Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
29Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila_DispEletrico

Apostila_DispEletrico

Ratings:

4.5

(4)
|Views: 8,095 |Likes:
Published by tokafita

More info:

Published by: tokafita on Nov 29, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

 
Mecânica I1
Dispositivos Elétricos
Introdução
Os dispositivos elétricos são componentes do sistemaeletropneumático automatizado que recebem os comandos docircuito elétrico de controle e acionam as máquinas elétricas.Alguns dispositivos elétricos aqui apresentados possuem função deproteção, sinalização ou de regulagem.
Dispositivos de Comando
São elementos de comutação destinados a permitir ou nãoa passagem da corrente elétrica entre um ou mais pontos de umcircuito. Os tipos mais comuns são:
Chave sem retenção ou impulso
É um dispositivo que só permanece acionado medianteaplicação de uma força externa. Cessada a força, o dispositivovolta à situação anterior. Este tipo de chave pode ter,construtivamente, contatos normalmente abertos (NA) ounormalmente fechados (NF).
Chave com retenção ou trava
É um dispositivo que uma vez acionado, seu retorno àsituação anterior acontece somente através de um novoacionamento. Construtivamente, pode ter contato normalmenteaberto (NA) ou normalmente fechado (NF).
Chave de contatos múltiplos com ou sem retenção
Existem chaves com ou sem retenção de contatosmúltiplos NA ou NF.
Chave seletora
É um dispositivo que possui duas ou mais posiçõespodendo selecionar uma entre várias funções em um determinadoprocesso. Este tipo de chave apresenta um ponto de contatocomum (C) em relação aos demais contatos.OBS: para a escolha das chaves devemos levar em consideração asespecificações de tensão nominal e corrente máxima suportávelpelos contatos.
Relé
O relé nada mais é do que uma chave impulso acionadapelo cmpo magnético. Este dispositivo é formado basicamentepor uma bobina e pelos seus conjuntos de contatos.Aplicando–se uma tensão elétrica nos terminais dabobina do relé, surge na mesma uma corrente gerando um campomagnético. A força magnética, por sua vez, atrai a parte móveldo relé, distendendo a mola. Esta manobra faz com que oterminal C, que anteriormente estava em contato com o terminalNF, passe a se fixar com o contato NA.Enquanto a bobinapermanecer energizada, os contatos se mantêm nesta posição.Ao ser desenergizado, o solenóide cessa a forçaeletromagnética de atração, resultando no retorno da parte móveldo relé à posição inicial pelo efeito de contração da mola. Deveser ressaltado que um relé, construtivamente, pode ser formadopor vários conjuntos de contatos.Uma das grandes vantagens dos relés é o isolamentogalvânico entre os terminais da bobina e os contatos NA e NF,além do isolamento entre os conjuntos de contatos. A figuraabaixo mostra outra vantagem dos relés, que é a possibilidade deacionar cargas com tensão diferentes através de um único relé.Ao acionar a chave S, automaticamente energiza-se ascargas 1 e 2 com as tensões de 127V e 220V respectivamente.CNFNAC
 
Chave impulso: 3 posições Chave trava: 2 posiçõesKNA NANF NFCCS24V
~~
carga 1
 
carga 2127V220V
NFNA
 
NA NF
Chave impulso: 2NA+2NFChave trava: 2NA+1NFCNANFterminais dabobinaisolamentomolaKNA NANF NFCC
A1A21314232433344142K
 
Mecânica I2
Uma outra propriedade muito explorada dos relés é oefeito memória, ou seja, a retenção de sinais elétricos de comando.
 
Ao acionar a chave S1, a bobina do relé K é energizada,fechando os dois contatos K, acendendo, com isso, a lâmpada L.Retirando-se a força de acionamento da chave S1, ela abre, mas alâmpada continua acesa devido a retenção do sinal (efeitomemória). A lâmpada permanece acesa até o acionamento dachave S2. Quando isto acontece a bobina do relé K édesenergizada, abrindo, com isso, os contatos K, desligando alâmpada.A lâmpada permanece apagada até um novo acionamentoda chave S1.
Contator
Assim como o relé, o contator é uma chave de comutaçãoeletromagnética. Ele é empregado, geralmente, para acionarmáquinas e equipamentos elétricos de grande potência, enquanto orelé é usado em cargas de pequena potência.O contator, além de possuir os contatos principais,apresenta também contatos auxiliares NA e NF de pequenacapacidade de corrente. Estes contatos são utilizados para realizaro próprio comando do contator (auto-retenção), sinalização eacionamento de outros dispositivos elétricos.Ao acionar a chave S1, a bobina do contator C éenergizada, fechando os contatos principais e o contato C deauto-retenção, ligando o forno elétrico trifásico. Para desligareste forno basta acionar a chave S2.OBS: para a escolha de relés e contatores, devemoslevar em consideração as especificalções do número de contatos,tensão nominal da bobina e corrente máxima nos contatos.
Dispositivos de Proteção
São elementos intercalados no circuito com o objetivode interomper a passagem de corrente elétrica sob condiçõesanormais, como curto-circuitos ou sobrecargas. Os dispositivosde proteção mais comuns são:
Fusível
O princípio de funcionamento do fusível baseia-se nafusão do filamento e conseqüente a bertura do filamento quandopor este passa uma corrente elétrica superior ao valor de suaespecificação.Os fusíveis geralmente são dimensionados 20% acimada corrente nominal do circuito. Diante disso, nunca devemossubstituí-lo por outro de maior corrente.Os fusíveis são classificados em retardados e rápidos.Os fusíveis de
ação retardada
são usados em circuitos nos quaisa corrente de partida é muitas vezes superior à corrente nominal.É o caso dos motores elétricos e cargas capacitivas.Já os fusíveis de
ação rápida
são utilizados em cargasresistivas e na proteção de componentes semicondutores, como odiodo e o trisistor em conversores estáticos de potência.
Corente nominal
KS1 K KS2LV1filamentotubo de vidroterminalFUS 3A1 2 34 5 613 23 3114 24 324142
NA NA NF NF
Ccontatos principais contatos auxiliares1 42 53 6fornoelétricotrifásico
~
Vr
~~
VsVtCa) Representaçãob) Circuito de potênciaCS1S1C
1314+-
c) Circuito de comando
 
Mecânica I3
Sobrecarga
é uma corrente ligeiramente superior àcorente nominal e que a longo prazo (horas) pode danificarseriamente o cabo condutor ou o equipamento.
Curto-circuito
é uma corrente excessivamente altaproveniente de algumas avarias no sistema elétrico ao qual estáconectado (aproximadamente dez vezes a nominal), e que precisaser imediatamente interrompido, sob pena de danificar todo ocircuito elétrico.
Disjuntor Termomagnético
O disjuntor termomagnético possui a função de elementode proteção e, eventualmente, de chave. Interrompe a passagem decorrente elétrica ao ocorrer uma sobrecarga ou curto-circuito.A proteção contra
sobrecarga
baseia-se no princípio dadilatação de duas lâminas de metais distintos, portanto, comcoeficientes de dilatação diferentes.Uma pequena sobrecarga faz o sistema de lâminasdeformar-se (efeito térmico) sob o calor, desligando o circuito.
 
A proteção contra
curto-circuito
é feita através da açãode um dispositivo magnético, que desliga o circuito quaseinstantaneamente.Os disjuntores são dimensionados da mesma forma queos fusíveis e construtivamente estes dispositivos podem sermonopolares, bipolares ou tripolares.As vantagens do disjuntor termomagnético são:
É religável, após cessar o problema que ocasionou o seudesarme;
Não se funde e não precisa ser substituído após ter sidoativado;
Protege a instalação com rapidez e segurança;
Pode, eventualmente, ser utilizado como chave.
Relé de Sobrecarga ou Térmico
O princípio de funcionamento do relé de sobrecargabaseia-se na dilatação linear de duas lâminas metálicas comcoeficientes de dilatação térmica diferentes, acopladasrigidamente (bimetal). Quando ocorre uma sobregarga ou falta defase, esta se reflete num aumento de corrente provocando umaquecimento maior e, conseqüentemente, um acréscimo nadilatação bimetal. Essa deformação aciona a abertura do contatoauxiliar que interrompe a passagem da corrente para a bobina docontator, desacionando, com isso, a carga. Para ligar novamentea carga deve-se acionar manualmente o botão de rearme do relétérmico.O relé térmico possui as seguintes partes principais:
Um contato auxiliar (NA+ NF) de comando da bobina docontator;
Um botão de regulagem da corrente de desarme;
Um botão de rearme de ação manual;
Três bimetais.A figura anterior apresenta uma aplicação do relétérmico na proteção de motores elétricos trifásicos.DisjuntorMonopolarDisjuntorBipolarDisjuntor Tripolar1 42 53 6
~
Vr
~~
VsVtCa) Circuito de potência
M
FUSFUSFUS
Relé térmico
+
CS1S1C
1314-
b) Circuito de comando
RT
 U S 

Activity (29)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Aline Vieira added this note
porra voce esta em todas
Amarildo Bertini added this note
Muito bom.
Laus Perene liked this
kaltyon liked this
Danielle Borba liked this
fenixcross liked this
Anselmo Nunes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->