Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Representaçoes Da Mulher de Meia Idade Na Tv

Representaçoes Da Mulher de Meia Idade Na Tv

Ratings: (0)|Views: 399 |Likes:
Published by api-3804049
"O foco principal deste artigo é a apresentadora
\
Ana Maria Braga, que conduz o programa Mais Você, apre-
\
sentado de segunda a sexta feira na Rede Globo de Televi-
\
são. A análise envolve um histórico das revistas femininas
\
e dos programas femininos na TV brasileira, o conteúdo
\
do programa e as representações por ele sugeridas e em
\
particular a representação adotada pela apresentadora Ana
\
Maria Braga que trabalha a partir da persona de uma nova
\
mulher da meia idade."
"O foco principal deste artigo é a apresentadora
\
Ana Maria Braga, que conduz o programa Mais Você, apre-
\
sentado de segunda a sexta feira na Rede Globo de Televi-
\
são. A análise envolve um histórico das revistas femininas
\
e dos programas femininos na TV brasileira, o conteúdo
\
do programa e as representações por ele sugeridas e em
\
particular a representação adotada pela apresentadora Ana
\
Maria Braga que trabalha a partir da persona de uma nova
\
mulher da meia idade."

More info:

Published by: api-3804049 on Oct 18, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
Caderno Espaço Feminino, v.15, n.18, Jan./Jun. 2006
85
Representações da mulher de meiaRepresentações da mulher de meiaRepresentações da mulher de meiaRepresentações da mulher de meiaRepresentações da mulher de meiaidade na televisão:idade na televisão:idade na televisão:idade na televisão:idade na televisão:Ana Maria BragaAna Maria BragaAna Maria BragaAna Maria BragaAna Maria Bragae o programae o programae o programae o programae o programa
Mais Você Mais Você Mais Você Mais Você Mais Você 
Ana Carolina Rocha Pessôa Temer
Resumo:
O foco principal deste artigo é a apresentadora Ana Maria Braga, que conduz o programa
 Mais Você,
apre-sentado de segunda a sexta feira na Rede Globo de Televi-são. A análise envolve um histórico das revistas femininase dos programas femininos na TV brasileira, o conteúdodo programa e as representações por ele sugeridas e emparticular a representação adotada pela apresentadora AnaMaria Braga que trabalha a partir da
 persona 
de uma novamulher da meia idade.
Palavras-chave:
Televisão. Revista Feminina. Mais Você.
 Abstract:
The main focus of this article is the spokeswoman Ana Braga Maria, who conducts the television show Mais Você, shown Mondays to Fridays in Rede Globo de Tele- visão. The analysis involves the history of feminine maga-
 Ana Carolina Rocha Pessôa Temer 
. Doutora e Mestre em ComunicaçãoSocial pela Universidade Metodista de São Paulo, Especialista em Socio-logia pela Universidade Federal de Uberlândia e Bacharel em jornalismopela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro(UFRJ). Profissionalmente é professora do Centro Universitário de Pa-tos de Minas, jornalista da Universidade Federal de Uberlândia e autorado livro
 Notícias & Serviços nos telejornais da Rede Globo
. Rio de Janeiro:Sotese, 2002, e
Para entender as Teorias da Comunicação
. Uberlândia, Asppectus, 2004. Esse trabalho é uma revisão da dissertação de Mestradoda autora, a partir da confrontação dos dados obtidos na época com asdeclarações contidas em um livro depoimento de autoria de Edson GarciaNunes, primeiro proprietário da TV Triângulo, que encaminhado a au-tora em 2004 pelo filho desse empresário, prof. Ms Rubens Garcia Nunes.E-mail: temer@triang.com.br.
 
Representações da mulher de meia idade na televisão: Ana Maria Braga e o programa Mais Você
86
Caderno Espaço Feminino, v.15, n.18, Jan./Jun. 2006
1
GOMES, Pedro Gilberto.
Tó-  picos de teoria da comunicação.
 
SãoLeopoldo: Unisinos, 1997, p.12
zines and television shows in Brazilian TV, the essence of the show and the representations it suggests, andparticularly the one adopted by the host Ana Braga Maria, who is developed from the persona of the new mid-life woman.
Keywords:
Television. Woman Magazine. Mais Você.
IntroduçãoIntroduçãoIntroduçãoIntroduçãoIntrodução
Existe uma relação de interdependência entre acomunicação e o ser humano no processo de defini-ção e de construção da sua realidade social e cultural.GOMES entende que o
O ser humano está e é em comuni- cação
1
. comunicação é um fato e uma necessidade soci-al, algo “inerente ao ser humano” e que existe desde oseu aparecimento no mundo. Essa necessidade é tãoampla que tudo aquilo que o ser humano atribui signi-ficado passou a compor um processo de comunica-ção.No mundo globalizado o acesso à informação étambém uma necessidade. Parte significativa dessa in-formação chega hoje ao indivíduo por meio dos meiosde comunicação de massa. Conseqüentemente, essainformação carrega a marca da produção planejada eartificialmente acelerada que caracteriza os bens deconsumo da sociedade industrializada e também osbens culturais veiculados pelas grandes mídias.Os meios de comunicação de massa não são neu-tros e não podem ser definidos como simples espe-lhos da realidade. A produção de bens culturais estáinserida em um processo industrial, em um movimen-to global que transforma cultura em mercadoria. Por-tanto, os produtos culturais passam a se submeter àsmesmas leis de produção dos demais produtos in-dustrializados e orientados em função do mercado con-sumidor. As limitações impostas pela produção acelerada eem larga escala da informação, mudam a qualidade e a
 
Ana Carolina Rocha Pessôa TemerCaderno Espaço Feminino, v.15, n.18, Jan./Jun. 2006
87
quantidade das informações accessíveis ao grande pú-blico. Esse conteúdo é igualmente afetado pelas rela-ções de dependência da mídia com o capital
2
e a suaconstante busca por uma maior audiência, por um nú-mero sempre crescente de ouvintes, telespectadoresou leitores ávidos por conteúdos sempre renovadosque atendam a seus anseios e necessidades. As representações dos meios de comunicação demassa não são aleatórios, mas sim idealizações de indi- víduos ou grupos sociais: a mídia trabalha a partir depersonagens ficcionais ou mesmo de pessoas públicascom os quais os leitores/telespectadores estabelecemelos emocionais tão fortes, que se projetam neles. A vida cheia de emoções desses personagens ou pesso-as públicas dão colorido a vida monótona das pessoascomuns, que “vivem” parte de sua vida emocional atra- vés deles. Ao mesmo tempo também esses persona-gens ou pessoas públicas incentivam o consumo, poiso indivíduo tenta alcançá-los através da imitação, con-sumindo os produtos disponibilizados por eles. A sociedade moderna é marcada também por no- vas dinâmicas familiares, que passam pelo maior aces-so da mulher à escolarização e ao mercado de traba-lho. Em suas relações de dependência da audiência, amídia não pode ignorar essas mudanças, mas sua atua-ção em relação a elas nem sempre é transparente. Atéporque:
 As contradições nas relações sociais, abordadas pelomundo moderno, estão, neste século XX, presentes na vida das mulheres e no que se pensou e escreveu sobre elas 
3
.
De umaforma geral podemos dizer que a comunicação demassa possui uma dupla face, mantenedora e transfor-madora — ao mesmo tempo em que tenta preservar omodelo social também é um veículo que introduz onovo, pois a novidade é um elemento fundamentalpara incentivar o consumo.Nesse sentido este trabalho é a análise de uma des-sas representações, especificamente da persona
4
daapresentadora Ana Maria Braga, que conduz o Progra-ma
 Mais Você 
, apresentado de segunda a sexta feira a
2
No caso específico da televisãoe do rádio de sinal aberto, quenão tem um custo direto parao receptor (ouvinte/telespecta-dor) e que são financiadas atra- vés dos anunciantes, portan-to do capital. De uma formageral essa regra vale para revis-tas e jornais, que mesmo arre-cadando o dinheiro das assi-naturas e vendas nas bancas,não conseguem sobreviver ape-nas com esses recursos e de-pendem de seus anunciantes.
3
BICALHO, Elisabeth. A mu-lher no pensamento moder-no.
Estudo de Gênero
. Cadernosde Área. n. 7. Goiânia: UCG,1998, p. 37.
4
O conceito de persona surge apartir da máscara que os anti-gos atores utilizavam para ca-racterizar o papel que estavamrepresentando. Persona “é umcomplexo funcional a que sechegou por motivos de adap-tação ou de necessária como-didade”, que confunde a ima-gem do indivíduo com as ex-pectativas das pessoas quantoao seu papel social, ficando oindivíduo reduzido a uma cas-ca impermeável de revestimen-to (JUNG, 1987, p. 478). Nocaso de pessoas que trabalhamfrente às câmeras nos meios decomunicação de massa, é co-mum o estabelecimento deuma persona, que seria um“personagem dela mesma”ou um “eu melhorado paraconsumo público”.

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->