Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Fiel Testemunha de Cristo L H VOL III 1194 1195

Fiel Testemunha de Cristo L H VOL III 1194 1195

Ratings: (0)|Views: 11 |Likes:
Do Comentário sobre o Salmo 118, de Santo Ambrósio, bispo
(Cap. 20, 43-45.48: CSEL 62,466-468)
(Séc. IV)
Fiel testemunha de Cristo
É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no reino de Deus (At 14,22). A muitas perseguições, correspondem muitas provações; onde há muitas coroas de vitória, deve ter havido muitas lutas. Portanto é bom para ti que haja muitos perseguidores, pois entre muitas perseguições mais facilmente encontrarás o modo de seres coroado. Tomemos o exemplo do mártir Sebastião; hoje é seu dia natalício.
É originário daqui, de Milão. Talvez o perseguidor já tivesse se afastado ou talvez ainda não tivesse vindo a este lugar, ou fosse mais condescendente. De qualquer modo, Sebastião compreendeu que aqui, ou não haveria luta, ou ela seria insignificante.
Partiu então para Roma, onde por causa da fé havia uma tremenda perseguição. Lá sofreu o martírio, isto é, lá foi coroado. Assim, no lugar onde chegara como hóspede, encontrou a morada da eterna imortalidade. Se só houvesse um perseguidor, talvez este mártir não tivesse sido coroado. Mas o pior é que os perseguidores não são apenas os que se veem; há também os invisíveis, e estes são muito mais numerosos.
Assim como um único rei perseguidor envia muitas ordens de perseguição, e desse modo em cada cidade ou província há diversos perseguidores, também o diabo envia muitos servos seus para moverem perseguições, não apenas exteriormente mas interiormente, na alma de cada um. Sobre tais perseguições foi dito: Todos os que querem levar uma vida fervorosa em Cristo Jesus serão perseguidos (2Tm 3,12). Disse todos, sem exceção. Pois quem de fato poderia ser excetuado, se até o próprio Senhor suportou os tormentos das perseguições?
Quantos há que, às ocultas, todos os dias, são mártires de Cristo e proclamam que Jesus é o Senhor! O apóstolo Paulo, testemunha fiel de Cristo, conheceu este martírio, pois afirmou: A nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência (2Cor 1,12).
Responsório
R. Este santo lutou até à morte
pela lei de seu Deus e não temeu
as palavras e ameaças dos malvados,
* Pois se apoiou sobre a rocha que é Cristo.
V. As tentações deste mundo superou
e ao reino dos céus feliz chegou. * Pois se apoiou.
Oração
Dai-nos, ó Deus, o espírito de fortaleza para que, sustentados pelo exemplo de São Sebastião, vosso glorioso mártir, possamos aprender com ele a obedecer mais a vós do que aos homens. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Conclusão da Hora
V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus.

São Sebastião padroeiro dos que sofrem epidemias.[†]

O seu nome deriva do grego sebastós[‡], que significa divino. Originário de Narbonne e cidadão de Milão, foi um mártir e santo cristão, morto durante a perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano.
De acordo com a tradição oral, atribuídos a Santo Ambrósio de Milão, Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Era querido dos imperadores Diocleciano e Maximiliano, que faziam tudo para tê-lo sempre por perto e, por isso, o designaram capitão da sua guarda pessoal conhecida na época de Guarda Pretoriana.
São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro aos soldados e aos prisioneiros. Secretamente, Sebastião conseguiu converter muitos pagãos ao cristianismo. Até mesmo o governador de Roma, Cromácio, e seu filho, Tibúrcio, foram convertidos por ele.
Por volta de 286, Sebastião foi denunciado, pois estava contrariando o seu dever de oficial da lei. Teve, então, que comparecer ante o imperador para dar satisfações sobre o seu procedimento. O imperador se queixou de que tinha confiado nele, esperava dele uma brilhante carreira e a sua conduta branda para com os prisioneiros cristãos era inaceitável. Portanto, o imperador o julg
Do Comentário sobre o Salmo 118, de Santo Ambrósio, bispo
(Cap. 20, 43-45.48: CSEL 62,466-468)
(Séc. IV)
Fiel testemunha de Cristo
É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no reino de Deus (At 14,22). A muitas perseguições, correspondem muitas provações; onde há muitas coroas de vitória, deve ter havido muitas lutas. Portanto é bom para ti que haja muitos perseguidores, pois entre muitas perseguições mais facilmente encontrarás o modo de seres coroado. Tomemos o exemplo do mártir Sebastião; hoje é seu dia natalício.
É originário daqui, de Milão. Talvez o perseguidor já tivesse se afastado ou talvez ainda não tivesse vindo a este lugar, ou fosse mais condescendente. De qualquer modo, Sebastião compreendeu que aqui, ou não haveria luta, ou ela seria insignificante.
Partiu então para Roma, onde por causa da fé havia uma tremenda perseguição. Lá sofreu o martírio, isto é, lá foi coroado. Assim, no lugar onde chegara como hóspede, encontrou a morada da eterna imortalidade. Se só houvesse um perseguidor, talvez este mártir não tivesse sido coroado. Mas o pior é que os perseguidores não são apenas os que se veem; há também os invisíveis, e estes são muito mais numerosos.
Assim como um único rei perseguidor envia muitas ordens de perseguição, e desse modo em cada cidade ou província há diversos perseguidores, também o diabo envia muitos servos seus para moverem perseguições, não apenas exteriormente mas interiormente, na alma de cada um. Sobre tais perseguições foi dito: Todos os que querem levar uma vida fervorosa em Cristo Jesus serão perseguidos (2Tm 3,12). Disse todos, sem exceção. Pois quem de fato poderia ser excetuado, se até o próprio Senhor suportou os tormentos das perseguições?
Quantos há que, às ocultas, todos os dias, são mártires de Cristo e proclamam que Jesus é o Senhor! O apóstolo Paulo, testemunha fiel de Cristo, conheceu este martírio, pois afirmou: A nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência (2Cor 1,12).
Responsório
R. Este santo lutou até à morte
pela lei de seu Deus e não temeu
as palavras e ameaças dos malvados,
* Pois se apoiou sobre a rocha que é Cristo.
V. As tentações deste mundo superou
e ao reino dos céus feliz chegou. * Pois se apoiou.
Oração
Dai-nos, ó Deus, o espírito de fortaleza para que, sustentados pelo exemplo de São Sebastião, vosso glorioso mártir, possamos aprender com ele a obedecer mais a vós do que aos homens. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Conclusão da Hora
V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus.

São Sebastião padroeiro dos que sofrem epidemias.[†]

O seu nome deriva do grego sebastós[‡], que significa divino. Originário de Narbonne e cidadão de Milão, foi um mártir e santo cristão, morto durante a perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano.
De acordo com a tradição oral, atribuídos a Santo Ambrósio de Milão, Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Era querido dos imperadores Diocleciano e Maximiliano, que faziam tudo para tê-lo sempre por perto e, por isso, o designaram capitão da sua guarda pessoal conhecida na época de Guarda Pretoriana.
São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro aos soldados e aos prisioneiros. Secretamente, Sebastião conseguiu converter muitos pagãos ao cristianismo. Até mesmo o governador de Roma, Cromácio, e seu filho, Tibúrcio, foram convertidos por ele.
Por volta de 286, Sebastião foi denunciado, pois estava contrariando o seu dever de oficial da lei. Teve, então, que comparecer ante o imperador para dar satisfações sobre o seu procedimento. O imperador se queixou de que tinha confiado nele, esperava dele uma brilhante carreira e a sua conduta branda para com os prisioneiros cristãos era inaceitável. Portanto, o imperador o julg

More info:

Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/21/2012

pdf

text

original

 
20 de janeiro
SÃO SEBASTIÃO, MÁRTIR Morreu mártir em Roma no começo da perseguição de Diocleciano.Seu sepulcro, na via Ápia,
junto das Catacumbas
, já era venerado pelos fiéis desde a mais remota antiguidade.
 
20 de janeiro
Segunda leitura
Do Comentário sobre o Salmo 118, de Santo Ambrósio, bispo(Cap. 20, 43-45.48: CSEL 62,466-468)(Séc. IV)
Fiel testemunha de Cristo
 É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no reinode Deus
 (At 14,
22
). A muitas perseguições, correspondem muitas provações; onde há muitas coroas de vitória, deve ter havido muitaslutas. Portanto é bom para ti que haja muitos perseguidores, poisentre muitas perseguições mais facilmente encontrarás o modo deseres coroado. Tomemos o exemplo do mártir Sebastião; hoje é seudia natalício.É originário daqui, de Milão. Talvez o perseguidor já tivesse seafastado ou talvez ainda não tivesse vindo a este lugar, ou fosse maiscondescendente. De qualquer modo, Sebastião compreendeu queaqui, ou não haveria luta, ou ela seria insignificante.Partiu então para Roma, onde por causa da fé havia uma tremenda perseguição. Lá sofreu o martírio, isto é, lá foi coroado. Assim, nolugar onde chegara como hóspede, encontrou a morada da eternaimortalidade. Se só houvesse um perseguidor, talvez este mártir nãotivesse sido coroado. Mas o pior é que os perseguidores não sãoapenas os que se veem; há também os invisíveis, e estes são muitomais numerosos.Assim como um único rei perseguidor envia muitas ordens de perseguição, e desse modo em cada cidade ou província há diversos perseguidores, também o diabo envia muitos servos seus paramoverem perseguições, não apenas exteriormente mas interiormente,na alma de cada um. Sobre tais perseguições foi dito:
Todos os quequerem levar uma vida fervorosa em Cristo Jesus serão perseguidos
(2Tm 3,
12
). Disse todos, sem exceção. Pois quem de fato poderia ser excetuado, se até o próprio Senhor suportou os tormentos das perseguições?Quantos há que, às ocultas, todos os dias, são mártires de Cristo e proclamam que Jesus é o Senhor! O apóstolo Paulo, testemunha fielde Cristo, conheceu este martírio, pois afirmou:
 A nossa glória éesta: o testemunho da nossa consciência
 (2Cor 1,
12
).
 
20 de janeiro
ResponsórioR.Este santo lutou até à morte pela lei de seu Deus e não temeuas palavras e ameaças dos malvados,*Pois se apoiou sobre a rocha que é Cristo.V.As tentações deste mundo superoue ao reino dos céus feliz chegou. * Pois se apoiou.OraçãoDai-nos, ó Deus, o espírito de fortaleza para que, sustentados peloexemplo de São Sebastião, vosso glorioso mártir, possamos aprender com ele a obedecer mais a vós do que aos homens. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.Conclusão da HoraV.Bendigamos ao Senhor.R.Demos graças a Deus.
São Sebastião padroeiro dos que sofrem epidemias.
O seu nome deriva do grego
 sebastós
, que significa divino.Originário de Narbonne e cidadão de Milão, foi um mártir e santocristão, morto durante a perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano.De acordo com a tradição oral, atribuídos a Santo Ambrósio deMilão, Sebastião era um soldado que teria se alistado no exércitoromano por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar ocoração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Era queridodos imperadores Diocleciano e Maximiliano, que faziam tudo para
Fonte:http://reporterdecristo.com/sao-sebastiao-256-d-c-%E2%80%94-286-d-c. Acesso 21 de janeiro de 2012: 08h35min.
Sebastos
(Grego: σεβαστός, “um venerável”) era um título honoríficousado pelos gregos antigos para tornar o título imperial romana ouAgusto. Do final do século 11 em diante, durante o período Komnenian,e variantes derivadas dela formaram a base de um sistema novo tribunalde títulos para o Império Bizantino. A forma feminina do título foiSebaste (grego σεβαστή). Também formaram a base para a criação dotítulo Sebastokratōr (Gregok: σεβαστοκράτωρ). Wikipedia.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->