Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
116.Sintomas Visuais de Deficiencias Banana

116.Sintomas Visuais de Deficiencias Banana

Ratings: (0)|Views: 394 |Likes:
Published by skovron

More info:

Published by: skovron on Oct 28, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

 
Sintomas visuais de deficiências nutricionais de macronutrientes, Boro eManganês em Banana Ornamental (
Musa velutina
H. Wendl. & Drude)
Pinho, P.J.
1
; Guedes de Carvalho, J.
2
; Faria Junior, L.A.
2
; Amaral de Souza, G.
2
; Kawamoto,L.S.
21
Universidade Federal de Lavras - Departamento de ciência do solo. Caixa postal 3037,Lavras –MG, Brasil.
2
Universidade Federal de Lavras - Departamento de ciência do solo. Lavras –MG, Brasil.E-mail:pinhopj@yahoo.com.br 
Introdução
Vários fatores estão envolvidos na qualidade dos produtos da floricultura, destacando-seentre eles a adubação e a nutrição das plantas. Esse setor produtivo ressente-se da falta depesquisa na área de adubação, com recomendações mais seguras para cada sistema decultivo que garantisse a produtividade e a qualidade das culturas (Furlani & Castro, 2001). Adiversidade e a amplitude de climas e solos no Brasil permitem cultivos de inúmerasespécies de flores e plantas ornamentais, de diversas origens, tanto nativas quanto de climatemperado e tropical (Kiyuna et al., 2004).A diagnose visual consiste em comparar o aspecto da amostra com o do padrão, na maior parte dos casos compara-se o de um órgão, geralmente a folha dependendo do elemento(Carvalho et al., 2001;Malavolta et al., 1997). Entretanto, é de conhecimento geral quealgumas espécies demonstram sintomas de deficncias nutricionais com algumaspeculiaridades.A Banana ornamental (
Musa velutina
H. Wendl. & Drude) é uma espécie da famíliaMusaceae. É um arbusto perene, de textura herbácea, ereta, entouceirada, rizomatosa,folhas largas, verdes brilhantes, lisas com pecíolos longos com uso ornamental. Suainflorescência é ereta, curta, disposta no ápice do pseudocaule, com brácteas róseastambém de uso ornamental (Lorenzi & Melo Filho, 2001).
Objetivos
O presente estudo teve por objetivo caracterizar os sintomas de deficiência nutricional demacronutrientes e boro e manganês em banana ornamental.
Material e métodos
O experimento foi realizado em casa de vegetação do Departamento de Ciência do Solo daUniversidade Federal de Lavras (Lavras-MG), definida geograficamente pelas coordenadasde 21º 14’ de latitude sul e 45º 00’de longitude oeste, altitude de 910 m. Foi realizado adesinfestação das sementes por meio de imersão em solução de hipoclorito de sódio a 10%por 5 minutos. As sementes foram germinadas em bandejas de isopor com 72 células cada,onde permaneceram até o início da fase experimental. O substrato utilizado foi vermiculita.Foi utilizada uma solução de sulfato de cálcio (CaSO
4
. 2H
2
O) 10
-4
M para umedecer osubstrato.O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições e 8tratamentos, representados por: Solução Hoagland & Arnon completa (testemunha), soluçãonutritiva menos N (-N), solução nutritiva menos P (-P), solução nutritiva menos K (-K),solução nutritiva menos Ca (-Ca), solução nutritiva menos Mg (-Mg), solução nutritiva menosS (-S), solução nutritiva menos B (-B) e solução nutritiva menos Mn (-Mn). As mudasutilizadas serão oriundas de sementes provenientes do município de Ijací – MG, Brasil. Asmudas foram transferidas para uma bandeja de 36 L completa com 25, 50 e 100% da suaforça iônica, durante um período de 15 dias em cada concentração, respectivamente. Após o
 
peodo de aclimatação, foram aplicados os tratamentos onde seo omitidos osmacronutrientes. As soluções foram trocadas quinzenalmente durante o peodoexperimental onde devam se manifestar os sintomas de deficiência característicos de cadaomissão dos macronutrientes. A ocorrência e evolução dos sintomas de deficiência foramdescritos e fotografadas para a sua caracterização.
Resultados e discussão
As plantas que se desenvolveram nos tratamentos com omissão de macronutrientes, B eMn, em solução nutritiva, apresentaram sintomas visuais de deficiências nas folhas. A ordemcronológica de aparecimento desses sintomas foi a seguinte: B, Mn, N, P, K, S, Mg e Ca.
Deficiência de B
-
 
As plantas
 
sob omissão de B foram colhidas aos 41 dias após o iniciodos tratamentos. A deficiência foi observada nas folhas mais jovens, que apresentaram leveclorose internerval; redução da área foliar, alterações nas formas das folhas tornando-semais estreitas com necrose. A deficiência de B causou também a formação de folhasmenores e mais espessas em relação às folhas do tratamento completo, além de reduzir otamanho das plantas.
Deficiência de Mn
- As plantas sob omissão de Mn foram colhidas aos 45 dias após o iniciodos tratamentos. A deficiência foi observada nas folhas folhas mais novas ocorrendodeformações das mesmas, com o avanço da deficiência houve necrose do limbo foliar dosbordos para o centro das folhas, acarretando redução do crescimento das plantas.
Deficiência de N
- Aos
 
56 dias após o início dos tratamentos as plantas sob omissão de Nforam colhidas. Essas apresentaram redução de crescimento em relação ao tratamentocompleto. As folhas mais velhas apresentaram uma clorose uniforme.
Deficiência de P
- As plantas sob omissão de P forma colhidas aos 72 dias após o iníciodos tratamentos. Foram observadas necroses nos bordos das folhas. Foram igualmenteobservados reduções no crescimento das plantas.
Deficiências de K
- Os sintomas de deficiências de K se caracterizaram por clorose dasfolhas seguido de necrose nos bordos dessas. As plantas foram colhidas aos 72 dias após oinício dos tratamentos. Como ocorreu para o N e P, a deficiência de K também provocouredução do crescimento das plantas.
Deficiência de S
- As plantas sob omissão de S forma colhidas aos 88 dias após o iníciodos tratamentos. Estas apresentaram clorose uniforme de folhas mais novas comdeformações das mesmas. As folhas ficaram com uma cor amarelo claro com a nervuracentral avermelhada bem destacada no limbo inferior. Houve redução do crescimento dasplantas sob omissão do nutriente.
Deficiência de Mg
- Sob deficiência de Mg as plantas apresentaram clorose dos bordos dasfolhas. Essa clorose se intensificou com o avanço da deficiência nas plantas, tornando asfolhas com bordos bastante amarelados e com o centro ainda verdes. Não foi observadoredução do crescimento das plantas sob omissão desse nutriente, sendo que estas foramcolhidas aos 105 dias após o início dos tratamentos.
Deficiência de Ca
- A omissão de Ca provocou redução do crescimento das plantas. Nasfolhas, foram observados cloroses que evoluíam para necroses em pontos isolados dasfolhas. O tratamento foi o último a ser colhido, sendo as plantas colhidas aos 115 dias apóso inicio do tratamento.
Conclusões
A ordem cronológica de aparecimento dos sintomas foi a seguinte: B, Mn, N, P, K, S, Mg eCa.Os sintomas de deficiências foram semelhantes aos descritos na literatura para a bananeira(
Musa
 
 paradisiaca
L)

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
CarlosSilvaJnior liked this
alb712006 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->