Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
36Activity
P. 1
Paul Tournier - Culpa e Graça

Paul Tournier - Culpa e Graça

Ratings:

4.75

(4)
|Views: 6,171 |Likes:
Published by Riva Moutinho
"Minha irmã é tão categórica em suas opiniões", disse-me uma senhora, "que me sinto
sempre um pouco culpada se não concordar com ela." E uma outra: "Eu chego a evitar
visitas á minha irmã, porque no momento em que quero ir embora, ela diz; 'Como? Já
vai?', com um tom de reprovação que até me faz sentir culpada."
Todos somos constantemente cercados de críticas, às vezes mordazes e francas, às vezes
silenciosas, mas nem por isso menos doloridas. Ficamos aprisionados em um implacável
círculo vicioso: toda censura suscita um sentimento de culpa, tanto no crítico quanto no
criticado, e cada um procura livrar-se como pode do sentimento de culpa.
A culpabilidade está ligada ao relacionamento com os outros, às críticas alheias, ao
desprezo social e ao sentimento de inferioridade. Neste livro o autor aborda as várias
dimensões da culpa e o eficiente caminho para a cura.
PAUL TOURNIER, um psiquiatra suíço eminente, começou sua vida profissional como
médico em Genebra em 1928. Sua preocupação com a medicina integral o levou à prática
da psicoterapia.
"Minha irmã é tão categórica em suas opiniões", disse-me uma senhora, "que me sinto
sempre um pouco culpada se não concordar com ela." E uma outra: "Eu chego a evitar
visitas á minha irmã, porque no momento em que quero ir embora, ela diz; 'Como? Já
vai?', com um tom de reprovação que até me faz sentir culpada."
Todos somos constantemente cercados de críticas, às vezes mordazes e francas, às vezes
silenciosas, mas nem por isso menos doloridas. Ficamos aprisionados em um implacável
círculo vicioso: toda censura suscita um sentimento de culpa, tanto no crítico quanto no
criticado, e cada um procura livrar-se como pode do sentimento de culpa.
A culpabilidade está ligada ao relacionamento com os outros, às críticas alheias, ao
desprezo social e ao sentimento de inferioridade. Neste livro o autor aborda as várias
dimensões da culpa e o eficiente caminho para a cura.
PAUL TOURNIER, um psiquiatra suíço eminente, começou sua vida profissional como
médico em Genebra em 1928. Sua preocupação com a medicina integral o levou à prática
da psicoterapia.

More info:

Published by: Riva Moutinho on Dec 08, 2007
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/11/2014

pdf

text

original

 
 
CCuullppaaeeGGrraaççaa 
Uma Análise do Sentimento de Culpa e o Ensino do Evangelho
Paul Tournier
Título original: Vraie ou Fausse CulpabilitéTradução: Rute Silveira EismannISBN 85-7055-006-5Aliança Bíblica Universitária do Brasil, 1985Esta edição em português não inclui os três últimos capítulos dooriginal, que foram omitidos com autorização de Delachaux & NiestléS.A. ÉditeursDigitalização: Fabrício Valadão Batistoni
WWW
.
PORTALDETONANDO
.
COM
.
BR
 / 
FORUMNOVO
 /  
 
"Minha irmã é tão categórica em suas opiniões", disse-me uma senhora, "que me sintosempre um pouco culpada se não concordar com ela." E uma outra: "Eu chego a evitarvisitas á minha irmã, porque no momento em que quero ir embora, ela diz; 'Como? Jávai?', com um tom de reprovação que até me faz sentir culpada."
 
Todos somos constantemente cercados de críticas, às vezes mordazes e francas, às vezessilenciosas, mas nem por isso menos doloridas. Ficamos aprisionados em um implacávelcírculo vicioso: toda censura suscita um sentimento de culpa, tanto no crítico quanto nocriticado, e cada um procura livrar-se como pode do sentimento de culpa.
 
A culpabilidade está ligada ao relacionamento com os outros, às críticas alheias, aodesprezo social e ao sentimento de inferioridade. Neste livro o autor aborda as váriasdimensões da culpa e o eficiente caminho para a cura.
 
PAUL TOURNIER, um psiquiatra suíço eminente, começou sua vida profissional comomédico em Genebra em 1928. Sua preocupação com a medicina integral o levou à práticada psicoterapia.
Sumário
 
1. INFERIORIDADE E CULPA 
 
2. SUGESTÃO SOCIAL 
 
3. QUESTÕES DE TEMPO 
 
4. PROBLEMAS QUE O DINHEIRO TRAZ 
 
5. NOSSO MUNDO INTERIOR 
 
6. NOSSA AÇÃO EXTERNA 
 
7. VERDADEIRA OU FALSA CULPA 
 
8. TODOS FAZEM ACUSAÇÕES 
 
9. TODOS SE DEFENDEM 
 
10. A UNIDADE DA CULPA 
 
11. O JULGAMENTO É DESTRUTIVO 
 
12. O MÉDICO NÃO JULGA 
 
13. A DEFESA DOS DESPREZADOS 
 
14. A LIBERTAÇÃO DOS TABUS 
 
15. PSICANÁLISE E CULPA 
 
16. A REPRESSÃO DA CONSCIÊNCIA 
 
17. O DESPERTAR DA CULPA 
 
18. A CONDIÇÃO HUMANA 
 
19. INSPIRAÇÃO DIVINA 
 
20. TUDO DEVE SER PAGO 
 
21. FOI DEUS QUEM PAGOU 
 
REFERÊNCIAS 
 
 
Primeira Parte
 
Dimensão
 
DaCulpa
1.
INFERIORIDADE E CULPA 
Este livro segue-se a
 Bible et Médecine,
que publiquei em 1951. Comefeito, estes dois livros foram escritos depois de alguns estudos que apresenteinas "Semanas Médicas" em Bossey. No caso de
 Bible et Médecine
agrupeidiversos assuntos tratados ao longo de muitos anos; o presente livro, porém,relaciona-se inteiramente com os estudos feitos em Bossey, no ano de 1957.A reunião era consagrada ao problema da culpa e seu papel na medicina.Propusera-me a pesquisar diariamente, nas Escrituras, material apropriado paraguiar os nossos debates.
 
O leitor não encontrará neste livro uma prestação de contas do encontroem Bossey, pois está faltando o principal: os trabalhos clínicos. Para osmédicos, o importante é a observação dos pacientes. Foi a observação dospacientes que nos orientou inteiramente nesta
medicina integral,
quer dizer,uma medicina que leva em consideração todos os fatores que entram em jogoem uma doença e na sua cura.
 
O sentimento de culpa é um desses fatores, e não é dos menores. Bastalembrar um caso muito simples: a insônia devido ao remorso. Pode-se e deve-se curar tal problema com a prescrição de um sonífero. Mas restringir-se a issoserá praticar uma medicina muito superficial. Um
médico
conscienciosoprocura sempre atacar a causa da doença e não somente atenuar os sintomasaparentes.
 
Bem mais numerosos e muito mais complexos são os casos em que aculpa tem um papel patogênico e onde a sua solução contribui para a cura.Todos os trabalhos destes últimos anos, sejam de psicanalistas ou de escolaspsicossomáticas, ampliaram, constantemente, a nossa visão neste sentido. Foi

Activity (36)

You've already reviewed this. Edit your review.
sandui1 liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Neuber Lourenço liked this
Antonio Junior liked this
Wagner Demez liked this
Cely Dias liked this
Sandra Grothe liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->