Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
AVALIAÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL NA RETIRADA DA TABOCA PARA CONFECÇÃO ARTESANAL DE ESPETOS DE CHURRASCO NO MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DO TAUÁ

AVALIAÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL NA RETIRADA DA TABOCA PARA CONFECÇÃO ARTESANAL DE ESPETOS DE CHURRASCO NO MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DO TAUÁ

Ratings: (0)|Views: 80|Likes:
Published by Sica Ufpa

More info:

Published by: Sica Ufpa on Dec 26, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/24/2012

pdf

text

original

 
 
AVALIAÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL NA RETIRADA DA TABOCA PARACONFECÇÃO ARTESANAL DE ESPETOS DE CHURRASCO NO MUNICÍPIO DESANTO ANTÔNIO DO TAUÁ, PARÁ.
 
Ailson dos Santos Cardoso¹, Regiara Croelhas Modesto
2
1
Extensionista Rural II da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará
 – 
EMATER/PA. Av.Presidente Getúlio Vargas, s/n, Centro, Santo Antônio do Tauá, Pará. e-mail:neydaemater@gmail.com
2
Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará
 – 
EMATER/PA. e-mail:regiaracroelhas@yahoo.com.br
RESUMO
 No município de Santo Antônio do Tauá, a produção de espetos de churrasco é uma alternativa emexpansão, porém a retirada de taboca para sua confecção vem sendo realizada de maneiraindiscriminada. Assim, o objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento do impacto ambientalna retirada da taboca nas margens dos rios Rio Umbituba, Guajará Mirim e Rio Arauba. O estudo foidesenvolvido entre os meses de julho e agosto, com 100 famílias de quatro comunidades
 – 
Trombetas,São Tomé, Santa Maria e São Luiz da Laura
 – 
através de visitas, registro de relatos de experiência eregistro fotográfico. A extração de taboca para a confecção de espetos de churrasco complementa arenda de agricultores familiares, porém vem causando impacto negativo nas áreas de extração.
PALAVRAS-CHAVE
:
Guadua paniculata;
Extrativismo; Produtividade.
ABSTRACT
In the municipality of Santo Antonio do Taua, the production of skewers of barbecue is an alternativeexpansion, but the removal of bamboo for its preparation has been carried out indiscriminately. Theobjective of this study was to survey the environmental impact of the harvesting of bamboo on thebanks of the rivers Rio Umbituba, Guajará Mirim and Rio Arauba. The study was conducted betweenthe months of July and August, with 100 families from four communities-Trombetas, São Tomé,Santa Maria e São Luiz da Laura - through visits, reports of record of experience and photographicrecord. The extraction of bamboo skewers for making barbecue complements the income of farmers,but has caused negative impact on the extraction areas.
KEYWORDS
:
Guadua paniculata;
Extraction; Productivity.
INTRODUÇÃO
 O município de Santo Antonio do Tauá está localizado no nordeste do Estado do Pará e tem naagricultura familiar a base de sua economia. As principais culturas cultivadas no município são amandioca e espécies olerícolas; na pesca artesanal a principal espécie capturada é o camarão regional(
 Macrobrachium amazonicum
); e na atividade extrativista, a coleta do muru-muru (
 Astrocaryum
 
murumuru
) recebe maior destaque. Porém, nos últimos anos, a extração de taboca para a confecção deespetinho de churrasco vem sendo desenvolvida como uma atividade peculiar do local.
 
 
A taboca (
Guadua paniculata
) é comumente conhecida como bambu, nome que se dá a todas asplantas da subfamília Bambusoideae, pertencente à família das gramíneas. A taboca é um tipo debambu fino, alto, oco e tem a coloração verde, sendo comum nas várzeas inundáveis com freqüênciade maré. No Brasil já foram identificadas mais de 200 espécies nativas de bambu que ocorrem de norteao sul do país (LOUTON, 1996).O bambu é composto de duas partes principais: 1) a parte subterrânea, composta de rizomas, dotipo moita (paquimorfo) ou bosque (leptomorfo) que são responsáveis pela propagação vegetativa dobambu e, as raízes que são responsáveis pela captação de água e nutrientes; e 2) a parte aéreacomposta de colmo (vara de bambu), galhos e folhas. Existem muitos tipos de colmo de bambu como,por exemplo, grossos, finos, altos, baixos, ocos, sólidos, curvados, retos, verdes, amarelos, rajados,manchados, compridos dentre outros. O colmo de até dois anos de idade, considerado imaturo ouverde é bastante maleável e, por isso, é usado na fabricação de cestos, paneiros e chapéus(VASCONCELOS, 2004). A partir dos três anos de idade, o colmo torna-se lenhoso (duro) é passa aser utilizado em outras atividades como, por exemplo, na fabricação de espetos de churrasco(NOGUEIRA, 2009).No município de Santo Antônio do Tauá, a confecção de espetos de churrasco vem se tornandouma alternativa para a geração de postos de ocupação e renda. Porém, a taboca vem sendo retirada demaneira indiscriminada e com ela outras plantas do habitat, por serem considerados obstáculos aoacesso da espécie, como por exemplo, os cipós, estão sendo ignorados e devastados. O principal localde extração são as margens do Rio Umbituba, com 10 km de extensão, mas a atividade vem seexpandindo para outros rios da região. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamentopreliminar do impacto ambiental da retirada da taboca nas margens dos rios Rio Umbituba, GuajaráMirim e Rio Arauba.
MATERIAL E MÉTODOS
 Este estudo foi desenvolvido entre os meses de julho e dezembro, com 100 famílias de quatrocomunidades
 – 
Trombetas, São Tomé, Santa Maria e São Luiz da Laura
 – 
pertencente ao município deSanto Antônio do Tauá, Pará. Para a coleta de dados foram realizadas visitas, registro de relatos deexperiência e registro fotográfico.
Visitas
A primeira visita ocorreu às margens do Rio Umbituba para identificação das famíliasextrativistas da taboca. Essa visita ocorreu nas primeiras horas do dia 12 de julho de 2010, horário emque as famílias realizam a atividade. Depois da identificação as visitas passaram a ocorrer nascomunidades de origem das famílias.
Relatos de experiência
Os relatos foram ouvidos e transcritos. Através deles foi possível identificar o inicio e evoluçãoda atividade no município.
 
 
Registro fotográfico.
Os registros foram devidamente autorizados pelas famílias envolvidas na atividade e realizadospelos extensionistas com uso de câmera digital Sony 14 Mega pixes.
RESULTADOS E DISCUSSÃO
De acordo com os relatos de experiência das famílias entrevistadas, a atividade de extração econfecção de espetos de churrasco no município de Santo Antônio do Tauá teve inicio em 1998, comapenas uma família, na comunidade Trombetas.
 
A retirada da taboca era feita na própria propriedadefamiliar, porém como o recurso não era abundante, no mesmo ano se esgotou. Na busca de matéria-prima, a família passou a extrair taboca as margens do Rio Umbituba. No ano seguinte, outras dezfamílias passaram a desenvolver a extração neste mesmo local. Atualmente, cerca de 150 famíliasvivem dessa atividade nas comunidades Trombetas, São Tomé, Santa Maria e São Luiz da Laura ecada vez mais, novos exploradores de taboca avançam para extração desse vegetal.
 
Segundo Salgado (2001), em uma área plantada de bambu, depois de estabelecida, a velocidadede propagação é muito grande. O tempo de estabelecimento de uma plantação varia de cinco a seteanos, e o amadurecimento de um bambu acontece de três a quatro anos. A partir do terceiro ou quartoano já se pode coletar colmos e brotos, quando a média de produção de biomassa do bambuzal chegade 10 toneladas por hectare por ano. Não foram encontrados dados de literatura referentes àprodutividade de áreas nativas.Segundo os dados colet
ados nesta pesquisa, os chamados “tiradores de taboca” cortam astabocas nas várzeas e repassam aos “taboqueiros” para que estes a cortem em pedaços padronizados
(25 cm de comprimento entre nós), que são vendidos aos confeccionadores de espeto. Cada exemplarde taboca rende, em média, mil espetos.A produção média semanal é de 10 mil espetos por família. Considerando que atualmente cercade 150 famílias participam da atividade, a produção anual dessas famílias está em torno de 72 milhõesespeto por ano, ou seja, a eliminação de cerca de 72 mil pés de taboca por ano ao longo dos RiosUmbituba, Guajará Mirim e Rio Arauba. Os espetos de taboca depois de confeccionados são vendidosem milheiro, a R$5,00 (cinco Reais) o milheiro, o que rende às 150 famílias cerca de R$ 360.000,00ao ano, uma renda irrisória de R$ 200,00/mês/família.Essa produção de espetos abastece o mercado de Belém, sendo utilizados na venda de churrasconas esquinas da cidade, no entorno dos estádios de futebol em dias de jogos ou simplesmente nasrodadas de cerveja nos finais de semana o que vem oportunizando a geração imediata de renda àsfamílias. Porém, o custo de produção tem sido elevado, pois a busca pela taboca ocorre em locais cadavez mais distantes. O tempo gasto na atividade e o retorno semanal de renda têm levado muitosagricultores a deixar de plantar mandioca para confeccionar os espetos.Apesar do rápido crescimento da espécie
Guadua paniculata
, a forte pressão do extrativismovem comprometendo o período de restabelecimento desta vegetação nas matas ciliares ao redor dos

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->