Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Violencia Idoso Maus Tratos

Violencia Idoso Maus Tratos

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 1,551 |Likes:
Published by api-3704555

More info:

Published by: api-3704555 on Oct 18, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
Programa INTEGRIDADE de Proteção ao IdosoVítimas de Maus Tratos DomésticoThe INTEGRALITY Elder Protection ProgramDomestic Mistreatment Victim
Paulo Guilherme Santos Chaves
1
Patrícia Luíza Costa
2
Tânia Maria Coutinho Ricas
3
Resumo:
 Busca-se estruturar um programa de cuidado ao idoso vítima de maus tratos dentroda Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso DEPI/MG, com a formação de umGrupo de Idosos Vítimas de Maus Tratos Doméstico. O objetivo principal é aredução dos delitos contra a comunidade de idosos cuja expectativa de vida vemcrescendo desagregada de sua qualidade de vida que, segundo estimativas, tende aduplicar no Brasil em 2023, concomitante às agressões a que estão submetidos.
Palavras-chave:
Violência. Idoso. Maus- tratos. Medida.
Abstract
:This work tries to structure an Elder Victim Care Program to the Mistreatment withinthe Elder Protecting Specialized Agency- DEPI/MG, creating an Elder Victim Groupof Domestic Mistreatment. The main target is the reduction of the crime against theelder community that the life expectation is going to increasing shatter of their lifequality, according to the estimation, tends to become twice as much in the 2023´sBrazil, concomitantly the violence they are suffered.
Key Words:
Violence. Elder. Mistreatment . Measure.
1
Bacharel em Fisioterapia pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Especialista em Geriatria eGerontologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Responsável pelo projeto de Qualidade de Vida doCentro de Apoio e Convivência- CAC, em Belo Horizonte. Responsável técnico-científico pelo Curso deGerontologia aplicada ao Agente Policial Civil realizado pela Academia de Polícia Civil de Minas Gerais, emparceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública- SENASP e o Hospital Espírita André Luiz- HEAL.Responsável pelo Projeto de Violência Doméstica contra o Idoso, realizado na Delegacia Especializada deProteção ao Idoso- DEPI, de Belo Horizonte, Minas Gerais. Professor- orientador de monografias do Curso dePós- Graduação “Lato Sensu”, Especialização em Criminologia, da PUCMINAS/ ACADEPOL.
2
Bacharel em Química pela UFMG. Especialista em Fonética da Língua Inglesa pela UEMG. Mestre emAdministração pela FGV. Doutora em Química Analítica pela UNICAMP. Detetive da Polícia Civil de MinasGerais. Atua na Divisão Psicopedagógica da Academia de Polícia Civil de Minas Gerais.
3
Bacharel em Pedagogia pela Newton Paiva. Bacharel em Psicologia, pelo Unicentro Newton Paiva. Pós-graduada em Psicologia Clínica. Psicanalista. Coordenadora do Curso de Especialização “Lato Sensu” emCriminologia, da PUCMINAS/ ACADEPOL. Detetive da Polícia Civil de Minas Gerais. Atua na DivisãoPsicopedagógica da Academia de Polícia Civil de Minas Gerais.
 
 
1 INTRODUÇÃO
“Este peso que nos é comum, ou por já presente a velhice, ou por prestes a se apresentar, pretendo tornar mais leve para nós ambos” (CÍCERO : a C.)
Segundo CHAVES 2002 pode-se perceber que a violência doméstica representa76,83 % dos 1388 casos registrados desde 1997 na Delegacia Especializada deProteção ao Idoso- DEPI/MG. De todos os Termos Circunstanciados de Ocorrência-TCO´s realizados, o resultado encontrado demonstra o descrédito pelo sistema judicial e pela proteção policial. O medo é o principal fator que leva ao nãocomparecimento da vítima à Delegacia Especializada de Proteção do Idoso somadoao desconhecimento quanto ao aos seus direitos. Será que os casos reais de maus-tratos domésticos contra o idoso de uma comunidade grande como a da cidade deBelo Horizonte, refletem realmente, os números armazenados no banco de dados daDEPI/MG? Como minimizar o medo das vítimas na luta pelos seus direitos e nabusca de ajuda? Como descobrir casos de maus- tratos sem que estes sejamdelatados pela vítima?Sem a necessidade de ter que provar o contrário, uma vez que é evidente adificuldade físico- emocional e cultural que estes indivíduos possuem paraacercarem-se e delatarem o ocorrido, decidiu-se desenvolver um programa dentroda DEPI/MG para fornecer orientação, proteção indireta e encaminhamento davítima durante o processo de vitimização, como também, a descoberta de casos deviolência doméstica dentro da comunidade, que não foram delatados pelas vítimas e
 
a avaliação global do ambiente ao qual ela está submetida, para que se possa terum discernimento maior da problemática e da causalidade.
2 MATERIAIS E MÉTODOS
O programa iniciou-se com a avaliação de 48 (quarenta e oito) idosos pertencentesa um grupo de convivência da própria delegacia. Nos meses de janeiro e fevereirode 2003 foram realizadas todas as avaliações. O instrumento de medida utilizado foio ÍNDICE DE CHAVES, um instrumento de medida que quantifica a violênciadoméstica ao qual o idoso esteja submetido e qualifica, em níveis de gravidade, asituação de violência do ambiente, evidenciando o risco ao qual a vítima se encontraexposta.Dos 48 (quarenta e oito) idosos do grupo, 18 (dezoito) foram selecionados segundoos resultados da gravidade de violência do ambiente ao qual estão submetidos.Todos os 18 (dezoito) selecionados passarão a compor um grupo de idososdenominado “Grupo INTEGRIDADE da Delegacia de Proteção do Idoso”. Oindivíduo vitimado permanecerá no grupo durante um ano quando seráencaminhado a um centro de convivência para pessoas maiores de 60 anos deidade, através de um convênio CENTROS-DEPI/MG.Todos os participantes receberão reavaliações periódicas da situação de violênciade seu ambiente doméstico. Uma equipe multidisciplinar avaliará seu ambientedoméstico quanto ao aspecto sócio- cultural, centros de apoio, quanto à família,

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
thay_reis liked this
magna liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->