Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Google Educacional

Google Educacional

Ratings: (0)|Views: 742 |Likes:
Published by Lauro Martins

More info:

Published by: Lauro Martins on Feb 03, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/27/2012

pdf

text

original

 
Lauro MartinsJoão Batista Bottentuit Junior, Clara Pereira Coutinho, Eliana Santana Lisbôa
Google Educacional: Utilizando Ferramentas Web 2.0 em Sala de Aula
A esta ficha de leitura subjaz o artigo Google Educacional: Utilizando Ferramentas Web 2.0 emSala de Aula, da autoria de João Battista Bottentuit Junior, Clara Pereira Coutinho e ElianaSantana Lisbôa, publicado em 2011 na Revista EducaOnline. Neste texto, os autores têm comoobjetivo dar a conhecer o contributo da empresa Google ao nível das ferramentas compotencialidades em contexto educativo. Na primeira parte da estrutura do artigo, é feita umaintrodução que faz referência ao surgimento da Web 2.0 e à forma como modificou a posturafuncional do utilizador. Na segunda parte, são apresentadas as ferramentas da Google compotencial educativo. Nas considerações finais, os autores apontam para o benefícioeducacional destas diversas ferramentas, já que tornam o processo ensino-aprendizagem maisatrativo para os jovens que nasceram e cresceram rodeados pelas tecnologias e,concomitantemente, contribuem para o aperfeiçoamento da sua dimensão humana.A Web 2.0 veio revolucionar a atitude do utilizador perante a informação. Se numa primeirafase, era um mero consumidor do que era disponibilizado online, numa segunda, passou aprodutor e participante ativo na construção das informações e conteúdos disponibilizados narede. E esta revolução tornou-se possível graças ao desenvolvimento de diversos aplicativosque facilitaram a práxis de criação e gestão de espaços virtuais, contribuindo para a suademocraticidade já que permite a qualquer pessoa mostrar ao mundo o que deseja divulgar.Esta nova era, que surgiu com o advento da Web 2.0, foi indelevelmente influenciada pelaGoogle através das suas ferramentas de inúmeras funcionalidades.Os autores relevam o facto de a Google ter sido no passado um simples motor de busca para,na atualidade, se ter transformado numa empresa gigante que fornece um conjunto deferramentas e serviços que permitem à educação a exploração de cenários para odesenvolvimento de experiências e desafios. Esta empresa, de facto, tem-se implantado nomercado, renovando-se e inovando, desenvolvendo novas funcionalidades, muito úteis emcontexto educativo. Os aplicativos desenvolvidos permitem aos utilizadores odesenvolvimento de várias competências, e.g. a escrita online (pessoal ou colaborativa), oestímulo visual através de imagens e o auditivo através da gravação e reprodução de arquivosem formato de som. A diversidade de ferramentas disponibilizada é tão grande que permiteaos cibernautas realizarem todas as atividades de criação, edição, gravação, divulgação earmazenamento de dados a partir da Web. Todas estas funcionalidades exploradas pelacriatividade de um docente poderão potenciar estratégias didáticas em sala de aula.É, pois, o propósito dos autores apresentar e caracterizar sucintamente as ferramentasdisponibilizadas pela Google, apresentando, também, algumas sugestões de aplicação emcontexto educativo, com o fim de sensibilizar professores das potencialidades educativas queelas oferecem e que muitas vezes são desconhecidas. Acreditam eles, que o uso destesaplicativos pode promover o desenvolvimento de competências e habilidades indispensáveis
 
ao novo modelo social em que vivemos onde a informação, a criatividade, a colaboração têmum valor acrescido.Nesta circunstância, Bottentuit, Coutinho e Lisbôa referem, posteriormente, as ferramentascom potencial educativo disponibilizadas pela Google que, na sua perspetiva, em sala de aula,podem ser instrumentos para desenvolver habilidades importantes como, por exemplo, odesenvolvimento da escrita, a capacidade de aprender a aprender através do manancial defontes online, a capacidade de interagir com ambientes interativos e colaborativos e outras.Referem, em primeiro lugar, o Motor de Busca da Google, que pode ser utilizado para apesquisa imediata de uma infinidade de textos, imagens, e recursos em múltiplos formatos.Em contexto educativo esta ferramenta poderá ser usada de forma diversificada, ou seja,como complemento às atividades letivas, bem como fonte de pesquisa para trabalhos eresolução de exercícios, em que o professor não deixe cair os alunos na tentação do copiar ecolar, mas incentive à criação e reflexão das informações consultadas. Em segundo lugar,fazem referência ao Google Académico, que fornece uma maneira simples de pesquisarliteratura académica de forma abrangente, ou seja, artigos, livros, citações e referênciasacadémicas.As redes sociais virtuais, como falam os autores, ganharam corpo e amplitude com oadvento da internet e da Web 2.0, contribuindo nitidamente para enriquecer o ciberespaçoem simultaneidade com uma maior difusão da informação. Acrescem a ideia, de estas seintegrarem na categoria de ferramentas da Web 2.0 por agregarem um universo de pessoasque partilham os mesmos interesses ou afinidades e que usam o espaço virtual para comunicare interagir. Fazem assim referência à rede social Orkut, filiada na Google, criada em Janeiro de2004, com o objetivo de fazer com que os seus membros criassem novas amizades emantivessem relacionamentos, procurando estabelecer um círculo social. Neste ambiente, emque os jovens assumem presença maioritária, o professor poderá atrair a atenção dos alunospara os objetivos educacionais que se pretende atingir. Poderá, por exemplo, construir acomunidade da sua disciplina e estimular a discussão, realizar pequenos inquéritos online,recolher opiniões, realizar análise de ideias e outras coisas mais.No encadeamento do artigo, é feita referência a ferramentas de localização geográfica, queem ambiente escolar poderão constituir-se grandes aliados dos alunos e professores, emespecial na disciplina de Geografia. A este nível é oferecido o Google Maps e a Google Earth. Aprimeira, é uma tecnologia e um serviço de mapeamento e cartografia na Web, que permite alocalização de cidades, ruas e diferentes pontos geográficos e a segunda, é uma ferramentaque permite a visualização de imagens de satélite de muitas cidades do planeta, incluindoestradas, estações de metro e outras.Posteriormente, os autores referem-se a ferramentas de tradução, destacando o GoogleTradutor, ferramenta de tradução que permite a realização de conversões de texto online, ouseja, pode-se fazer a tradução de diversos conteúdos de forma imediata para diversos idiomas,permitindo uma maior democratização da informação, já que qualquer pessoa pode aceder aqualquer conteúdo disponível no ciberespaço independentemente do idioma. No processo
 
ensino-aprendizagem esta ferramenta poderá ser útil para as disciplinas de línguasestrangeiras e poderá ser utilizada para tradução de textos e ampliação do vocabulário.As ferramentas de colaboração e escrita colaborativa são relevadas pelo autores, uma vez queesses ambientes primam por uma aprendizagem que tem como lema o aprender fazendoem que o contributo e colaboração dos cibernautas constituem uma mais-valia na construçãodo conhecimento. O importante é o facto de o produto final ser o contributo de constantesanálises reflexivas e reorganização do pensamento, em que a descoberta e a mutaçãocontínuas subjazem ao ato interventivo do utilizador. Bottentuit, Coutinho e Lisbôa realçam aposição de Vygostky, que diz que o ser humano aprende em constante interação com o meiosocial. Deste modo. O Blogger e o Google Docs são destacados como ferramentas modelaresna interação e colaboração dos utilizadores.A primeira, é uma das ferramentas da Web 2.0 mais conhecida e utilizada em contextoeducativo, e caracteriza-se por ser uma página Web que se pressupõe ser atualizada comfrequência, através da colocação de mensagens (posts) constituídas por imagens e/outextos. Esta ferramenta costuma ter sucesso junto à comunidade escolar e é ideal porquepermite a discussão e troca de ideias na rede e a criação de comunidades de interesses emtorno de diversos temas. Outros defendem que a construção de blogs encoraja odesenvolvimento do pensamento crítico e oferece aos alunos a oportunidade de confrontaremas suas ideias num plano social, participando na construção social do conhecimento. Osautores deste artigo advogam a favor do enorme potencial educativo desta ferramenta, já quetambém são versáteis em termos de exploração pedagógica, fáceis de conceber e atualizar. Asegunda, o Google Docs, é uma ferramenta que possui múltiplas possibilidades de uso quer anível pessoal quer pedagógico, ou seja, o autor pode controlar a partilha dos documentos comoutros utilizadores, permitindo ou não, a sua visualização ou edição. Os documentos aí criadosficam online e nem o autor nem os colaboradores necessitam de descarregá-los no seucomputador.O princípio do trabalho colaborativo subjaz a esta ferramenta, uma vez que o utilizador poderácompartilhar o seu trabalho com outros colegas e a construção de um mesmo texto com aparticipação de outras pessoas geograficamente dispersas.O Google Sites é referido como um editor de texto gratuito disponibilizado pela Google para acriação rápida de sites sem necessidade de grandes conhecimentos técnicos, e permite queprofessores e alunos procedam à criação de páginas Web, adicionando conteúdo, anexos emédia a partir de serviços da própria Google, incluindo o Picasa, o Youtube, o Google Docs emuitos outros. Os alunos podem utilizar este editor de sites para criar o seu próprio sitepessoal com currículo, atividades realizadas, produções, áreas e assuntos de interesse entremuitas possibilidades.As ferramentas de vídeo digital online são também realçadas pelos autores pelo sucesso quetêm na internet, pois permitem a veiculação de uma série de conteúdos produzidos peloseducadores e até mesmo pelos alunos. O vídeo é sensorial, visual, falado, escrito, musical, edaí a sua força. Destaca-se o You Tube, que é mais uma das ferramentas da Google quepermite aos utilizadores o envio, publicação e visualização de videos. Em contexto educativo,esta ferramenta poderá ser usada sob duas perspetivas: i) o professor poderá utilizar os vídeos

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->