Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
124Activity

Table Of Contents

0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Fibras Ópticas

Fibras Ópticas

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 12,046|Likes:

More info:

Published by: FRANCISCO LAILTON LIMA CUNHA on Nov 20, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

 
FIBRA ÓPTICA 
Allison BastosCésar Henrique de Oliveira PereiraEduardo Assis RochaJacqueline dos Santos Marques FreitasJoão Paulo Alves dos SantosLuiz Carlos CamposMonografia da Disciplina Princípios de Telecomunicaçõesdo Programa de Engenharia de Telecomunicações, orientadaPelo Prof. M. Sc. Paulo Tibúrcio PereiraUNIBHBelo Horizonte2004CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTEDEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES
 
ÍNDICE
Pagina1.0 Introdução52.0 História62.1 História da Fibra Óptica Mundial62.2 História da Fibra Óptica no Brasil113.0 Regulamentação133.1 Normas Técnicas133.1.1 Normas para Cabeamento EstruturadosFibra Óptica134.0 Introdução sobre ondas144.1 Reflexão e Refração144.2 Lei de Snell164.3 Estrutura da fibra óptica224.4 Tipos de fibra Óptica244.4.1 Fibras Multimodo (MMF Multimode Fiber)244.4.1.1 Multimodo de Índice Degrau254.4.1.2 Multimodo de Índice Gradual264.4.2 Fibras Monomodo (SMF Single Mode Fiber)274.2 Reflexão Interna Total285.0Fabricação da Fibra Óptica315.1.1 - Fabricação de uma preforma de vidro325.1.1.1 PVCD (Plasma Chemical VapourDeposition)335.1.1.2 OVD (Outside Vapour Deposition) 345.1.1.3 VAD (Vapour Axial Deposition)355.1.2 Puxamento de uma preforma em uma torrede puxamento365.1.3 Testes das fibras puxadas386.0Emendas Ópticas396.1 Processo de Emenda406.1.1 Limpeza406.1.2 Decapagem406.1.3 Clivagem406.2 Atenuações em Emendas Ópticas416.2.1 Fatores Intrínsecos416.2.2 Fatores Extrínsecos426.2.3 Fatores Refletores426.3Tipos de Emendas Ópticas426.3.1 Emenda por Fusão436.4 Emenda Óptica Mecânica44
2
 
6.5 Emenda Óptica por Conectorização456.6 Perdas por Atenuações466.6.1 Emendas Ópticas466.6.2 Conectores477.0Atenuação477.1 Absorção487.1.1 Absorção material487.1.2 Absorção do íon OH¯497.1.3 Absorção Mecânica497.2 Espalhamento517.3 Propriedades das Fibras Óticas527.3.1 Imunidade a Interferências527.3.2 Ausência de diafonia527.3.3 Isolação elétrica537.4 Dispersão537.4.1 Dispersão Modal537.4.2 Disperção Cromática547.4.2.1 Disperção Material547.4.2.2 Disperção de guia de onda558.0As Vantagens da utilização de Fibras Ópticas558.1 Banda passante potencialmente enorme568.2 Perda de transmissão muito baixa578.3 Imunidade a interferências e ao ruído588.4 Isolação elétrica598.5 Pequeno tamanho e peso598.6 Segurança da informação e do sistema608.7 Custos potencialmente baixos618.8 Alta resistência a agentes químicos evariações de temperatura619.0Desvantagens629.1 Fragilidade das fibras ópticas semencapsulamentos629.2 Dificuldade de conexão das fibras ópticas629.3 Acopladores tipo T com perdas muito altas629.4 Impossibilidade de alimentação remota derepetidores629.5 Falta de padronização dos componentesópticos6310.Aplicações da Fibra Óptica6310.1 Fibras Ópticas na Instrumentação6310.1.1 Sensores6310.1.2 Emprego de Fibras Ópticas na construção 64
3

Activity (124)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Davi Vagner liked this
Denise Cardoso liked this
Bruno Shiro liked this
Bruno Shiro liked this
Laay Araújo liked this
Tassio Domingos liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->