Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
21Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A significação na arte

A significação na arte

Ratings: (0)|Views: 2,313 |Likes:

More info:

Published by: livro_artigo_caderno on Feb 25, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/21/2013

pdf

text

original

 
36
Norte.Olívia
Niemeyer,2008.
"'----'0:
S
:::J
Ü
f=
o:
Ci:
o
.<t
~
8
1
o:
W
>-
ur
2
w
Z
<t
s
'::J
o
~~
t
(li
<t
~
li:
o
o
o
serhumanoescontinuamenteatribuindosignificadosaomundo.Aessaatividadedamosonomegenéricode
leitura.
Portanto,nãolemosapenasostextosescritos,maslemosigualmenteoutrostiposdetextos,overbais,aos
quais
tambématribuimossignificados.Jávimosqueaarteseconstituiemumtextomuitoespecial,poisaatribuiçãodesignificadosestápresaasuaformasensíveldeapresentãoeéinseparáveldela.ParafazeraleituradaobradeOliviaNiemeyer,emprimeirolugar,vamossituarsuaproposta.Elaéumaobras-modernista,poisaartistaseapropriadeoutrasobrasparacomporasuaapartirdeumaóticacontemporânea.Usa,também,riascnicas:a
monotípia,
odesenho,apintura.Alémdisso,utilizaprocedimentoscomoa
frottage
1,
a
sobreposíçâo,
arasura.
1
TécnicaartísticacriadapelosurrealistaMaxErnst.Consisteemfriccionargrafiteoucaro sobreumpapelouumatela,apoiadoaumasuperfície,afimdetransferirasuatexturapara opapelouatela.
427
 
Em
Norte,
quefazpartedeurnasériedepinturas,aartistatrabalhabasicamentecomquatrocores.Predominantementebege,oplanoédivididoporurnalargafaixavermelhacentralqueformaurnadiagonalquedescedoladodireitosuperioraocantoesquerdoinferior.Nessafaixa,vemosodesenhodeurnabailarinaeofragmentodeurnaoutra,deDegas,pintorimpressionistafrancês,eurnafraseescrita.Nasduaslaterais,invadindoafaixavermelhadoladoesquerdo,encontramosimagenscarimbadasdacabeçadeVênus,dapinturarenascentistaO
nascimentodeVênus,
doartistaitalianoBotticelli,eacabeçade
Amoçacom
o
brincodepérola,
pintadaem1665pelopintorholandêsVermeer.Aartistaselecionou,
recortou
eintegrouasimagensemumnovodiscurso,queusaarepetãoparacriarurnapadronagemúnica.Asreferênciasaváriasobrasimportantesdahistóriadaarteestabelecemumdiálogocomopassado:obras,artistas,estilos,técnicasemateriais.Arevisitaçãodessasobrasnosdáachaveparadecifrarumdeseussignificados:ahistóriadaarte-atradiçãopictóricadoOcidente-équeestabeleceo
norte,
ouseja,ocaminho,aorientação,paraaproduçãoartisticaatual.
QUEM
É?OlíviaNiemeyernasceuem1943,noRiodeJaneiro. FormadaemnguaeCivilizaçãoFrancesa,atual-mentefazdoutoradoemLinguísticaAplicada, naUnicamp.SeuinteressepelasArtesVisuais foidespertadoporumavisitaaoateliêdeVeraFerro,comquemtrabalhoudurantequatroanos.Posteriormente,foiorientadapordiversosartistas:NairKremer,Carlos
Fajardo,
lviaMatos,AlbanoAfonso.Emzooz.juntou-seaogrupoAntropoantro, deCampinas(SP).Desde1997temparticipadodeexposiçõesindividuaisecoletivasemSãoPaulo, Campinas,RibeirãoPretoePiracicaba,noestadodeoPaulo.
D
Aespecificidadedainformaçãoestética
TeixeiraCoelhoNetto,aodiscutirainformaçãoestética,comparando-a
à
semântica,levantaaspec-tosmuitointeressantes.'Ainformaçãoestética,aocóntráriodainforma- çãosemântica,nãoénecessariamentelógica.Elapodeounãoterumalógicasemelhante
à
dosensocomumou
à
daciência.Elatambémnãoprecisateramplacirculação,istoé,nãohánecessidadedequeumpúbliconumerosotenhaacessoaela.Ainforma-çãoestéticacontinuaaexistirmesmodentrodeumsistemadecomunicaçãorestrito,atéinterpessoal,oumesmoquandonãohánenhumreceptoraptoaacolhê-Ia.Sabemosqueissoaconteceuimerasvezes.Porexemplo,ainformaçãoesticacontida numateladeVanGoghpermaneceulá,emboraemsuaépocapoucospudessementendê-Ia.Outracaractesticadainformaçãoestéticaqueadiferen-ciadainformaçãosemânticaéofatodenãosertra-duvelemoutraslinguagens.Quandodizemos"Otempohojeestáruim",podemostraduzirainfor-maçãosemânticacontidanessafraseparaqual-queroutralíngua,semperdadainformaçãoorigi-nal.Noentanto,quandovemosumacenadetemporuimnumfilme,observamosaqualidadedacor,aforçadovento,dachuvaoudaneve,avegetação,osruídosouosilêncio,anévoa,aqualidadedaluzeinúmerosoutrosdetalhesquenossãomostradospelascâmerasequenoscausamumdeterminadosentimento.Essainformaçãoestéticanãopodesertraduzidanemparaalinguagemverbalnemparaqualqueroutrasemsermutilada,istoé,semperderpartedesuasignificão.Ainformaçãoestéticaapresenta,ainda,um outroaspectodistintivo,queéofatodenãoseresgotávelnumaúnicaleitura.Porexemplo:ainfor-maçãosobreotemporuimsómecontaalgodenovonaprimeiravezemquefordada.Elaseesgota.Ainformaçãoestéticacontidaemumaobradearte,noentanto,podeserlidadeváriasmaneirasporpessoasdiferentesouporumamesmapessoa.Naprimeiravezquelemosumlivroououvimosumamúsica,recebemoscertaquantidadedeinfor- mações;numasegundaleituraouaudição,pode-mosreceberoutrasinformões;anosmaistarde,aindaoutras.Essacaracterísticadeinesgotabili-dadepermitequeasobrasdeartenãoenvelhe-çamnemsetornemultrapassadas.Aobradearte
2
NETTO,JoTeixeiraCoelho.
Introduçãoàteoriadainformaçãoestética.
Petrópolis:Vozes,1973. p.9-16.
Unidade7
Estética
 
éaberta,nosentidodequeelaprópriainstauraumuniversobastanteamplodesignificaçõesquevão sendocaptadas,dependendodadisponibilidade dosreceptores.'
fJ
A
forma
RomanJakobson,conhecidolinguista,definiu algumascaractesticasdafunçãopoéticadalin- guagemeamplioumuitoanoçãodopoético.Com ele,afunçãopoéticaganhaumadimensãoestica, podendoseraplicadaàsoutrasformasartísticas alémdapoesia."
Afunçãopoética:atransgressãododigo
Afunçãopoéticadalinguagem,segundoJakobson, caracteriza-seporestarcentradasobreaprópriamen- sagem,istoé,porchamaraatençãosobreaformadeestruturaçãoedecomposiçãodamensagem.Afunçãopoéticapodeestarpresentetantonumapro-paganda,num
outdoor,
quantonumapoesia,numa músicaouemqualqueroutrotipodeobradearte. Mascomosechamaaatençãoparaaprópriamensagem?Comovimos,nointeressenaturalista pelaarte,aatençãodoespectadornãosedetémna obra,namensagem,maséremetidaparaocontexto foradaobra.NaclassificãodeJakobson,afuão presenteseriaa
referencial,
centradaexatamentenocontextoexternoàobra.Aestruturaçãodaobra,a suaorganizaçãointerna,nãochamanossaatenção.Paraqueissoaconteça,énecessáriosairdohabi- tual,daquiloaqueestamosacostumadoseque,porissomesmo,nempercebemosmais,Issoimplica transgredirodigoconsagrado.Quandoocódigoéusadodemaneiraincomum,a formadeapresentaçãodamensagemchamanossa atençãopelasuaforçapoética.Issoficabastanteclaroempoesia.Aspalavrasdequenosutilizamosparaescreverumpoemaouparanoscomunicar- mosnodiaadiasãofundamentalmenteasmesmas.Nafaladiária,noentanto,oprestamosatenção
à
formadaspalavras,porqueoquenosinteressa paraqueacomunicaçãoseefetiveéoseuconteúdosemântico.Apoesia,aocontrário,chamanossa atençãoparaessaforma.Vamosexaminarumtre-chodopoemadeCarlosDrummonddeAndrade,
Esboçodefigura:
AntonioCandidoouAntoniolúcido,límpido Queconheceepraticaaforçaimponderáveldaintuição?Quefundaojuízocríticonogosto -ogostoqueemvãosetentaanular,epermanece, Mesmonegadoeignorado,salda
percepção?'
TiraPepêeJota,deWalterKostner.Estahistória emquadrinhosquebra odigoconsagrado:odesenhooescontidopelo"quadro".Aocontrio, amanipulaçãodeseuslimitespelopersonagem
é
oquecriaohumor.
3
ECO,Umberto.
Obraaberta.
oPaulo:Perspectiva,2000.
4
JAKOBSON.Roman.
Éssaisdelinguistiquegénérale.
Paris:Minuit,1963.p.209-248.(Traduçãonossa).
5
ANDRADE,CarlosDrummondde.
Amar
se
aprendeamando.
6.ed.RiodeJaneiro:Record,1986.p.47.
Aslgnlflcaçâo
naarte
Catulo36
lJ......__

Activity (21)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Wanderson Gomes added this note
Obrigado ao scrid, por nos apresntar esse conteúdo sobre A significação na Arte, esta mesmo precisando muito dele....
Daniel Leiria liked this
Caroline Franco liked this
Silvania Becker liked this
Zezé Carvalho liked this
Bruna Seabra liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->