Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Por Que Semente de Linhaça Faz Bem Ao Coração - Jocelem Salgado

Por Que Semente de Linhaça Faz Bem Ao Coração - Jocelem Salgado

Ratings: (0)|Views: 430 |Likes:
Published by vemchegando

More info:

Published by: vemchegando on Nov 07, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/07/2012

pdf

text

original

 
Por que semente de linhaça faz bemao coração
Vida SaudávelDicas relacionadas à nutrição para a saúde
por 
Jocelem Mastrodi Salgado,
Importantes estudos científicos têm apontado diversoscomponentes bioativos e nutrientes presentes em alguns alimentos,com propriedades para reduzir o risco de certas doenças e melhorar a qualidade de vida das pessoas.
"A semente de linhaça tem se destacado como um alimentofuncional, uma vez que apresenta alguns nutrientesespecíficos que podem trazer diversos benefícios à saúde.Fonte de ácidos graxos ômega 3 e 6, a linhaça também é ricaem minerais, vitaminas, fibras e lignanas, compostosassociados às fibras" 
 As pesquisas demonstram que o consumo regular de fibras,antioxidantes, ácidos graxos ômega-3, entre outras substâncias,associado a uma dieta balanceada, com baixo teor de gorduras ecalorias, é capaz de manter o peso adequado e prevenir contradoenças cardiovasculares, diabetes e até mesmo o câncer.
Dentre os alimentos que estão sendo investigados, a linhaça tem sedestacado por apresentar várias evidências científicas acerca deseus benefícios para a saúde.A semente de linhaça (Linun usitatissinum) pertence à família dasLináceas e é obtida a partir do linho, uma das plantas mais antigasda humanidade. Apesar de seu consumo ser relativamente novo naatualidade, existe indícios de sua utilização desde 5.000 A.C. naMesopotâmia.Hoje, o Canadá lidera a produção mundial dessa semente, sendoresponsável por 80% das cerca de 2 milhões de toneladas lançadasanualmente no mercado. A China e os Estados Unidos vêm emseguida, enquanto que o Brasil apresenta uma produção aindapequena.
 
Semente de linhaça dourada e marrom
 Existem dois tipos de semente de linhaça: a dourada e a marrom.Não existem diferenças na composição dos dois tipos, já que asduas são compostas pelos mesmos nutrientes e mantêm o mesmopotencial funcional. Contudo, acredita-se que a variedade marrom,cultivada principalmente em regiões de clima quente e úmido comono Brasil, apresente uma casca mais resistente que a variedadedourada, plantada em regiões frias como no Canadá. Além disso, aforma de cultivo pode ser fator de diferenciação: enquanto adourada geralmente é cultivada de forma orgânica e apresenta umsabor geralmente mais suave, a variedade marrom freqüentementeexige o uso de agrotóxicos e apresenta sabor mais forte.
Presença de nutrientes funcionais
A semente de linhaça tem se destacado como um alimentofuncional, uma vez que apresenta alguns nutrientes específicos quepodem trazer diversos benefícios à saúde. Fonte de ácidos graxosômega 3 e 6, a linhaça também é rica em minerais, vitaminas, fibrase lignanas, compostos associados às fibras.A semente contém cerca de 37 a 42% de gordura em suacomposição, sendo que aproximadamente 70% são do tipopoliinsaturada, composta especialmente pelos ácidos graxos ômega3 e 6, dois tipos de gorduras essenciais que não podem ser produzidas pelo organismo.Cerca de 57% do conteúdo de ácidos graxos da semente écomposto pelo ácido alfa-linolênico (ALA), um ácido graxo ômega 3que é essencial para o funcionamento das células. Os estudosmostram que esse ácido graxo auxilia no controle dos níveis detriglicérides e colesterol, além de favorecer a diminuição dainflamação e reduzir a agregação plaquetária, tornando o sanguemais fluído e evitando a formação de trombos. Dessa forma, oconsumo regular de linhaça contribuiria para a prevenção dedoenças cardiovasculares e a melhora da qualidade de vida daspessoas em geral.Rica em carboidratos complexos, a presença das fibras (27g paracada 100g) é outro ponto positivo da semente, que apresenta baixoíndice glicêmico. A excelente quantidade e a boa proporção entre as
 
frações de fibras solúveis e insolúveis, auxiliam na diminuição docolesterol, no controle da glicemia e no bom funcionamento dointestino. Além disso, as fibras em geral têm sido associadas aoutras funções no organismo, como a promoção da saciedade econtrole da ingestão alimentar.Finalmente, um outro componente importante da linhaça são aslignanas, compostos que dão origem no trato intestinal a duaslignanas mamíferas: o enterodiol e seu produto oxidado, aenterolactona. Essas duas substâncias, que se formam da açãobacteriana sobre a lignana vegetal da linhaça, são estruturalmentesimilares tanto aos estrogênios sintéticos como aos de ocorrêncianatural e parecem possuir atividades estrogênicas fracas eantiestrogênicas, podendo desempenhar resultados positivos paraconstipação, no tratamento da tensão pré-menstrual, na menopausae na prevenção de cânceres dependentes de estrogênios. Contudo,mais estudos nessa área são necessários para se comprovar essesefeitos.
Estudos clínicos na área cardiovascular 
Como vimos, a linhaça é uma rica fonte de compostos com grandepotencial para modular o risco cardiovascular. Vários estudos têmsido conduzidos com o objetivo de avaliar os efeitos do consumodesse alimento sobre marcadores de risco em pessoashipercolesterolêmicas e a conclusão de grande parte deles é que oalimento, preferencialmente moído, em forma de farinha, reduz orisco de doenças cardiovasculares, principalmente por diminuir osníveis de LDL-colesterol, colesterol total e marcadores deinflamação como a proteína C reativa (PCR).Uma pesquisa1 com 62 pessoas com LDL-colesterol entre 130-200mg/dl avaliou o consumo de linhaça moída sobre algunsmarcadores de risco cardiovascular durante dez semanas. O grupoque consumiu 40g de linhaça todos os dias teve o LDL-colesterolreduzido em 13% na quinta semana do estudo e 7% no final dasdez semanas. Houve também uma redução da lipoproteína A (14%)e da taxa de resistência à insulina (23,7%).Resultado semelhante ocorreu em um outro estudo2 com 55mulheres na menopausa. A suplementação com linhaça diminuiu ocolesterol total e o LDL- colesterol em aproximadamente 7 e 10%,respectivamente.

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->