Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Jornal STOP a Destruição do Mundo Nº 58

Jornal STOP a Destruição do Mundo Nº 58

Ratings: (0)|Views: 65|Likes:
Expediente: STOP é um jornal que transmite notícias de interesse público e artigos de diversos autores, ligados à Escola de Pensamento Norberto Keppe. Keppe é psicanalista, filósofo, e pesquisador, autor de mais de 30 livros sobre a psico-sócio-patologia. Criador da ciência trilógica (união de ciência, filosofia e espiritualidade) propõe soluções para os problemas dos mais diversos campos como: psicanálise, socioterapia, medicina psicossomática, artes, educação, física, filosofia, economia, espiritualidade. Supervisão científica: Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco. Jornalista Responsável: José Ortiz Camargo Neto RMT No 15299/84 Design Gráfico: Ângela Stein; Artigos: Norberto R. Keppe, Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco; Luciara Avelino, Márcia Sgrinhelli, Heloísa Coelho. Impressão: Plural Gráfica.
Expediente: STOP é um jornal que transmite notícias de interesse público e artigos de diversos autores, ligados à Escola de Pensamento Norberto Keppe. Keppe é psicanalista, filósofo, e pesquisador, autor de mais de 30 livros sobre a psico-sócio-patologia. Criador da ciência trilógica (união de ciência, filosofia e espiritualidade) propõe soluções para os problemas dos mais diversos campos como: psicanálise, socioterapia, medicina psicossomática, artes, educação, física, filosofia, economia, espiritualidade. Supervisão científica: Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco. Jornalista Responsável: José Ortiz Camargo Neto RMT No 15299/84 Design Gráfico: Ângela Stein; Artigos: Norberto R. Keppe, Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco; Luciara Avelino, Márcia Sgrinhelli, Heloísa Coelho. Impressão: Plural Gráfica.

More info:

Published by: Jornal STOP a Destruição do Mundo on Nov 19, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/28/2012

pdf

text

original

 
Livre Distribuição e Circulação: Conforme lei federal 5250 de 9/2/1967, argo 2º: “é livre a publicação e circulação no território nacional de livros, jornais e outros periódicos, salvo se clandesnos ou quando atentemcontra a moral e os bons costumes”; e lei de 31/12/1973. Regulamentação especíca e federal.
São Paulo,Novembro/Dezembro 2011Ano IV, nº 58150 mil exemplaresDistribuição Gratuita
Norberto R. Keppe
Extrato do livro
Sociopatologia – EstudoSobre a Patologia Social – Bases para aNova Civilização do 3º Milênio
A Teomania e aTranscendência
Millennium TeráCurso IntensivoTerapêutico de Férias
Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco
,psicanalista
*
Norberto Keppe
 
é undador e presidenteda SITA - Sociedade Internacional deTrilogia Analítica - (Psicanálise Integral),psicanalista, flósoo e escritor com mais de30 livros publicados.
Este livro, com asobras
 A Libertação dosPovos - a Patologiado Poder 
(vide pág. 4)e
Trabalho e Capital 
 forneceram as basespara os movimentossociais atuais.
Pág. 3Pág. 2Pág. 4Pág. 2
Sociopatologia – Estudo
da Patologia Social
Pelo esquema (acima) vemos quea sociedade enferma é muito maisperigosa que um ou outro indivíduodoente – a não ser que ele tenha mui-to poder social – pois a sociedadeatinge a todos, enquanto que os se-res individuais somente a um ou ou-tro (amigos, família, grupos). É poresta razão que o tratamento do serhumano tem de ser acompanhadoda correção da vida social para quepossa haver a normalização indivi-dual. O ser humano não pode viverequilibradamente se a sociedade édesequilibrada. Assim sendo, temosde conscientizar tal fato para que
possamos corrigi-lo. Esta é a inali
-dade destas descobertas.Em meus últimos livros (“A De-cadência do Povo Americano e dosEstados Unidos”, “A Libertação dosPovos – A Patologia do Poder”, “Tra-balho e Capital” e este) estou procu-rando praticamente mostrar o cami-nho para a elaboração de uma novasociedade, trabalho em que a maiorparte dos cientistas e pensadores têm
O
 
campo da patologia contémduas áreas que não podemser confundidas: uma é a dapsicopatologia e outra da so-ciopatologia; a primeira diz respeitoaos problemas internos (intrapsíqui-cos), e que deverão ser analisados psi-cologicamente – posso mesmo dizerque neste caso o ser humano é vítima
de si mesmo; e a segunda trata das dii
-culdades sociais, quando o ser humanose torna vítima da sociedade doente.
Posso airmar que quanto mais sã
é a pessoa, mais sofre por causa dosmales sociais – e quanto mais doenteela é, mais faz sofrer a vida social.Portanto, é necessário ter essaconsciência sobre a existência dedois tipos de males fundamentaisque avassalam a humanidade: umapatologia individual e outra social(mais perigosa ainda) – que tem sidoa maior responsável por todos osnossos descalabros.Quando falo em sociopatologia,não estou mostrando só a patologiasocial, mas também a doença do serhumano vitimado pela sociedadeenferma. É claro que existe um casoou outro de indivíduos acentuada-mente doentes, invejosos ao extre-mo, que atacam sem motivo – mas oque se nota em sua maioria é que aestrutura econômico-social é o piordos monstros que causa a maiorparte dos transtornos para a huma-nidade, levando-a ao adoecimentopsíquico e orgânico.
falhado. Para isso, viso a duas inali
-dades principais: 1) conscientizar ahumanidade sobre a causa da patolo-gia social; 2) mostrar como corrigi-lae alcançar o grande desenvolvimento.
José Ortiz Camargo Neto
, jornalistacientífco trilógico
Luciara Avelino
, proessora da MillenniumLínguas - Unidade Chácara
Poder Financeiroé o Alvo dosProtestos Mundiais
Necessidade deConscientizar aPatologia Psíquicae Social
 
Millennium Terá Curso IntensivoTerapêutico de Férias
O
 
público paulistano poderá contar,em janeiro de 2012, com um Cur-so Intensivo de Línguas, atravésde aulas terapêuticas, com temas quemotivam os estudantes e desenvolvemseu autoconhecimento, ajudando-os areduzir o estresse da vida diária.O Curso Intensivo Terapêutico deFérias preparado pela Millennium foi or-ganizado de maneira a que o aluno pos-sa estudar um módulo do curso regularem um mês, ou seja, como se cursassecinco meses em um. O objetivo é que oestudante vivencie o idioma como se es-
O
 
domínio do poder econômico-
-inanceiro sobre o político e a
democracia, em detrimento dopovo, é indubitavelmente a causa funda-mental das manifestações de protesto eocupações que se espalham pelas cida-des da Europa, Estados Unidos, Canadá,Ásia, América Central e Latina.
(1)
A concentração do dinheiro e do po-der nas mãos de poucos bilionários foirecentemente demonstrada num estudo
cientíico publicado no
New Scientist 
, em22 de outubro de 2011, que analisou asrelações de 43 mil empresas transnacio-nais, concluindo que apenas 147 tem umpoder desproporcionalmente elevadosobre a economia global. Conduzido portrês pesquisadores da área de sistemas
O
s Estados Unidos consti-tuem a nação mais pode-rosa da Terra; porém, seupovo está cada vez mais pobre:95 por cento vive com menos doque 40.000 dólares anuais. Ondeestá todo esse dinheiro? Esse di-nheiro está nos bancos, em todaespécie de rendimentos, para seremprestado, e render mais juros.Isto mostra que o sistema eco-nômico-social entrou em ban-
carrota deinitivamente; cada
americano adulto deveria estar
Poder Financeiro é o Alvo dos Protestos Mundiais
A Humanidade Está Paralisada Pelo Poder Patológico
Maniestante do Occupy Wall Street erguecartaz onde se lê: Este centro fnanceiro (Wall Street) é o responsável pela maior parte damiséria e sorimento neste planeta! 
(1) www.anvip2011.blogspot.com(2) http://www.inovacaotecnologica.com.br/ noticias/noticia.php?artigo=rede-capitalista--domina-mundo&id=010150111022(3) http://correiodobrasil.com.br/economistas--anonimos-revelam-novo-risco-de-quebra-gene-ralizada-na-banca-norte-americana/324069/ 
www.stop.org.br
tivesse estudando ou morando fora, naslínguas: inglês, francês, alemão, italiano,
sueco, espanhol e inlandês.
O curso terá workshops com profes-sores nativos, oferecendo também aosestrangeiros o aprendizado de português,através do Curso Intensivo Portuguese ForForeigners (Português para Estrangeiros).Para incentivar os alunos e permitir-lhes um contato mais natural com as línguasestudadas, os cursos intensivos terapêuticosde férias contarão com visitas a museus, aoMASP e atividades ao ar livre, onde se podeexercitar uma conversação mais espontâneadentro dos idiomas ensinados.O curso terá ainda o estudo de mú-
sicas, ilmes e documentários sobre as
-suntos vitais do mundo moderno, parapropiciar aos estudantes um entendi-mento melhor do momento históricoque vivenciamos e como lidar com calma
com situações diíceis do cotidiano.
“Estudo inglês na Millennium e consi-dero esse curso o melhor investimento nomeu futuro, onde posso dar um “up” no in- glês e aprender a viver melhor” 
, disse VilmaLauer, estudante de Letras na USP.
“Vou fa- zer o intensivo, sem dúvida, pois sei que vai
me ajudar a falar mais luente, em cima dos
assuntos do dia a dia”.
Para auxiliar os estudantes a teremum diferencial no ambiente de trabalho,
o curso trará ainda vocabulário especíi
-co de Bussines English.
Luciara Avelino,
proa. da Escola deLínguas Millennnium
www.millennium-linguas.com.br
Luciara Avelino é proessora de inglês, rancêse português para estrangeiros na MillenniumLínguas, com experiência nos EUA e França. Autora do livro “A Terapia em Sala de Aula”, obrade reerência para a educação atual.
complexos do Instituto Federal de Tec-nologia de Lausanne, Suiça, o estudoconcluiu que
“menos de 1% das compa-nhias controla 40% da rede inteira” 
. E amaioria delas são bancos.
(2)
Outra notícia, veiculada recentementepelo
Correio do Brasil 
dá conta do volumede dinheiro (sem lastro) concentrado nosbancos: A dívida dos EUA é de 14,4 tri-lhões; o Produto Interno Bruto do mundoé US$ 62 trilhões; mas existem 250 tri-lhões nos bancos dos EUA, em papéis cha-mados derivativos, obviamente sem valoralgum, pois o total supera em mais de qua-tro vezes o PIB real de todas as nações doplaneta. Desse total, 94% está concentra-do em apenas 4 grandes bancos dos EUA:JPMOrgan Chase, Citibank, Bank of Ameri-ca e Goldman Sachs.
(3)
Os movimentos de protesto reivin-dicam o fim do poder econômico-finan-
ganhando 40.000 dólares men-
sais, para ser usado em beneício
de toda a sociedade. O dinheiroguardado é como a inteligênciae as aptidões brecadas; por estemotivo, não se constroem maisestradas, pontes, museus, jar-dins, teatros, igrejas — a huma-nidade parou. Como é possívelalgumas centenas de pessoas
ceiro sobre o povo, daí ocuparem lo-cais como Wall Street, símbolo da sedemundial desse poder e erguerem car-tazes como “Banks are Cancer” (Ban-cos são Câncer). E querem tambémuma democracia direta, representati-va, através de plebiscitos e referendos,onde o povo seja ouvido sempre e nãose limite apenas a eleger um represen-tante que, depois, toma decisões semconsultar a população, geralmente afavor do poder econômico-financeiro,em prejuízo da população.O curso será ministrado de 9 a 31de janeiro de 2012 e as matrículas estãoabertas desde já.
José Ortiz Camargo Neto,
Jornalista científco trilógico
Norberto R. Keppe,
extrato do livro
 A Libertação dos Povos- A Patologia do Poder, publicado emNova York em 6/6/1986
Edição original do livro
 
 A Libertação dosPovos - A Patologia do Poder nos EUA
controlarem todo o dinheiro e ri-queza da humanidade?Os que trabalham agora sãoescravos muito mais baratos,do que os do passado, porqueos seus “proprietários” só têmde pagar um salário (de fome,ou não, se são capatazes), e nãotêm qualquer responsabilidadesobre seu futuro, porque podemdispensá-los na primeira doença— enquanto os escravos passa-dos eram obrigados a morar comeles e receber assistência médicae de “aposentadoria”. A Históriada Humanidade deveria ser cha-mada de A História da Vergonhados Poderosos.
A História daHumanidade deveriaser chamada de AHistória da Vergonhados Poderosos
Acesse o livro gratuitamente empd no site
 
www.stop.org.br 
ou
www.libertacaodospovos.org
 
A Teomania e a Transcendência
Programas Terapêuticos
Stop a Destruição do Mundo
e
O Homem Universal 
Assista comNorberto R. Keppee Cláudia B. S. Pacheco
Diariamente às 6hSegundas às 12 hQuartas às 9h / Quintas às 20 h
Canal TV Aberta São Paulo:
NET 9,TVA 72 ou 99, TVA DIGITAL 186
Rádio Mundial
95,7 FM(Terças às 16h)
www.trilogia.ws
(link Programas de TV)
P
alestras
P
sicanálise
i
ntegral
M
oeMa
24/11, 5ª, 19h30 -Receita parasaúde e alegria na vida - em vezde estresse e angústia08/12, 5ª, 19h30 -Como lidar comos problemas em época de Festas?22/12, 5ª, 19h30 -Receita para umNatal tranquilo e eliz
Local: Millennium Línguas - MoemaAl. Maracatins, 114 - (11) 5052.2756
c
hácara
s
to
. a
ntônio
24/11, 5ª, 19h30 -Estressado eDesanimado? Saiba Como lidar!15/12, 5ª, 19h30 -Por que fcamosestressados em época de estas?
Local: Millennium Línguas - ChácaraSto. Antônio - R. Américo Brasiliense,1777 - (11) 5181.5527
r
ebouças
22/11, 3ª, 19h30 -Como melhorara saúde psicoísica através daconscientização06/12, 3ª, 19h30 -Por que fcamosestressados em época de estas?
Local: Millennium Línguas - RebouçasAv. Rebouças, 3887 - (11) 3814.0130
a
ugusta
01/12, 5ª, 19hs -O que azer paraser eliz?15/12, 5ª, 19hs -Como lidar como Estresse?
Local: Millennium Línguas - Augusta -R. Augusta, 2676 - (11) 3063.3730
Confrmar PresençaEntrada Franca
Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco*
Extrato do livro
ABC da Trilogia Analítica (Psicanálise Integral)
*Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco,
vice-presidente da SITA - SociedadeInternacional de Trilogia Analítica,psicanalista e escritora.
www.editoraproton.com.br
Márcia Sgrinhelli e Heloísa Coelho,
dentistas psicossomaticistas
omo já escreviem meu livro
 AsMulheres no Divã
,o desejo de poder semanifesta de maneiradiferente no homem ena mulher. Na maioriados casos, os homensse interessam por statussocial, prestígio e podereconômico, o que é maisligado à megalomania (mania degrandeza); as mulheres são maisvoltadas para o campo afetivo-sexual, portanto ligando-se maisa questões da libido, de relaçõeshumanas, de controle afetivo esocial. Elas são mais narcisistasque megalômanas, isto é, estãomais voltadas à adoração de si
mesmas, através da beleza ísica
e atributos pessoais.O homem quer ser grandepelos bens que possui (dinheiro, proprie-dades) ou pela sua função de controle nasociedade (cargos importantes, prestígio
proissional etc.). A mulher quer ser boni
-ta, quer controlar seu homem, sua família,
ilhos, quer ser admirada, muito mais pelo
que ela é e pela sua personalidade e nãopelo que ela tem ou realiza. Isto não querdizer que o homem também não seja nar-cisista, e a mulher, megalômana.Poderíamos dizer que a teomania équase o mesmo que egomania (egocen-trismo). E tanto o narcisista como o me-galômano são pessoas egocêntricas, volta-das somente para os próprios interesses.O mundo do nosso ego é muito pobre elimitado — o egocêntrico se sente insatis-feito e infeliz, sem saber por quê, mesmotendo “tudo” para ser feliz.Ao contrário, o indivíduo, voltadopara o bem comum consegue maiorequilíbrio, pois o bem comum éo bem total; pode-se dizer que
o bem é ininito como o Cria
-dor, portanto o indivíduohumilde, generoso e inte-ressado na realidade, entranessa dimensão de felicida-
de ininita, experimentada
melhor pelos santos, peloscientistas, artistas, pelosque trabalham comideal, e pelascrianças.Observemque as criançassão mais feli-zes, pois não es-
tão ainda petrii
-cadas na vaidade,egoísmo, poder social. Elasnão têm poder nenhume são as mais livres; nãotêm pactos nem compro-missos com nenhuma pes-soa, instituição ou sistemade poder. Elas são simplesmente abertaspara a felicidade da vida, sem a fantasiamaliciosa do adulto, que visa o uso do pró-ximo para suas vantagens pessoais.Essa abertura de 360 graus paraa vida garante à pessoa o contato comtranscendência, através do transcons-ciente, ou a consciência transcendental,como descreve Keppe, em seu livro Psi-canálise Integral.Certo dia, uma cliente adolescenteassociou a análise a “memorizar paracorrigir” e a “escolha”; ela aceitou muitobem a análise e progrediu rapidamente.O adulto corrompido não faz mais esco-lhas, não admite lembrar-se dos seus er-ros passados; portanto, está morto paraa vida, pois tem visão bitolada.O doente é sempre medíocre, cansa-
A
lgumas pessoas, quando estão com umproblema dentário que pode ser cuida-do com tratamento de canal, ao invés disso,muitas vezes pensam em extrair o dente na-tural e fazer um implante. Porém, o melhortratamento é preservar ao máximo o dentenatural, pois, além de ser totalmente compa-tível com o corpo, sua raiz possui um “amor-tecedor natural” (ligamento) ao redor dela
(ig.1). Quando mastigamos, esse ligamento
absorve o impacto, protegendo o osso.O tratamento de canal consiste naremoção da polpa do dente, que deixa deser irrigado, mas pode ter suas funçõestivo, sem graça; sua vida psíquica tem otamanho do seu ego, portanto é um indi-víduo limitado a si mesmo e às suas fanta-sias, fechando-se para o universo exterior.Ao contrário, aquele que aceita o con-tato com a realidade externa, através daconsciência (e transconsciência) é inte-ressante e rico, pois retransmite a belezae a variedade que existem no universo.O chamado universo interior resulta docontato da nossa consciência com o uni-verso exterior (material e espiritual, esteúltimo, através da transconsciência).Como o espelho, que em si mesmo épobre, um simples pedaço de vidro, e ao re-
letir a beleza de outro objeto, pode ampli
-
icar a beleza deste, o ser humano é muitopouco em si mesmo, se não estiver reletin
-do a miríade de facetas da realidade.
A ideia que muitas ilosoias orien
-tais e a psicologia humanística pregam,de que cada ser humano já tem espon-taneamente um universo de maravilhasno seu interior, pode levar a uma exa-cerbação de sua vaidade, ocasionando a
inlação do ego (a megalomania caracte
-rística dos doentes mentais).Poderíamos tentar outra analogia,
comparando o ser humano a um ampliica
-
dor, que necessita do som para ampliicá-lo,
e sem ele é mudo e inútil. Assim, o homem
só realiza sua inalidade ao ampliicar as
-pectos da realidade captados pela sua cons-ciência, colocando-os na prática do bem nasua vida (ação boa, bela e verdadeira).Não é essa a função do cientista, do
ilósofo, do artista, do teólogo? Ampliicarpara outros seres da criação os beneícios
captados da realidade por sua inteligência?
Tratamento de Canal ou implante?
Márcia Sgrinhelli
 
CRO-SP 25.337 (11) 3814-0130(Av. Rebouças, 3887, atrás do Shop. Eldorado)
Heloisa Coelho
CRO-SP 27.357 (11) 4102-2171(Rua Augusta, 2676)
www.odontotrilogica.odo.br
Expediente: STOP
é um jornal que transmite notícias de interesse público e artigos dediversos autores, ligados à Escola de Pensamento Norberto Keppe. Keppe é psicanalista,flósoo, e pesquisador, autor de mais de 30 livros sobre a psico-sócio-patologia. Criadorda ciência trilógica (união de ciência, flosofa e espiritualidade) propõe soluções para osproblemas dos mais diversos campos como: psicanálise, socioterapia, medicina psicosso-mática, artes, educação, ísica, flosofa, economia, espiritualidade. Supervisão científca:Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco. Jornalista Responsável: José Ortiz Camargo Neto RMTNº 15299/84 Design Gráfco: Ângela Stein; Artigos: Norberto R. Keppe, Cláudia Bernhardt deSouza Pacheco; Luciara Avelino, Márcia Sgrinhelli, Heloísa Coelho. Impressão: Plural Gráfca.
www.stop.org.br
(link Jornal STOP)
Palavra do Leitor:
stop@stop.org.br
normais (mastigação) desde que estejabem restaurado para evitar fraturas.E nos casos em que só sobra a raiz dodente: vale a pena fazer tratamento de ca-nal? O ideal é sempre conservar uma raiz
aproveitável. Ainal, um bem, por menor
que seja, é sempre grande. Tratando-se ocanal dessa raiz, esta pode ser usada para
ixação de uma coroa artiicial através deum núcleo (‘pino’). “Vide ig.2”
Todo tratamento dentário conserva-dor dos dentes naturais é trabalhoso para
o proissional, mas é bem recompensador
porque se consegue recuperar a saúde e aestética bucal de uma forma menos inva-siva e com mais sucesso, além de ser maiseconômica para o cliente.
 
Fig 1Fig 2
Tratamentode Canal

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->