Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
22Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Fisica Tópico 1 – Corrente elétrica e resistores

Fisica Tópico 1 – Corrente elétrica e resistores

Ratings: (0)|Views: 8,750|Likes:
Published by comentada

More info:

Published by: comentada on Dec 15, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/11/2014

pdf

text

original

 
98
PARTE II – ELETRODINÂMICA
Parte II – ELETRODINÂMICA
1
Quando uma corrente elétrica é estabelecida em um condutormetálico, quais portadores de carga elétrica entram em movimentoordenado?
Resposta:
Elétrons livres.
2
Quando as extremidades do f 
 
io metálico indicado na f 
 
igu-ra são submetidas a uma diferença de potencial U =
 ν
B
 ν
A
, em que
 ν
A
= 20 V e
 ν
B
= 60 V, em que sentido se movem seus elétrons livres?Qual é o sentido convencional da corrente elétrica gerada?
BA
Resolução:
Os elétrons livres se movem para a extremidade em que o potencialelétrico é maior, ou seja, de
A
para
B
.
O sentido convencional da corrente elétrica é oposto ao do movi-mento ordenado dos elétrons livres, ou seja, de
B
para
A
.
Resposta:
Os elétrons livres se movem de
A
para
B
, e o sentido con-vencional da corrente é de
B
para
A
.
3 E.R.
Três f 
 
ios condutores de cobre, F
1
, F
2
e F
3
, estão interliga-dos por solda, como mostra a figura, e são percorridos por correnteselétricas de intensidades i
1
, i
2
e i
3
, respectivamente, sendo i
1
= 2 A ei
2
= 6 A nos sentidos indicados.
Bi
1
= 2 Ai
2
= 6 Ai
3
F
3
F
1
DACF
2
Determine:a) o sentido e a intensidade da corrente elétrica no f 
 
io F
3
;b) o sentido em que os elétrons livres percorrem o fio F
3
;c) a quantidade de elétrons livres que passa por uma seção trans-versal do f 
 
io F
3
em cada segundo, sendo e = 1,6 · 10
–19
C a cargaelétrica elementar.
Resolução:
a) Como as duas correntes indicadas estão saindo do ponto
B
, a cor-rente no f 
 
io F
3
tem de estar chegando a esse ponto. Então:O sentido da corrente no f 
 
io F
3
é de
D
para
B
.Além disso, a intensidade da corrente que chega a
B
tem de serigual à soma das intensidades das correntes que saem desseponto.i
3
= i
1
+ i
2
 
i
3
= 2 A + 6 Ai
3
= 8 Ab) Como o sentido da corrente elétrica, sempre convencional, éoposto ao sentido do movimento dos elétrons livres:Os elétrons livres percorrem o f 
 
io F
3
de
B
para
D
.c) Como i
3
= 8 A, concluímos que passam 8 C por qualquer seçãotransversal de F
3
em cada segundo: |Q| = 8 C.Mas:|Q| = n eem que
n
é o número de elétrons pedido.Então:8 = n · 1,6 · 10
–19
 
n = 5 · 10
19
elétrons livres
4
Cerca de 10
6
íons de Na
+
penetram em uma célula nervosa, emum intervalo de tempo de 1 ms, atravessando sua membrana. Cal-cule a intensidade da corrente elétrica através da membrana, sendoe = 1,6 · 10
–19
C a carga elétrica elementar.
Resolução:
i =|Q|
Δ
t=n e
Δ
t 
 10
6
· 1,6 · 10
–19
1 · 10
–3
 i = 1,6 · 10
–10
A
Resposta:
1,6 · 10
–10
A
5
Um f 
 
io de cobre é percorrido por uma corrente elétrica constan-te, de intensidade 10 A. Sendo de 1,6 · 10
–19
C a carga elétrica elemen-tar, determine:a) o módulo da carga elétrica que atravessa uma seção transversal docondutor, durante um segundo;b) a quantidade de elétrons que atravessa a citada seção, durante umsegundo.
Resolução:
a) i = 10 A =10 Cs 
|Q| = 10 Cb) |Q| = n e
10 = n · 1,6 · 10
–19
 
n = 6,25 · 10
19
Respostas:
a) 10 C; b) 6,25 · 10
19
Tópico 1
 
99
Tópico 1 – Corrente elétrica e resistores
6
A f 
 
igura ilustra fios de cobre interligados:
i
1
10 A20 A8 Ai
2
Considerando as intensidades e os sentidos das correntes elétricas in-dicadas, calcule i
1
e i
2
.
Resolução:
i
1
= 8 + 10
i
1
= 18 A20 = 8 + i
2
 
i
2
= 12 A
Respostas:
i
1
= 18 A; i
2
= 12 A
7
Na montagem esquematizada na f 
 
igura, P
1
e P
2
são duas placasmetálicas ligadas por f 
 
ios condutores a uma bateria e a um medidor deintensidade de corrente elétrica e
F
é uma fonte de radiação gama:
FBateriaMedidor deintensidade decorrente elétrica+P
1
P
2
Quando a radiação citada atravessa o ar entre as placas, o medidordetecta a passagem de uma corrente elétrica. Isso ocorre porque a ra-diação torna o ar:a) seco; d) imantado;b) úmido; e) ionizado.c) isolante;
Resolução:
A radiação tornou o ar condutor, e ar condutor só pode ser
ar ioni-zado
.
Resposta:
e
8
(Unifesp-SP) Num livro de eletricidade você encontra três infor-mações: a primeira afirma que isolantes são corpos que não permitema passagem da corrente elétrica; a segunda af 
 
irma que o ar é isolante; ea terceira afirma que, em média, um raio se constitui de uma descargaelétrica correspondente a uma corrente de 10
 
000 ampères que atra-vessa o ar e desloca, da nuvem à Terra, cerca de 20 coulombs. Pode-seconcluir que essas três informações são:a) coerentes, e que o intervalo de tempo médio de uma descarga elé-trica é de 0,002 s.b) coerentes, e que o intervalo de tempo médio de uma descarga elé-trica é de 2,0 s.c) conflitantes, e que o intervalo de tempo médio de uma descargaelétrica é de 0,002 s.d) conflitantes, e que o intervalo de tempo médio de uma descargaelétrica é de 2,0 s.e) conflitantes, e que não é possível avaliar o intervalo de tempo mé-dio de uma descarga elétrica.
Resolução:
Estabelecido que o ar é um isolante elétrico, sem nenhuma ressal-va, não poderia ocorrer nele uma descarga elétrica. Portanto, asinformações são conflitantes.i =|Q|
t 
10
 
000 =20
t 
t = 0,002 s
Resposta:
c
9 E.R.
Na representação clássica do átomo de hidrogênio – idea-lizado por Bohr – tem-se um elétron em órbita circular em torno donúcleo constituído de um próton. Considerando circular e uniformeo movimento do elétron, determine a intensidade média de correnteem um ponto de sua órbita, em função de:
e:
módulo da carga do elétron;
v:
módulo da velocidade escalar do elétron;
r:
raio da órbita do elétron.
Resolução:
Da definição de intensidade média de corrente elétrica, temos:i
m
=|Q|
Δ
t 
i
m
=eT(I)em que
e
é o módulo da carga do elétron e
T
, o período do MCU.Em um movimento uniforme, a velocidade escalar instantânea podeser dada por:v =
Δ
s
Δ
tComo
Δ
s = 2
π
r (
r
é o raio da órbita) e
Δ
t = T, temos:v =2
π
rT 
T =2
π
rv(II)Substituindo (II) em (I), temos:i
m
=e v2
π
r
10
Um anel de raio
r
, uniformemente eletrizado, com densidadelinear de cargas (carga elétrica existente por unidade de comprimentodo anel) igual a
λ
, rota em torno do eixo
E
com velocidade angularconstante
ω
.
E+++++++++++++++++++++++++r
Determine a intensidade da corrente elétrica gerada por esse anel.
Resolução:
Inicialmente, determinamos a carga total
Q
do anel:
λ 
=Q2
π
r 
Q = 2
π
r
λ 
Em uma volta completa do anel, decorre um intervalo de tempoigual ao seu período de rotação
T
, e uma quantidade de carga
Q
 passa por uma superfície f 
 
ixa e imaginária
S
, seccionando transver-salmente o anel.
 
100
PARTE II – ELETRODINÂMICA
ω 
=2
π
TT =2
πω 
AnelS
Então:i =QT=2
π
r
λ 
2
πω 
 
i =
ω 
r
λ 
Resposta:
 
ω 
r
λ 
11
A intensidade da corrente elétrica que passa por um con-dutor metálico varia com o tempo, de acordo com o diagramaa seguir:
i
(A)
t
(s)0261048
Determine:a) o módulo da carga elétrica total que passa por uma seção transver-sal desse condutor, nos 8 segundos;b) a intensidade média de corrente elétrica nesse intervalo detempo.
Resolução:
a) |Q| = “área” =(8 + 4)2· 10
|Q| = 60 Cb) i
m
=|Q|
t=608 
i
m
= 7,5 A
Respostas:
a) 60 C; b) 7,5 A
12
(FCC-SP) O circuito mostrado na f 
 
igura é formado por uma ba-teria (
B
) e cinco lâmpadas (
). O número junto a cada lâmpada indica acorrente que passa pela lâmpada, em ampères:Qual é a corrente que passa pelo ponto
X
?
10X4
411B
5
Resolução:
Lembrando que, em cada nó, a soma das intensidades das correntesque chegam é igual à soma das intensidades das que saem, temos:
19 A
X
4 A4 A8 A10 A5 A1 A15 A19 A11 A
Resposta:
19 A
13
(UFRGS-RS) O rótulo de um chuveiro elétrico indica 4
 
500 W e127 V. Isso signif 
 
ica que, ligado a uma rede elétrica de 127 V, o chuveiroconsome:a) 4
 
500 joules por segundo. d) 4
 
500 calorias por segundo.b) 4
 
500 joules por hora. e) 4
 
500 calorias por hora.c) 571
 
500 joules por segundo.
Resposta:
a
14 E.R.
Por um chuveiro elétrico circula uma corrente de 20 Aquando ele é ligado a uma tensão de 220 V.Determine:a) a potência elétrica recebida pelo chuveiro;b) a energia elétrica consumida pelo chuveiro em 15 minutos defuncionamento, expressa em kWh.c) a elevação da temperatura da água ao passar pelo chuveiro comvazão igual a 50 gramas por segundo, supondo que ela absorvatoda a energia dissipada. Use: calor específico da água = 4,0 J/g °C.
Resolução:
a) A potência elétrica recebida é calculada por:Pot = U iAssim, substituindo os valores fornecidos, temos:Pot = 220 · 20
Pot = 4
 
400 WouPot = 4,4 kWb) A potência é, por definição:Pot =E
Δ
t 
E = Pot ·
Δ
tem que
E
é a energia recebida pelo chuveiro nesse interva-lo de tempo
Δ
t. Assim, sendo Pot = 4,4 kW e
Δ
t = 15 min =14h,temos:E = 4,4 kW ·14h
E = 1,1 kWh 
Nota:
1 kWh = 3,6 · 10
6
JAssim, a resposta, no SI, seria:E = 1,1 · 3,6 · 10
6
J
E = 3,96 · 10
6
J
c) Em cada segundo, passa pelo chuveiro uma massa
m
de água:m = 50 g.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->