Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Laudos Aberrantes - Há Que Livrar a Sociedade Desses Psiquiatras Forenses Que são Um Perigo Maior Para Ela

Laudos Aberrantes - Há Que Livrar a Sociedade Desses Psiquiatras Forenses Que são Um Perigo Maior Para Ela

Ratings: (0)|Views: 4|Likes:
Published by vemchegando

More info:

Published by: vemchegando on Nov 07, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/09/2012

pdf

text

original

 
Laudos aberrantes
Editorial
Jornal O Estado de S. Paulo28/07/2006
Há que livrar a sociedade desses psiquiatras forensesque são um perigo maior para ela do que os criminososque examinam.
Às vezes nos sentimos constrangidos ao publicar, por dever deofício, certas matérias que contêm verdadeiras agressões ao bomsenso e até à racionalidade. Conforta-nos, no entanto, aconsciência de que nossos leitores compreendem o sentido críticode nosso propósito, ao lhes passarmos informações necessárias àcorreção de determinadas deformações. Este é o caso,seguramente, dos aberrantes laudos "técnicos" sobre o assassino -Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha.Depois de ter comandado e praticado uma das maioresatrocidades da crônica policial, que foi o seqüestro, tortura, estuprocoletivo por cinco dias, seguido de morte, com 15 facadas, da jovemLiana Friedenbach - além do assassinato do namorado da moça,Felipe Caffé -, o facínora pode sair da Febem em novembro e ficar livre, por ser considerado "treinável e educável", conformeavaliações do psiquiatra forense do sistema prisional, membro doConselho Penitenciário e professor universitário Breno MontariRamos, junto com outros três profissionais.Segundo o inacreditável trabalho "científico" desses psiquiatrasforenses, Champinha é apenas uma pessoa "camaleônica,influenciável pelo meio". O laudo atesta que o jovem criminoso nãoé portador de Transtorno de Conduta, uma vez que, pela definição"técnica", "possui transtorno de conduta aquele adolescente quepratica um crime pela primeira vez quando criança e continuareincidindo, passando a cometer vários crimes em seqüência". Éverdade que segundo a polícia Champinha foi acusado de ter assassinado um andarilho quando tinha 10 anos - mas alegou ter 
 
assumido a culpa por um tio. O que fez com a jovem Liana nãohaveria de representar qualquer "transtorno de conduta"? Mas vema douta explicação: trata-se de um mesoformo, que é influenciadopelo meio ambiente. "Se viver com bêbados, vai acompanhá-los nabebida. Se for para um mosteiro, será um monge." Sim, prezadoleitor, essa barbaridade foi escrita por quem está a serviço dasociedade, como cientista.Tem mais. Os resultados dos exames "científicos" contradizema informação policial dando conta de que o jovem teria dado as 15facadas em Liana por sadismo. Eis o inacreditável texto: "A moça foimorta no primeiro golpe, que atingiu a jugular. Nos testes quefizemos ficou absolutamente claro que o rapaz deu as outrasfacadas porque ficou inseguro, queria ter certeza da morte. Nãoestava dando as facadas para ter prazer, mas porque ficou emdúvida." Ah, bom! Achávamos que era sadismo o que não passoude anseio de certeza, de insegurança sobre a consumação doobjetivo visado!Felizmente, também publicamos a forte reação de profissionaisda área contra esses laudos que "têm desmoralizado a categoria".Entidades médicas e representantes do Judiciário - inclusive odiretor de Perícia Médica estadual - vêm participando de reuniõescom o objetivo de "recuperar" a psiquiatria forense criminal doEstado de São Paulo. Sem dúvida a principal organizadora dessemovimento, a Associação Paulista de Medicina está sendoimpulsionada em seu oportuno objetivo pelos efeitos deletérios delaudos como esse que favorece a soltura de Champinha.
Há quelivrar a sociedade desses psiquiatras forenses que são umperigo maior para ela do que os criminosos que examinam.
Napauta dos encontros está o plano de normatizar a atuaçãoprofissional dos peritos que produzem laudos oficiais para osprocessos criminais. Como disse o respeitado psiquiatra forenseque encabeça tais discussões, Guido Palomba, "não há umapadronização entre os documentos.
Os laudos são ruins, péssimos, desmoralizando a categoria em muitos casos".
Para Palomba, deve ser criada uma regra obrigando opsiquiatra a responder pelo teor de seu laudo.
"Se mandar soltar alguém perigoso, e essa pessoa voltar a praticar crimes, temde ter uma pena" 
- diz ele, para quem Champinha é um "criminosonato" e os laudos sobre ele foram feitos por "gente despreparada".Como se vê, quando o profissional no exercício de cargo público é,
 
de fato, competente, ele interpreta o sentimento unânime dasociedade que lhe cumpre defender.Fonte:http://clipping.planejamento.gov.br/Noticias.asp?NOTCod=287655- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
outros textos:
25. MANTENHA-SE AFASTADO DEPSIQUIATRAS E DE PSICÓLOGOS
CURAS NATURAIS – SAÚDE – PREVENÇÃO – CURA –ATIVIDADE FÍSICA REGULAR – ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADAPor 
Kevin Trudeau,
“Os psiquiatras e os psicólogos não ajudam as pessoas que tratam.As estatísticas demonstram que a maior parte das pessoas que sãotratadas por psiquiatras e por psicólogos ficam piores! Ospsiquiatras receitam quase sempre medicamentos aos seuspacientes.
Estes medicamentos são dos mais perigosos e maisletais disponíveis atualmente.
Sabia que nos últimos dez anos,praticamente todos os atos violentos foram cometidos por pessoasque tinham tomado ou ainda tomavam medicamentos psiquiátricos?Por fim, os estudos tornaram-se tão fortes que existiam avisosdizendo que certos medicamentos psiquiátricos aumentavam apropensão para cometer suicídio. Este tema é tão importante queeu aconselho-o a ler 
“Psiquiatria: A Derradeira Traição”,
e semesmo assim não se convencer que os psiquiatras e os psicólogosdeviam ser evitados a todo custo, darei pessoalmente um donativoa uma instituição de beneficiência à sua escolha.”Fonte:Livro: CURAS NATURAIS “QUE” ELES NÃO QUEREM QUE VOCÊSAIBA – de Kevin Trudeau, página 173, item 25

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->