Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
74Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Acidente Do Trabalho Informações

Acidente Do Trabalho Informações

Ratings:

4.89

(9)
|Views: 15,521 |Likes:
Published by GORDYN

More info:

Published by: GORDYN on Nov 09, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/31/2013

pdf

text

original

 
ACIDENTE DO TRABALHO
INDICE
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INTRODUÇÃO
 
Nas sociedades mais antigas, o homem sofria acidentes enquantotrabalhava para prover as necessidades de sua subsistência. Todavia, essesacidentes só chamaram a atenção dos governantes quando, em virtude doseu elevado numero, adquiriram as dimensões de um problema social. Istoocorreu após a Revolução Industrial resultante das descobertas de novasfontes de força, como o vapor e a eletricidade, provocando o aparecimentode grandes concentrações de trabalhadores em torno das empresas queempregavam grandes quantidades de mão-de-obra. Era uma situação bemdiferente daquela que caracterizava a Idade-Media: artesãos realizandotrabalho manual dentro de pequenas oficinas.No século passado, o clamor contra as condições de vida do trabalhadorcresceu a ponto de levar os homens públicos a pensarem no cerceamentoda liberdade das partes na celebração do contrato de trabalho. Era ocomeço da intervenção do Estado no mundo do trabalho assalariado. Nãoera possível , no que tange ao acidente do trabalho, continuar adotando osprincípios do direito clássico, para exigir do empregado acidentado a provade que o patrão era o culpado. Na maioria dos casos essa prova não podiaser produzida ou o fato tivera como causa excludente a força maior ou casofortuito.Pouco a pouco, a legislação foi se modificando até chegar á teoria do riscosocial: o acidente do trabalho é um risco inerente à própria atividade
 
profissional exercida em beneficio de toda a comunidade, devendo esta, porconseguinte, amparar a vitima do acidente. Não se cogita daresponsabilidade deste ou daquele pelo acontecimento.Através de um seguro social, o empregado é protegido quando incapacitadopara o trabalho em virtude de um acidente.Em nosso pais, tudo se passou mais ou menos da mesma maneira. Em 1919tivemos a primeira lei estabelecendo que o empregado acidentado nãoprecisava obter qualquer prova da culpa do patrão para ter direito àindenização.Desde então não nos afastamos desse principio fundamental.
CONCEITO DE ACIDENTE DE TRABALHO
 A legislação brasileira define acidente do trabalho como todo aqueledecorrente do exercício do trabalho e que provoca, direta ou indiretamente,lesão, perturbação funcional ou doença.Como se vê, pela lei brasileira, o acidente é confundido com o prejuízo físicosofrido pelo trabalhador (lesão, perturbação funcional ou doença).Do ponto de vista prevencionista, entretanto, essa definição o ésatisfatória, pois o acidente é definido em função de suas conseqüênciassobre o homem, ou seja, as lesões, perturbações ou doenças.Visando a sua prevenção, o acidente, que interfere na produção, deve serdefinido como "qualquer ocorrência que interfere no andamento normal dotrabalho", pois além do homem, podem ser envolvidos nos acidentes, outrosfatores de produção, como máquinas, ferramentas, equipamentos e tempo.Assim, as três situações apresentadas são representativas de acidente:Na primeira, o operário estava transportando manualmente urna caixacontendo certo produto; em certo momento, deixa cair a caixa, o que já éum acidente (queda da caixa), embora não tenha ocorrido perda material (acaixa não se danificou) ou lesão no trabalhador; nesse caso, ocorreu tãosomente, perda de tempo.Na segunda, a queda da caixa, embora não tenha ocasionado lesão, étambém um exemplo de acidente, em que ocorreu, além da perda detempo, perda de material, pois este se danificou.Na última, a queda da caixa é exemplificativa de acidente do qualresultaram, a lesão no homem, a perda do material e a conseqüente perdade tempo.
 
E claro que a vida e a saúde humana tem mais valor do que as perdanaturais, daí serem considerados como mais importantes os acidentes comlesão. Por exemplo, se a caixa ao cair atingir o pé da pessoa que a estavacarregando, provocando sua queda e causar-lhe uma lesão, teremos umacidente mais grave porque, além da perda de tempo e/ou perda material,houve dano físico.
Diferença fundamental entre a definição legal e a técnica.
 Na
definição legal,
ao legislador interessou, basicamente e com muitapropriedade definir o acidente com a
 
finalidade de proteger o trabalhadoracidentado, através de uma compensão financeira, garantindo-lhe opagamento de diárias, enquanto estiver impossibilitado de trabalhar emdecorrência do acidente, ou de indenização, se tiver sofrido leoincapacitante permanente. Nota-se por aí que o acidente só ocorre se deleresultar um ferimento mas, devemos lembrar que o ferimento é
apenasuma das conseqüências do acidente
A definição
técnica
nos alerta queo acidente pode ocorrer sem provocar lesões pessoais. A experiênciademonstra que para cada grupo de 330 acidentes de um mesmo tipo, 300vezes não ocorre lesão nos trabalhadores, enquanto que em apenas 30casos resultam danos à integridade física do homem. Em todos os casos,pom, haverá prejuízo à produção e sob os aspectos de proteção aohomem, resulta serem igualmente importantes todos os acidentes com esem lesão, em virtude de não se poder prever quando de um acidente vairesultar, ou não, lesão no trabalhador.Do exposto, concluímos que devemos procurar evitar todo e qualquer tipode acidente. Deveremos evitar os acidentes sem lesão porque, se foremeliminados estes, automaticamente, estará afastado a quase totalidade dosoutros. Por exemplo, se o trabalhador tivesse evitado que a caixa caísse nochão, ela não teria atingido o seu pé. Teria sido mais seguro e mais fácilevitar a queda da caixa, do que tirar o pé na hora em que caísse. Devemoslembrar ainda que estudos realizados no Brasil e no exterior, tem reveladoque o custo de acidentes leves é igual ao dos acidentes sob o encargo doINSS, em virtude, de como já vimos, aqueles serem muito mais numerososque estes.A política governamental dos últimos anos, no sentido de dinamizar esforçosde empresários e empregados e de atualizar a legislação trabalhista, emmuito tem colaborado para a diminuição dos percentuais de acidentes dotrabalho em relação à população trabalhadora do País.Embora a prevenção de acidentes industriais vise basicamente amanutenção da integridade física do trabalhador, não se pode esquecer ainfluencia dos custos de qualquer programa na implantação ou ,manutenção do mesmo.

Activity (74)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Eric Ferreira liked this
OBRIGADO PELA INFORMAÇÃO
Inês Bastos liked this
camila_costa_48 liked this
Raul Cristino liked this
Carol Magalhães liked this
Fernanda Asevedo liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->