Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
E&M 89

E&M 89

Ratings: (0)|Views: 37|Likes:
Published by Smo Carvalho

More info:

Published by: Smo Carvalho on Feb 02, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/02/2012

pdf

text

original

 
RADAR
6

8

10

14

OPINIÃO
16

MACRO
18

26
 

32
 

38
 

OPINIÃO
46

47
 
NÚMEROS EM CONTACAPA
48

64

PAÍS
68
 

72
 

LÁ FORA
74
 

80
 

EMPRESAS
83
 

MERCADO E FINANÇAS
88

SOCIEDADE
94
 

LAZER
102
 

104
 

105
ÚLTIMASREMATE
106
 


















Economia
Mercado
48
 
Crescimento abaixo das expectativas
88
 
Angola abranda petrodependência?
95
 
Ilegais multiplicam-se
18
 
Um mercado sem sede
 
|
www.economiaemercado.sapo.ao
 
|
 
Fevereiro 2012
T
odos o sabemos, e não há quemo conteste - o investimento naindústria nacional é absolutamenteprioritário! Mas será que estamos aavançar ao ritmo necessário ou deacordo com as estratégias e metas projectadas?Infelizmente não, e ainda temos tanto ou maiscaminho pela frente do que aquele que jápercorremos até aqui.De facto, quando o então Ministério daIndústria elaborou o Plano de Médio Prazopara a Indústria, compreendendo o períodode 2009 a 2013, estabeleceu um conjuntode premissas, objectivos e resultados quelevariam a que, dentro de um ano, ou seja, jáem 2013, estivesse concluído o processo derecuperação e desenvolvimento da produçãoindustrial nacional, assim como a reaquisiçãoda competitividade perdida, em particular nasactividades onde o país possua as matérias-primas, a experiência e a possibilidade derecuperação das infra-estruturas.Neste quadro, eram apontadas comoconquistas deste Plano, entre muitas outras,um crescimento da participação da indústriatransformadora no PIB, na ordem dos 12%em 2013 - o que di
cilmente acontecerá seconsiderarmos que o projectado no OGE paraeste ano é um incremento de 7,3%, e a criaçãode mais de 70 mil postos de trabalho directos nosector industrial no próximo ano, o que tambémse reverte de uma quase impossibilidade, namedida em que entre 2009 e 2011 apenas foramcriados cerca de 21 mil empregos.É verdade que o país não tem estadoparado, e que só o ano passado, e ao nível dainiciativa privada, foram criadas 210 novasunidades produtivas, fazendo com que aindústria transformadora nacional tenha emfuncionamento, actualmente, cerca de 750empresas privadas, com destaque para osector alimentar e de bebidas. Mas também éverdade que estes números são ín
mos paraas necessidades e aspirações do país e dosangolanos.Podemos dizer que houve algum excessode optimismo, o qual parece ser já umacaracterística do nosso povo, e que a crise
nanceira internacional acabou por ter tambémum impacto relevante na não concretizaçãodos objectivos, mas também temos queadmitir que este processo de industrializaçãoé nossa responsabilidade e que, para que eleganhe forma e força, e consigamos chegar aoinício de 2013 o mais próximos possível dasmetas traçadas, temos que ser, entre outrascoisas, competentes, rigorosos, trabalhadores,empenhados, saber estabelecer prioridades,saber
scalizar e acompanhar os projectos,apostar na formação e na aquisição de know-how. Talvez assim ainda consigamos ir a tempode alcançar a nossa meta.
 Ainda vamosa tempo?
 
Propriedade
Edicenter Publicações, LdaGrupo Executive
Director
Helena Rodrigo Costa
Editor
Sebastião Vemba
Sub-Editor
Edjaíl dos Santos
Coordenação
Maria de Sousa Martins
Copy Desk
Galiano Cahombo
Redacção
Daniel Zombo, José Maurício,Quingila Hebo
Colaboradores
 José Matos, Justino Pinto de Andrade,Nuno Fernandes, Sérgio PiçarraCIAO
Fotografia
António Bernardo, Bruno Miguel,Cláudio Rafael
Design
Miguel Ramos – Executive CenterIona - Comunicação e Marketing, Lda
Paginação
António Vemba, Susana CarvalhoTeresa Campos
Capa
António Vemba
Publicidade
Maria Martins
Secretariado
Aida Chimene, Maúda Bandeira
Redacção
Edifício Executive CenterBairro Talatona - Zona CS1-Luanda - AngolaTel.: (244) 222 006 029Fax: (244) 222 006 032geral@economiaemercado.com
Administração e Publicidade
Edifício Executive CenterBairro Talatona - Zona CS1-Luanda - AngolaTel. (244) 222 011 866 / 867Fax: (244) 222 006 032edicenterlda@gmail.com
Delegação em Lisboa
Iona - Comunicação e Marketing, LdaRua Filipe Folque, 10 J - 2º Dir.1050-113 LisboaTel. (351) 213 813 566/7/8Fax: (351) 213 813 569iona@iona.pt
Impressão e Acabamento (Angola)
Damer Gráficas, SA – Luanda - Angola
Distribuição Luanda
GreenLine – info@greenline.co.ao(244) 926 611 957 / 928 577 268
Tiragem
5.000 exemplares
Angola - Registo Nº
249/B/99
Economia
Mercado
Helena Rodrigo Costa
 
helenacosta.economiaemercado@gmail.com
Eram apontadas como conquistasdeste Plano, entre muitas outras, umcrescimento da participação da indústriatransformadora no PIB, na ordem dos12% em 2013 - o que dificilmenteacontecerá se considerarmos que oprojectado no OGE para este ano éum incremento de 7,3%, e a criaçãode mais de 70 mil postos de trabalhodirectos no sector industrial no próximoano, o que também se reverte de umaquase impossibilidade.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->