Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
12Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Impostos da União, Estadual (Pará) e Municipio (Belém)

Impostos da União, Estadual (Pará) e Municipio (Belém)

Ratings:

4.67

(3)
|Views: 4,246 |Likes:
Published by Yason Haniyw
Estes são impostos relacionados a União, ao Estado do Pará e ao Municipio de Belém
Estes são impostos relacionados a União, ao Estado do Pará e ao Municipio de Belém

More info:

Published by: Yason Haniyw on Nov 09, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/30/2014

pdf

text

original

 
INTRODUÇÃO
Mesmo antes do surgimento da moeda, os homens já realizavamtrocas de bens e serviços, ou seja, o preço de algo era o que você podiaoferecer em troca. Na sociedade em que vivemos então, nem se fala, tudotem um preço: o salário do trabalhador é o preço de seu serviço, porexemplo. Sabemos que o Estado possui uma série de obrigações, comosaúde, educação, segurança, etc. Obviamente, tudo isso também possuium custo – e alto. Então, como o Estado faz para custear suas atividades?Para poder garantir a prestação de serviços e cumprir suasobrigações perante a sociedade, o governo retira da mesma, de formacoercitiva, uma parcela de sua riqueza:
os impostos
. Essa coerçãosignifica que os indivíduos não têm o direito de escolha: ou pagam ousofrem as conseqüências (multas, sanções legais e administrativas, etc.).Em alguns países, o não-pagamento dos impostos é uma coisa tão sériaque pode resultar até mesmo na prio doindivíduo.Em tese, os cidadãos deveriam receber de volta o dinheiroque foi pago através da “prestação de serviços”. No entanto, sabemos quena maioria das vezes isso o ocorre, visto que certos serviços oprestados de forma ineficiente e até precária, por vezes.Segundo a teoria econômica, quanto maior o preço, menor ademanda. O que isso tem a ver? Bem, os inúmeros impostos que incidemdiretamente sobre os produtos fazem com que os preços subam muito.Para se ter uma idéia, segundo relatório elaborado pelo Instituto Brasileirode Planejamento Tributário (IBPT), sem impostos, os preços de certosprodutos cairiam até 83,07%. Assim, com o aumento dos preços causadospela tributação, o consumo cai, inibindo o desenvolvimento econômico.Mesmo assim, todos nós sabemos que os impostos sãofundamentais para custear as atividades do Estado. No entanto, a grandequestão é a aplicação do dinheiro arrecadado e se o mesmo está sendoempregado de forma eficaz e eficiente para proporcionar o bem-estarsocial.Um conceito de imposto é:
Imposto
é uma quantia pagaobrigatoriamente porpessoasouorganizaçõespara umgoverno, a partir de umabase de cálculoe de um fato gerador. É uma forma detributo. Ele tem como principal finalidade, custear o Estado para que emcontrapartida, haja por parte do Estado, obrigação de prestar esse ouaquele serviço, ou realizar determinada obra relativa ao contribuinte.
1
 
Impostos podem ser pagos emmoeda(dinheiro) ou em mercadorias(embora o pagamento em mercadorias nem sempre sejapermitido ou classificado como imposto em todos os sistemas tributários.No Brasil, para toda forma de tributo, apenas é aceito em forma demoeda). Os meios de taxação, e os usos dos fundos levantados através detaxação, são assunto de discussões calorosas emPolíticaeEconomia, de modo que discussões sobre impostos são freqüentemente tendenciosas.Em teoria, os recursos arrecadados pelos governos deveriam serrevertidos para o bem comum, para investimentos e custeio de benspúblicos (de serviços públicos comosaúde,segurançaeeducaçãoa investimentos em infra-estruturar como estradas, portos, aeroportos, etc.,e sua manutenção). Na prática, porém, impostos não possuem vinculaçãocom o destino das verbas, ao contrio detaxasecontribuiçõesde melhorias. Embora a lei obrigue os governos a destinarem parcelasmínimas da arrecadação a determinados serviços públicos – em especial àeducação e à saúde –, o pagamento de impostos não confere aocontribuinte qualquer garantia de contraprestação de serviços.
2
 
IMPOSTOS FEDERAIS
Os art. 153 e 154, expressamente, relacionam os impostos cujainstituição e cobrança é de competência privativa e exclusiva da União(Sujeito Ativo) e que são os seguintes:
I.IMPOSTO SOBRE A RENDA E PROVENTOS DE QUALQUERNATUREZA (IR)
Este imposto apresenta como principal característica de ser umimposto federal, ou seja, somente aUniãotem competência para instituí-lo (Art.153, III, daConstituição Federal).O
fato gerador
do Imposto de Renda, conforme o digo Tributário Nacional (CTN) É a aquisição da disponibilidade econômica ou jurídica de renda. De Renda, assim entendido o produto do capital, dotrabalho ou da combinação de ambos; de proventos de qualquer natureza,assim entendidos os acréscimos patrimoniais.O
contribuinte
do imposto é:
Pessoa física (IRPF)
Pessoa Jurídica(IRPJ)Há ainda um grupo particular de contribuintes, chamados de"equiparados a pessoas judicas", ou seja, para outros direitosprincipalmente privados esses contribuintes seriam definidos como"pessoas físicas", mas, para o direito tributário, eles são tributados como"pessoas judicas". Como exemplo, temos as firmas individuais,atualmente chamadas pelo digo Civil brasileiro de "empreriosindividuais".A
utilizada depende do contribuinte, e do valor de suarenda.A
incidência
do imposto independe da denominação da receitaou do rendimento, da localização, condição jurídica ou nacionalidade dafonte de origem e da forma de percepção (CTN, art.43).Para as pessoas físicas, a base de cálculo são os rendimentos -tudo o que foi recebido. Alguns tipos de despesas são possíveis de seremabatidos, como os com saúde e, para os profissionais liberais, os gastosnecessários à sua atividade registrados em livro caixa. As despesas comeducão e com dependentes, no passado, permitiam generosos
3

Activity (12)

You've already reviewed this. Edit your review.
srgleydson liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Bya Dutra liked this
Jô Viana liked this
Renato Deiss liked this
thomlima liked this
n4ndik liked this
0108ss liked this
Sarah Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->