Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Regimento Do Internato

Regimento Do Internato

Ratings: (0)|Views: 406|Likes:
Published by lumoal

More info:

Published by: lumoal on Nov 11, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/07/2014

pdf

text

original

 
REGIMENTO DO INTERNATO DO CURSO DE MEDICINA DA UNIVERSIDADEFEDERAL DO CEARÁ EM BARBALHA
Art.
. - O presente Regimento disciplina a organização e funcionamento doInternato do Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará, em Barbalha, emconsonância com as Diretrizes Curriculares dos Cursos de Medicina, ResoluçãoCNE/CES nº. 4, de 07 de novembro de 2001; Resolução nº. 9, de 24 de maio de1983 e Resolução nº. 1, de 04 de maio de 1989, do Conselho Federal de Educaçãoe Resolução nº. 46, de 02 de agosto de 2001 do Conselho de Ensino, Pesquisa eExtensão da Universidade Federal do Ceará.CAPÍTULO I
Art. 2º. -
A formação médica no curso de Medicina da UFC extensão Cariri deveráincluir, dentre outras atividades, estágio curricular obrigatório de treinamento emserviço, em regime de internato, em serviços próprios ou conveniados, e sobsupervisão direta dos docentes da própria Escola. A carga horária mínima do estágiocurricular deverá atingir 35% da carga horária total do Curso de Graduação emMedicina proposto, com base no Parecer/Resolução específico da Câmara deEducação Superior do Conselho Nacional de Educação (
caput 
do artigo 7º daResolução nº. 4, de 07/11/2001-CNE/CES).
Parágrafo 1º.
- O estágio curricular obrigatório de treinamento em serviço – Internato – incluinecessariamente aspectos essenciais nas áreas de Clínica Médica,Cirurgia, Tocoginecologia, Pediatria e Saúde Comunitária, devendo incluir atividadesno primeiro, segundo e terceiros níveis de atenção saúde de cada área. Estasatividades devem ser eminentemente práticas.CAPÍTULO II - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS
Art. 3º. -
Os estudantes do Curso de Graduação em Medicina serão submetidos, emcaráter obrigatório, ao Programa de Internato, durante o transcurso dos últimos 23meses letivos, com estrita observância da legislação pertinente, do Regimento daUniversidade Federal do Ceará e das disposições contidas neste Regimento.
§
. - Entende-se por Internato o último ciclo do curso de graduação em Medicina,livre de disciplinas acadêmicas, durante o qual o estudante deve receber treinamentointensivo, contínuo, sob supervisão docente, em instituição de saúde, vinculada, ounão, à escola médica.
§
- Para iniciar o Internato o estudante deverá, obrigatoriamente, ter cursado esido aprovado em todas as disciplinas curriculares até o 8º semestre, bem como ter cumprido 240 horas em dulos optativos e/ou atividades complementares,totalizando 4.592 horas/aulas.
 
Art. 4º.
- São objetivos do Internato:
a.
Representar a última etapa da formão escolar do dico geral, comcapacidade de resolver, ou bem encaminhar, os problemas de saúdeprevalentes da população a que vai servir;
 b.
Oferecer oportunidades para ampliar, integrar e aplicar os conhecimentosadquiridos nos ciclos anteriores do curso de graduação;
c.
Permitir melhor adestramento em técnicas e habilidades indispensáveis aoexercício de atos médicos básicos;
d.
Promover o aperfeiçoamento, ou a aquisição, de atitudes adequadas àassistência aos pacientes;
e.
Possibilitar a prática da assistência integrada, pelo estímulo dos diversosprofissionais da equipe de saúde;
f.
Permitir experiências em atividades resultantes da interação escola médica-comunidade, pela participação em trabalhos extra-hospitalares, ou de campo;
g.
Estimular o interesse pela promão e preservação da saúde e pelaprevenção das doenças;
h.
Desenvolver a consciência das limitações, responsabilidades e deveres éticosdo médico, perante o paciente, a instituição e a comunidade;
i.
Desenvolver a idéia da necessidade de aperfeoamento profissionalcontinuado.CAPÍTULO III - DA DURAÇÃO E DAS ÁREAS DE ATUAÇÃO
Art. 5º. -
O Internato será realizado no prazo de 23 meses ininterruptos, incluídos ummês de férias e um mês de estágio eletivo.§
-
Entende-se por estágio eletivo aquele realizado em qualquer área doConhecimento dico, reconhecido pelos óros reguladores e legislãopertinente.§
2º.
Durante o Internato o estudante realizará estágios nas áreas de ClínicaMédica, Saúde Comunitária, Cirurgia, Pediatria e Tocoginecologia, distribuídos por área, conforme quadro abaixo:SEMESTRES: 09 e 10MóduloC.H.INTERNATODuraçãoObservação
MB1101768Cirurgia16 semanas/48hUm mês UrgênciaMB1102768Pediatria16 semanas/48hUm mês UrgênciaMB1103768Tocoginecologia16 semanas/48hUm mês Urgência
SEMESTRES: 11 e 12MóduloC.H.INTERNATODuraçãoObservação
MB09011.248Clínica dica 26 semanas/48hMB0902936Saúde Comunitária26 semanas/36hUm mês CRUTACUm mês UrgênciaDois meses PSF
 
CAPÍTULO IV - DA ORDEM DOS ESTÁGIOSArt. 6º. –
A ordem dos estágios rotatórios será definida pela Coordenação doInternato, em reuno com os estudantes, com antecencia nima de 60(sessenta) dias. Os alunos deverão terminar o internato com Saúde Comunitária.
Parágrafo único
- As trocas nas seqüências das áreas de Internato serão permitidasem caráter excepcional. As solicitações deverão ser encaminhadas, por escrito ecom justificativa, à Coordenação do Internato com antecedência mínima de 60(sessenta) dias antes do início do estágio.CAPÍTULO V - DO CAMPO DE ESTÁGIO
Art. . -
Os esgios rotarios do Internato seo realizados no âmbito daFaculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará e em instituõesconveniadas à Instituição.
Art. 8º.
- O Colegiado do Curso de Graduação em Medicina poderá autorizar, nomáximo, 25% (vinte e cinco por cento) da carga horária total estabelecida para esteestágio, para realização de treinamento supervisionado fora da unidade federativa,preferencialmente nos servos do Sistema Único de Saúde, bem como emInstituição conveniada que mantenha programas de Residência credenciados pelaComissão Nacional de Residência Médica e/ou outros programas de qualidadeequivalente em nível internacional (Parágrafo 2º., artigo 7º da Resolução nº. 4, de07/11/2001-CNE/CES);§
. – Para complementar o que determina este artigo, a Coordenação do Curso deMedicina da Universidade Federal do Ceará, no Cariri estabelece que:a)O percentual de Internos liberados para realizar o estágio fora do Município deBarbalha, onde se situa o Curso de Medicina da Universidade Federal doCeará, no Cariri, e dentro do Estado do Ceará, não poderá ultrapassar 20%do total de Internos do Rodízio;b)Para que o Interno seja liberado, deveapresentar, ao Coordenador doInternato, documento de concorncia (modelo colhido na Secretaria deControle Acadêmico-SECA) dos demais Internos do próprio rozio,comprovando que não haverá prejuízos para o serviço;
c)
O Interno, mesmo satisfeitas as exigências dos itens a e b deste parágrafo, sóserá liberado após apreciação e aprovação do seu pedido pelo Conselho deCoordenação.§
2º. -
Para que o Internato possa se desenvolver fora do âmbito da Instituição deEnsino, será necessária a realização de convênio, conforme estabelece o Artigo 2ºda Resolução nº. 9, de 24 de maio de 1983 e o Artigo 3º da Resolução nº. 1, de 04de maio de 1989, do Conselho Federal de Educação.§
3º.
- O estabelecimento dos termos dos convênios, bem como das demaiscondições operacionais, é da competência da Universidade Federal do Ceará, tendoo magnífico Reitor como representante, após apreciação do Conselho do Internatoque considerará, para cadastramento das instituições prestadoras de serviçosmédicos, os seguintes critérios e/ou exigências:
a)
Localização preferencial do campo de estágio no Estado do Ceará;

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Acypires liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->