Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
6Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
SARESP-7ª Série EF-2003

SARESP-7ª Série EF-2003

Ratings: (0)|Views: 1,801|Likes:

More info:

Published by: Paulo Lóssio Corrêa on Nov 21, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

11/28/2012

pdf

text

original

 
Ensino Fundamental – LEITURA E INTERPRETAÇÃO
Atenção:Leia com cuidado o conto transcrito a seguir e depois responda às questões de n
o
1 a 6.
Plebiscito
 A cena passa-se em 1890. A família está toda reunida na sala de jantar.O Sr. Rodrigues palita os dentes, repimpado numa cadeira de balanço. (...)D. Bernardina, sua esposa, está muito entretida a limpar a gaiola de um canário-belga.Os pequenos são dois, um menino e uma menina. Ela distrai-se a olhar o canário. Ele,encostado à mesa, os pés cruzados, lê com muita atenção umas das nossas folhas diárias. Silêncio.De repente, o menino levanta a cabeça e pergunta: – Papai, que é plebiscito?O Sr. Rodrigues fecha os olhos imediatamente para fingir que dorme.O pequeno insiste: – Papai?Pausa. (...) – Que é? Que desejam vocês? – Eu queria que papai me dissesse o que é plebiscito. – Ora essa rapaz! Então tu vais fazer doze anos e não sabes ainda o que é plebiscito? – Se soubesse não perguntava.O Sr. Rodrigues volta-se para D. Bernardina, que continua muito ocupada com a gaiola: – Ó senhora, o pequeno não sabe o que é plebiscito!  – Não admira que ele não saiba, porque eu também não sei. – Que me diz?! Pois a senhora não sabe o que é plebiscito? – Nem eu, nem você; aqui em casa ninguém sabe o que é plebiscito. – Ninguém, alto lá! Creio que tenho dado provas de não ser nenhum ignorante!  – A sua cara não me engana. Você é muito prosa. Vamos: se sabe, diga o que é plebiscito! Então? A gente está esperando! Diga!... – A senhora o que quer é enfezar-me!  – Mas, homem de Deus, para que você não há de confessar que não sabe? Não é nenhumavergonha ignorar qualquer palavra. Já outro dia foi a mesma coisa quando Manduca lhe perguntou oque era proletário. Você falou, e o menino ficou sem saber!  – Proletário – acudiu o Sr. Rodrigues – é o cidadão pobre que vive do trabalho mal remunerado. – Sim, agora sabe porque foi ao dicionário; mas dou-lhe um doce, se me disser o que é plebiscito sem se arredar dessa cadeira! (...)O Sr. Rodrigues ergue-se de um ímpeto e brada: – Mas se eu sei!  – Pois, se sabe, diga!  – Não digo para não me humilhar diante de meus filhos! Não dou o braço a torcer! Queroconservar a força moral que devo ter nesta casa! Vá para o diabo! E o Sr. Rodrigues, exasperadíssimo, nervoso, deixa a sala de jantar e vai para o seu quarto,batendo violentamente a porta.No quarto havia o que ele mais precisava naquela ocasião: algumas gotas de água de flor delaranja e um dicionário... (...) – Seu Rodrigues, venha sentar-se; não vale a pena zangar-se por tão pouco.O negociante esperava a deixa. A porta abre-se imediatamente. Ele entra, (...) e vai sentar-se nacadeira de balanço. (...) – Plebiscito...E olha para todos os lados a ver se há por ali mais alguém que possa aproveitar a lição. – Plebiscito é uma lei decretada pelo povo romano, estabelecido em comícios. – Ah! – suspiram todos, aliviados. – Uma lei romana, percebem? E querem introduzi-la no Brasil! É mais um estrangeirismo!...
(Artur Azevedo.
Antologia do conto brasileiro: do Romantismo ao Modernismo
. Org. de Douglas Tufano. SãoPaulo, Moderna, 1994, p. 34-5)
1
 
1.A palavra ou expressão que desencadeia a trama, nesse conto, é(A)
 pergunta
(B)
Silêncio
(C)
folhas diárias
(D)
De repente
2.Os recursos de que o autor se utiliza para transcrever a fala dos personagens são:(A)o ponto de interrogação, ponto de exclamação ou ponto final sempre ao término das falas.(B)o travessão e, em algumas ocasiões, verbos que introduzem as falas dos personagens,seguidos de dois pontos.(C)o travessão no início de cada uma das falas, e os pontos de interrogação e exclamação aoseu final.(D)a letra maiúscula no início da fala de cada personagem e a mudança de parágrafo paraintroduzir nova fala.3.O ponto central do conto é o fato de que, ao ser perguntado pelo filho sobre a palavra plebiscito,o pai(A)desconhece o seu significado, mas não quer passar por ignorante.(B)conhece o seu significado, mas pretende antes certificar-se disso.(C)se recusa a dizer qual é o seu significado para não se submeter à vontade da mulher.(D)desconhece o seu significado e não vê nenhum problema nisso.4.
No quarto havia o que ele mais precisava naquela ocasião: algumas gotas de água de flor delaranja e um dicionário
...”O humor presente na frase acima advém principalmente do fato de nos mostrar que(A)a entrada do Sr. Rodrigues no quarto coincide com a presença ali de um dicionário, muitoútil naquela ocasião.(B)o Sr. Rodrigues, um pai de família, necessita tomar gotas de água de flor de laranja para seacalmar.(C)o Sr. Rodrigues provocou toda aquela cena apenas para poder consultar o dicionário noquarto.(D)o quarto do casal Rodrigues tinha de tudo, desde água de flor de laranja até mesmo umdicionário.5.
Plebiscito...E olha para todos os lados a ver se há por ali mais alguém que possa aproveitar a lição.
As reticências utilizadas depois da palavra plebiscito, no fragmento acima transcrito, indicam por parte do personagem,(A)dúvida. (B) suspense. (C) interrupção. (D) emoção.6.A definão que o Sr. Rodrigues dá para a palavra "
 proletário
" revela que ele consultou odicionário e depois
 
(A)transmitiu a definição decorada mesmo sem entendê-la.(B)se esqueceu do significado da palavra.(C)interpretou a definição do dicionário com suas próprias palavras.(D)se recusou a transmitir a definição ao filho.Atenção:Leia agora com atenção o texto a seguir e, depois, assinale as alternativas corretas paracada uma das questões de n
o
7 a 11.
2
 
Vida de camelo
Você conhece algum animal capaz de beber 120 litros de água em apenas 10 minutos?Eu conheço: o camelo!
Grande, forte e super-resistente, o camelo é um dosmaiores mamíferos terrestres! Ele habita as regiões desérticas da África, Arábia e Ásia Central e consegue suportar as mais altastemperaturas.Existem duas escies de camelos: o árabe e obactriano. O camelo árabe é aquele que tem uma corcova eé conhecido como dromedário. Já o seu primo, o bactriano,tem duas corcovas e é chamado apenas de camelo.Você já deve ter visto em filmes aquelas caravanas decamelos cruzando o deserto... Eno! Os camelos oanimais perfeitos para essas regiões. Adaptados aodeserto, eles têm patas achatadas para não afundarem na areia e suas longas pestanas e narinasse fecham quando surge uma tempestade de areia.Muito resistentes, os camelos podem percorrer mais de 100 quilômetros em um único dia. Alémdisso, conseguem passar até duas semanas sem comer e beber! Isso porque, para repor asenergias, eles armazenam nas corcovas a gordura dos alimentos que comem. Aliás, os camelos não são muito exigentes quanto aos alimentos. Se satisfazem com algumasfolhas de árvores e arbustos secos e espinhentos. (...)Quase todos os camelos são domesticados, mas ainda existem camelos bactrianos vivendo emestado selvagem. Eles habitam a Ásia Central e, além do calor, suportam também os rigorososinvernos da região. (...)
(Revista
Sítio do Picapau Amarelo
, n
o
14, Editora Globo S/A, p. 14-5)
7.Os camelos são animais muito resistentes pois(A)quase todos são domesticados, embora existam os camelos bactrianos vivendo em estadoselvagem.(B)não são muito exigentes quanto aos alimentos e se satisfazem com algumas folhas deárvores e arbustos secos e espinhentos.(C)estão entre os maiores mamíferos terrestres e habitam as regiões desérticas da África,Arábia e Ásia Central.(D)podem percorrer mais de 100 quilômetros num único dia e conseguem passar duassemanas sem comer e beber.8.O autor chama o camelo bactriano, aquele que tem duas corcovas, de primo do camelo árabe,porque(A)quis apenas fazer uma brincadeira, já que são completamente diferentes.(B)apesar do parentesco, um vive em estado selvagem e o outro é domesticado.(C)são muito parecidos, embora se trate de duas espécies diferentes de camelo.(D)camelos bactrianos podem dar origem a camelos dromedários e vice-versa.9.O tema principal do artigo são(A)os filmes em que aparecem caravanas de camelos cruzando o deserto.(B)os tipos, o modo de vida e a importância dos camelos para o homem.(C)as regiões desérticas da África, Arábia e Ásia Central onde habitam os camelos.(D)os rigorosos invernos e o calor que os camelos devem suportar na Ásia Central.
3

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Andreya Dourado liked this
Paloma Gomes liked this
Daniel Antunes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->