Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM - CPCJ

TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM - CPCJ

Ratings: (0)|Views: 104 |Likes:
TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM

DEFINIÇÃO INDICADORES Criança / Jovem . REQUISITOS

1- Abandono Criança abandonada ou entregue a si Fome habitual, falta de protecção do Para que se possa falar desta situação própria, não tendo quem lhe assegure a frio, necessidade de cuidados de requer que algum(s) do(s) indicadores satisfação das suas necessidades físicas higiene e de saúde, feridas, doenças. se verifiquem de forma reiterada. básicas e de segurança,

2 – Negligência Situ
TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM

DEFINIÇÃO INDICADORES Criança / Jovem . REQUISITOS

1- Abandono Criança abandonada ou entregue a si Fome habitual, falta de protecção do Para que se possa falar desta situação própria, não tendo quem lhe assegure a frio, necessidade de cuidados de requer que algum(s) do(s) indicadores satisfação das suas necessidades físicas higiene e de saúde, feridas, doenças. se verifiquem de forma reiterada. básicas e de segurança,

2 – Negligência Situ

More info:

Published by: Fernando Manuel Oliveira on Nov 12, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/12/2011

pdf

text

original

 
 
TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM 
 
DEFINIÇÃOINDICADORESCriança / Jovem
 
REQUISITOS
.
1-
 
Abandono
Criança abandonada ou entregue a si própria, não tendo quem lhe assegure asatisfação das suas necessidades físicas básicas e de segurança,Fome habitual, falta de protecção dofrio, necessidade de cuidados dehigiene e de saúde, feridas, doenças.Para que se possa falar desta situaçãorequer que algum(s) do(s) indicadoresse verifiquem de forma reiterada.
2 – Negligência
Situação em que as necessidadesfísicas básicas da criança e a suasegurança não são atendidas por quemcuida dela (pais ou outrosresponsáveis), embora não duma formamanifestamente intencional de causar danos à criança Necessidades médicas não atendidas(controlos médicos, vacinas, feridas,doenças); repetidos acidentesdomésticos por negligência; períodos prolongados da criança entregue a si própria (isto depende da idade) semsupervisão de adultos, fome e falta de protecção do frio.Para que se possa falar desta situaçãorequer que algum(s) do(s) indicadoresse verifiquem de forma reiterada.
3 – Abandono Escolar
Abandono do ensino básico obrigatório por crianças e/ou jovens em idadeescolar, i.e., entre os 6 e os 15 anos deidade.Inexistência de matrícula no ensino básico obrigatório da criaça/jovem emidade escolar.Cessação da frequência das actividadesescolares de crianças/jovens em idadeescolar e que não tenham concluído oensino básico obrigatório.Requer a ocorrência de algum(s) dosindicador(es).
 
 
TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM 
 
DEFINIÇÃOINDICADORESCriança / Jovem
 
REQUISITOS
.
4- Maus tratos físicos
Acção não acidental de algum adultoque provocou danos físicos ou doençasna criança, ou que o coloca em graverisco de os ter como consequência dealguma negligência..Feridas, queimaduras, fracturas,deslocações, mordeudras, cortes,asfixia, etc.O dano correu pelo menos 1 vez/mês,ocasionando lesões que não sãonormais face aos hábitos culturais,idade e caracterização da criança.
5-Maus tratos psicológicos/Abusoemocional
 Não são tomadas em consideração asnecessidades psicológicas da criança, particularmente as que têm a vèr comas relações interpessoais e com a auto-estimaRebaixar/vexar a criança, aterrorizá-la, privá-la de relações sociais, insultá-la,ignorar as suas necessidadesemocionais e de estimulação, evidentefrieza afectiva.Requer que algum(s) indicador(es)ocorram de forma reiterada
6 – Abuso sexual
Utilização por um adulto de um menor  para satisfazer os seus desejos sexuaisA criança é utilizada para realizar actossexuais ou como objecto deestimulação sexual.Podem verificar-se dificuldades paraandar ou sentar-se, manchas de sanguena zona genital que não corresponde aoseu nível de desenvolvimento.Tristeza acentuada, dificuldade emlidar com o próprio corpo (por exemplo em actividades desportivas),isolamento/ evitamento/medo darelação com os pares ou com adultos,expressão de conhecimentos ouvivências sobre sexualidade/actossexuais desaquados para a idade,insucesso escolar, comportamentosauto ou hetero destrutivos (mutilações,ideias suicidas, episódios de grandeagressividade/violência).Requer pelo menos um episódio deutilização sexual do menor 
 
 
TIPOLOGIA DAS SITUAÇÕES DE PERIGO PARA A CRIANÇA/JOVEM 
 
DEFINIÇÃOINDICADORESCriança / Jovem
 
REQUISITOS
.
7 – Prostituição Infantil
Designa a utilização de uma criançaem actividades sexuais contraremuneração ou qualquer outraretribuição.Oferta, obtenção, procura ou entregade uma criança para fins de prostituição infantil.Requer unicamente um episódio deutilização sexual da criança/jovem.
8 – Pornografia Infantil
Designa qualquer representação, por qualquer meio, de uma criança nodesempenho de actividades sexuaisexplícitas reais ou simuladas ouqualquer representação dos órgãossexuais de uma criança para fins predominantemente sexuais.A oferta, distribuição, difusão,importação, exportação, oferta, vendaou posse para os fins de pornografiainfantil, segundo a definiçãoapresentada.Requer unicamente um episódio deutilização sexual da criança/jovem.
9 – Exploração do Trabalho infantil
Para obter benefícios económicos, acriança/jovem é obrigada à realizaçãode trabalhos (sejam ou não domésticos)que excedem os limites do habitual quedeveriam ser realizados por adultos eque interferem claramente na vidaescolar da criança.Exclui-se a utilização da criança emtarefas específicas por temporadas.
 
Participação da criança em actividadeslaborais de forma continuada ou por  períodos de tempo.A criança não pode participar nasactividades sociais e académicas próprias da sua idade.Pelo menos um período de tempoconcreto, a criança não pode participar nas actividades da sua idade (escola,etc) por se encontrar a trabalhar.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->