Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
140Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Manutenção Corretiva

Manutenção Corretiva

Ratings:

4.0

(2)
|Views: 25,173 |Likes:
Published by tokafita

More info:

Published by: tokafita on Nov 29, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/13/2013

pdf

text

original

 
G
ERENCIAMENTO DEMANUTENÇÃO DEEQUIPAMENTOSHOSPITALARES
53
ste capítulo se propõe explicar os passos que devem ser seguidos quandoum serviço de manutenção corretiva é solicitado por um usuário do equi-pamento. É importante dizer que a filosofia usada para a elaboração daseqüência de atividades para manutenção corretiva, explicada abaixo, deve serutilizada para a elaboração de outras seqüências de atividades, ou seja, paramanutenção preventiva, instalação e aquisição de equipamentos ou peças dereposição. A elaboração da uma seqüência de atividades para cada serviço a serexecutado define a tarefa a ser realizada e a pessoa encarregada da execução.Esse procedimento reduz uma série de problemas que podem ocorrer em casode discussões dentro do grupo sobre a pessoa que deveria ter executado umdeterminado trabalho e não o fez.A seguir, mostramos uma série de fluxogramas que apresentam a maioriadas atividades a serem executadas pela manutenção. A explicação desses flu-xogramas é feita sob forma de rotina de manutenção corretiva e sub-rotinas deserviço terceirizado, orçamento e garantia. A sugestão dada aqui é que essesfluxogramas sirvam para a definição das várias atividades que compõem umprograma de manutenção corretiva, assim como de guia para a elaboração dosfluxogramas específicos para cada equipe de manutenção a ser montada. Lem-bramos que essa forma seqüencial de apresentação é bastante utilizada empalestras de treinamento dos técnicos, assim como para explicar à administra-ção o modo de funcionamento do departamento de manutenção.
R
OTINA DEMANUTENÇÃO CORRETIVA
1
. A solicitação de manutenção de um determinado equipamento pode ser feitaatravés de telefone, envio de OS, entrega pelo próprio usuário, entrega peloserviço de patrimônio do EAS (utilizado principalmente em serviços públicos)e notificação a qualquer técnico do grupo que ocasionalmente esteja próximo
MANUTENÇÃO CORRETIVA
E
 
ao equipamento. É necessário cuidado para o gerenciamento de ordens deserviços geradas por telefone. Por exemplo, o pessoal do grupo de manutençãoemite uma OS quando recebe a chamada telefônica do usuário e este, por suavez, também expede outra OS. Esse fato pode duplicar documentos e criarconfusões para o controle mensal de serviços executados. Para evitar esse tipode transtorno, o grupo de manutenção deve elaborar um protocolo que auto-rize somente o usuário a emitir uma OS ou pedir ao usuário para não expedirOS em solicitações de serviço por telefone. Entretanto, para agilização doatendimento ao usuário, em nenhuma hipótese o grupo deve aguardar a che-gada da OS a suas mãos. O serviço deve ser realizado assim que o técnico estiverdisponível.
2
. Qualquer que seja a forma da solicitação, a abertura de uma ordem de servi-ço deve ser feita de imediato. Existem grupos de manutenção que deixam umbloco de OS em cada departamento do EAS para ser preenchida pelo própriousuário. Outros grupos, com maiores recursos computacionais, já possuemtodos os equipamentos do EAS cadastrados em arquivos digitais e simplesmen-te providenciam junto ao solicitante o código do equipamento ou seu númerode série, o nome do solicitante, o departamento e a causa da solicitação de con-serto. Os técnicos do grupo devem ser sempre notificados de que equipamen-tos consertados sem abertura de OS não serão computados nem para o técnico,nem para o departamento, caindo assim a produtividade de ambos.
3
. Em princípio, a OS deve ser encaminhada ao responsável pelo grupo, quedeve verificar imediatamente se o equipamento está dentro do período de
garantia de aquisição
ou
garantia de serviço
(informação contida no Formu-lário para Histórico de Equipamento – vide página 61). Se o equipamento esti-ver em garantia, a rotina a ser adotada é a explicada na
sub-rotina de garan-tia.
Antes de enviar o equipamento a uma empresa ou representante técnico, éimportante que o técnico tente identificar a causa da falha do equipamento,independentemente do defeito acusado na OS pelo usuário. A identificação dacausa será registrada tanto no Formulário para Histórico de Equipamento quan-to na Ficha Para Controle de Serviços Externos(vide página 66).
4
. Para equipamentos sob contrato de manutenção (informação contida noFormulário para Histórico de Equipamento – vide página 61), é necessário queo responsável verifique o tipo de contrato efetuado para o equipamento emquestão. Se for contrato de manutenção por período determinado (vide itemsobre definição do tipo de contrato na página 18), deve então solicitar a pre-sença do técnico ou enviar o equipamento para as oficinas da empresa pres-tadora de serviço. Neste caso, o procedimento a ser adotado será o mesmodescrito no item “B” da sub-rotina de serviços terceirizados (vide página 63).Em serviços sob contratos que exigem a presença do técnico da empresa con-tratada no local, é muito importante que ele esteja sempre acompanhado de
G
ERENCIAMENTO DEMANUTENÇÃO DEEQUIPAMENTOSHOSPITALARES
54
 
técnico pertencente ao grupo de manutenção. O acompanhamento do serviçopor um técnico interno é valioso tanto para a sua aprendizagem como para afiscalização do trabalho executado.
5
. Caso o equipamento não esteja em garantia, o responsável deve definir aequipe ou o técnico que executará o serviço. É importante nessa etapa a elabo-ração de uma forma de registro da data de entrega do equipamento para o téc-nico, que servirá para o controle do tempo de reparo do equipamento. Sugeri-mos a utilização de uma agenda com a anotação da data prevista para a con-clusão do serviço, a identificação do equipamento e o nome do técnico.
55
M
ANUTENÇÃO CORRETIVA

Activity (140)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Saulo Coelho liked this
Cristian Zanella liked this
Humar Souza liked this
Geóvio Kroth liked this
ramonroriz liked this
Suelen Rabello liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->