Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
35Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A Alquimia do Amor - Nicholas Sparks

A Alquimia do Amor - Nicholas Sparks

Ratings: (0)|Views: 1,381 |Likes:
Published by Sara Perin Massaki
Nos livros de Nicholas Sparks o amor é sempre o pano de fundo das histórias, este livro não é excepção. A alquimia do amor conta-nos o que aconteceu ao protagonista do livro "Diário da nossa paixão", ao mesmo tempo que nos conta a história de amor da sua filha e genro. Um bom livro com umas boas ideias de como reconquistar a mulher que se ama.
Nos livros de Nicholas Sparks o amor é sempre o pano de fundo das histórias, este livro não é excepção. A alquimia do amor conta-nos o que aconteceu ao protagonista do livro "Diário da nossa paixão", ao mesmo tempo que nos conta a história de amor da sua filha e genro. Um bom livro com umas boas ideias de como reconquistar a mulher que se ama.

More info:

Published by: Sara Perin Massaki on Dec 05, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/30/2014

pdf

text

original

 
A Alquimia do Amor.A Alquimia do Amor.
Nicholas Sparks.
Título original:
The Wedding 
.Tradução: Saul Barata.Editorial Presença, Lisboa, 2003.
 
PRÓLOGO.
Por vezes, ponho-me a pensar: será posvel que umhomem venha a sofrer uma transformação radical? Ou será queo carácter
e
os hábitos encerram as nossas vidas dentro defronteiras inamovíveis?Estamos em meados de Outubro de 2003 e eu a ponderarestas questões, enquanto observo uma borboleta a arremetercom força contra a lâmpada que ilumina o alpendre. Estou cáfora, sozinho, pois Jane, a minha mulher, está a dormir no quartodo primeiro andar e nem notou que eu me esgueirei para fora dacama. É tarde, já passa da meia-noite, e o tempo está fresco,como a anunciar a chegada prematura do Inverno. Visto umroupão de algodão grosso e, embora pensasse que ele seriasuficiente para me manter aquecido, noto que as os metremem de frio e tenho de as meter nos bolsos.Por cima de mim, as estrelas são pontos de prata colocadosnuma tela negra. Distingo Orion e as Pleiades, a Ursa Maior e aCoroa Boreal, e ponho-me a pensar que me deveria sentirinspirado pela ideia de que, ao olhar as estrelas, estou também aolhar o passado. As constelações brilham graças à luz que foiemitida há milhares de milhões de anos e fico à espera de quealgo venha ter comigo, as palavras que os poetas usam parailuminar os mistérios da vida. Mas nada acontece.O que nem me surpreende. Nunca me considerei umsentimental e, se perguntarem à minha mulher, tenho a certezade que ela concordará. Não me deixo apanhar por enredos defilmes ou de peças teatrais, nunca fui um sonhador e, seaspirasse à mestria num qualquer donio, escolheria a quefosse definida pelas normas dos Servos e Contribuões eImpostos e constante da lei. Na sua maior parte, os meus dias, eanos, como advogado especializado em propriedades, forampassados em companhia de pessoas que se preparam para a suaprópria morte, o que, suponho, levará muita gente a pensar quea minha vida teve, por isso, menos significado. Porém, mesmoque isso fosse verdade, que poderia eu fazer? o procuroarranjar desculpas, nunca o fiz, e lá para o fim da minha históriaespero que o leitor veja com uma certa indulncia estadeficiência do meu carácter.
 
Não me interpretem mal, por favor. Posso o ser umsentimental, mas não sou completamente destituído de emoçõese há momentos em que sou assaltado por um profundosentimento de curiosidade. Quase sempre por coisas simples queconsidero estranhamente comoventes: estar entre as sequoiasgigantes da Serra Nevada, ou ver as ondas do oceano aentrechocarem-se defronte do Cabo Hatteras, lançando espumasalgada para o céu. Na semana passada, senti um aperto nagarganta ao ver um rapazinho pegar na mão do pai, quandoambos caminhavam pelo passeio. Mas há também outras coisas.Por vezes, ao olhar um céu de nuvens arrastadas pelo vento,perco a noção do tempo, o que também acontece quando ouço oribombar do trovão, que me leva sempre para junto da janelapara observar os relâmpagos. Quando o clarão seguinte iluminao céu, sinto muitas vezes que me falta qualquer coisa, emboranão consiga explicar aquilo de que na verdade sinto falta.Chamo-me Wilson Lewis e esta é a história de umcasamento. É também a história da minha vida de casado, mas,apesar dos trinta anos que eu e Jane já passámos juntos, achoque tenho de começar por admitir que há quem saiba maisacerca do casamento do que eu. Se algum homem precisar deum conselho, não sou eu a pessoa indicada para o dar. Nos anosque já levo de casado, tenho sido egoísta, teimoso e ignorantecomo um peixinho dourado, por mais difícil que me seja admiti-lo. No entanto, olhando para ts, creio que fiz uma coisaacertada: amei a minha mulher durante todos os anos quepassámos juntos. Embora possa haver quem não veja nada deespecial nesta situação, devo dizer-vos que houve um tempo emque tive a certeza de que a minha mulher não sentia o mesmoem relação a mim.Como é sabido, todos os casamentos têm altos e baixos, oque considero consequências normais da decisão que os casaistomam de ficarem juntos para sempre. Na nossa vida emcomum, eu e a minha mulher tivemos de suportar a perda dosmeus pais e da mãe dela além da doença do meu sogro.Mudámo-nos quatro vezes e, embora profissionalmente bem-sucedido, tive de fazer muitos sacrifícios para manter a minhaposição. Temos três filhos e conquanto nenhum de nós trocassea experiência de ter filhos por todas as riquezas de Tutankhamen, as noites sem dormir e as idas frequentes ao

Activity (35)

You've already reviewed this. Edit your review.
yara_arouca liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Gladis Garcia liked this
Grazi Medeiros liked this
marianamog liked this
cymeiga liked this
Matheus Hans liked this
Janayna Britto liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->