Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
13Activity
P. 1
(0) Manual Cipa

(0) Manual Cipa

Ratings: (0)|Views: 3,632 |Likes:

More info:

Published by: Marcelo Alves Leuback on Dec 06, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as RTF, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/19/2013

pdf

text

original

 
MANUAL DA CIPA
©
- Comissão Interna de Prevenção deAcidentes
Para pesquisar rapidamente uma palavra, tecle
CTRL+LSumário:
(clique no título para acessar o tema desejado)
INTRODUÇÃO
 Neste manual, procuraremos expor as principais rotinas da Comissão Interna de Prevençãode Acidentes de Trabalho/CIPA, a qual visa a proteção da saúde dos trabalhadores dentrodo ambiente de trabalho.A CIPA é regulamentada pela CLT, nos artigos 162 a 165 e pela  NR-5. DIREITOS AUTORAISEsta é uma obra com direitos autorais REGISTRADOS, não podendo ser reproduzida,
 
distribuída, comercializada por qualquer meio sem autorização por escrito do detentor dosdireitos autorais. Permitida a reprodução de apenas 1 (uma) cópia para uso exclusivo e pessoal do adquirente.LINKS PARA A LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIAEm alguns casos, incluímos a referência diretamente á internet, bastando clicar sobre a áreamarcada (neste caso você deverá estar conectado á internet para poder acessar a legislaçãorespectiva).SIGLAS UTILIZADASAIT: Agentes da Inspeção do TrabalhoCAT: Comunicação de Acidente de TrabalhoCE: Comissão EleitoralCIPA: Comissão Interna de Prevenção de AcidentesCIPATR: Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho RuralCLT: Consolidação das Leis do TrabalhoCNAE: Classificação Nacional de Atividades EconômicasDP: Departamento PessoalDRT: Delegacia Regional do TrabalhoDRTS: Delegacias Regionais do TrabalhoMTB ou MTE: Ministério do Trabalho e Emprego NR: Norma RegulamentadoraPCMSO: Programa de Controle Médico de Saúde OcupacionalPPRA: Programa de Prevenção de Riscos AmbientaisRH: Recursos HumanosSESMT: Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do TrabalhoSIPAT: Semana Interna de Prevenção de Acidentes do TrabalhoO QUE É CIPA?A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é um instrumento que ostrabalhadores dispõem para tratar da prevenção de acidentes do trabalho, das condições doambiente do trabalho e de todos os aspectos que afetam sua saúde e segurança.Será obrigatória a constituição da CIPA de conformidade com as instruções do Ministériodo Trabalho. Esta obrigatoriedade decorre dos artigos 162 à 165 da CLT.
OBJETIVOS
A CIPA tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, demodo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.Desta forma, a CIPA torna possível a ampla cooperação entre empregadores e empregados,de forma a prevenir acidentes e melhorar a qualidade do ambiente de trabalho.Em decorrência, a CIPA proporciona aos envolvidos observar e relatar condições de riscosnos ambientes de trabalho, utilizando-se das seguintes metodologias:
 
1 - solicitar medidas para reduzir/eliminar os riscos existentes;2 - neutralizar os riscos mediante as ações executadas;3 - discutir os acidentes ocorridos, de forma que as conclusões sejam encaminhadas aosSESMT e ao empregador solicitando medidas que previnam acidentes semelhantes;4 – aprimorar e debater técnicas especificas de segurança;5- orientar os demais trabalhadores quanto à prevenção de acidentes.
CONSTITUIÇÃO DA CIPA
Devem constituir CIPA, por estabelecimento, e mantê-la em regular funcionamento, asempresas privadas, públicas, sociedades de economia mista, órgãos da administração diretae indireta, instituições beneficentes, associações recreativas, cooperativas, bem como outrasinstituições que admitam trabalhadores como empregados.CONCEITO DE EMPREGADOSA CIPA é obrigatória para as empresas que possuam empregados com vínculo de emprego.O art. 3º da CLT define o empregado como: "toda pessoa física que prestar serviços denatureza o eventual a empregador, sob a depenncia deste e mediante sario".Empregado é o trabalhador subordinado, que recebe ordens, é pessoa física que trabalhatodos os dias ou periodicamente, ou seja, não é um trabalhador que presta seus serviçosapenas de vez em quando esporadicamente e é assalariado. Além do que é um trabalhador que presta pessoalmente os serviços. Desta forma, EMPREGADO é toda pessoa física que prestar serviços de natureza nãoeventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.TRABALHADORES ESTATUTÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICOEntende-se que as normas regulamentadoras das questões relativas a CIPA atingem,exclusivamente os estabelecimentos que mantém trabalhadores pelo regime da CLT.Aos funcionários públicos estatutários, que têm regime próprio, não se lhes aplica aregulamentação respectiva – face à falta de regulamentação constitucional, que defina aquem cabe regulamentar as questões de segurança para essa categoria de trabalhadores.ESTABELECIMENTOS COM TRABALHADORES CELETISTAS E ESTATUTÁRIOSExistindo estabelecimento onde hajam trabalhadores com vínculo de emprego regido pelaCLT, concomitantemente com outros trabalhadores que tenham regime estatutário próprio,observar-se-ão os seguintes procedimentos:1 – na constituição da CIPA levar-se-á em consideração somente o numero de empregadosefetivamente vinculados ao regime celetistas;2 – somente os empregados pelo regime da CLT, poderão ser candidatos e estarão aptos avotar;

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->