que dispusesse de mecanismos para oestabelecimento de circuitos comutados sob demanda do DTE. Estas funcionalidades que,até a data, só se exigiam às redes de banda estreita (RTC, RDSI, X.25, Frame Relay,…)fazem-se, cada vez mais, necessárias na capa de banda larga (Cabo - TV,Videoconferência,…)ATM define um protocolo de sinalização entre o DTE e a rede, chamado UNI, quepermite a este segundo, a negociação de canais comutados sob demanda. O protocolo,baseado no Q.931 de RDSI, permite ao DTE a criação de um canal (ponto a ponto oumultiponto) com uma determinada qualidade de serviço (largo de banda, retardo,…).Outro protocolo (NNI) encarrega-se da propagação da petição de telefonema dentro dointerior da rede para o destino para sua aceitação. O NNI é um protocolo não orientado àconexão que permite a propagação de telefonemas por múltiplos caminhos alternativos.No momento de definição de ATM se optou por um sistema de numeração de 20 bytes(baseado na numeração atual da rede telefônica básica) para os pontos terminais.
2
 
1.3 Escalabilidade
Um dos principais problemas com os que se encontram os administradores das redes detransporte é como atuar frente aos contínuos e cada vez mais freqüentes mudanças nosrequerimentos tanto de cobertura como da largura de banda.ATM se desenhou como uma rede "inteligente". O objetivo era que os nodos quecompunham a rede fossem capazes de descobrir a topologia (nodos e enlaces) que lhesrodeava e criar-se uma imagem própria de como estava formada a rede. Ademais, esteprocedimento devia ser dinâmico para que a inserção de novos nodos ou enlaces na redefossem detectados e assimilados automaticamente pelos outros nodos.Esta filosofia de rede, que é muito comum nas redes de banda estreita (redes de routers,Frame Relay, ...), implanta-se na banda larga com a tecnologia ATM.Os administradores da rede de transporte ATM podem decidir livremente a mudança dalargura de banda de um enlace ou a criação de um novo (por exemplo, para dispor decaminhos alternativos) sem ter que, por isso, reconfigurar de novo a rede. Todos os nodosafetados pela modificação topológica atuarão imediatamente como resposta à mudança(por exemplo, usando o novo enlace para balancear tráfico).Os problemas de cobertura também não significam nenhum problema. Um nodo que seinsere na rede descobre, e é descoberto por, o resto de nodos sem nenhuma intervençãopor parte do administrador.
3

Activity (53)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Tulio Amancio liked this
Vilmar Schmelzer liked this
dmirsso liked this
Carla Gomes liked this
gabriel0029 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->