Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
7333390 Exemplos de Riscos cos I

7333390 Exemplos de Riscos cos I

Ratings: (0)|Views: 50|Likes:
Published by Paulino

More info:

Published by: Paulino on Mar 14, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/14/2012

pdf

text

original

 
EXEMPLOS DE RISCOS ERGONÔNICOS
PLANTIOORDENHACOLHEITACAPINAPODAFERRAMENTAS
Selecionamos as seis imagens acima para ilustrar alguns riscos ergonômicos comuns nas atividadesrotineiras dos agricultores brasileiros. As 4 primeiras têm a ver com problemas de postura, que afetam acoluna vertebral; a poda representa um importante grupo de consequências chamadas de Lesões por Esforços Repetitivos - LER; e a última, mostra como a indústria pode colaborar com a Ergonomia, produzindo ferramentas manuais com cabos ergonômicos, que diluem o esforço por toda a palma da mão efaz com que o punho trabalhe reto: o rendimento do trabalho é maior e o cansaço é menor. Infelizmente alista de riscos e danos é bem mais abrangente, como podemos verificar na Tabela abaixo:RISCOS ERGONÔMICOS NA ZONA RURAL
RiscosExemplos
Postura incorretaPlantio de arroz; capina.Transporte de cargasSacaria em armazéns.Ferramentas manuaisOficina,tratos culturais, colheita.Posto de trabalhoMobiliário e cond. ambientaisEsforço físicoCorte de árvore.Movimentos repetitivosColheita manual da cana.Sobrecarga de trabalhoTratorista; peão.
 
Organização do trabalhoPressão psicológica do patrão.Iluminação deficienteGalpão de máquinas.Ruídos e vibraçõesTrabalho com trator.O QUE É ERGONOMIA?Ergonomia (do Grego: Ergon = trabalho + nomos = normas, regras, leis) é o estudo da adaptaçãodo trabalho às características dos indivíduos, de modo a lhes proporcionar um máximo de conforto,segurança e bom desempenho de suas atividades no trabalho.A definição oficial de Ergonomia é a seguinte:"A ergonomia é o estudo científico da relação entre o homem e seus meios, métodos e espaço de trabalho.Seu objetivo é elaborar, mediante a contribuição de diversas disciplinas científicas que a compõem, umcorpo de conhecimentos que, dentro de uma perspectiva de aplicação, deve resultar numa melhor adaptação ao homem dos meios tecnológicos e dos ambientes de trabalho e de vida." (CongressoInternacional de Ergonomia, 1969).Fonte: PUC-RioO ergonomista estuda como as pessoas trabalham, a fim de melhorar o seu conforto, a sua saúde e a produtividade. Interfere no ambiente, na organização do trabalho, nas máquinas e na formação das pessoas. O fisioterapeuta, por sua vez, tem o mesmo objetivo, mas trabalha focado na pessoa.Para saber mais sobre esse fascinante assunto, consulte o site da Associação Brasileira de Ergonomia -ABERGO, leia o Manual de Ergonomia do Ministério do Trabalho e consulte a Norma NR-17 do mesmoMinistério.POSTURA CORRETADentre os distúrbios dolorosos que afetam a humanidade, a dor lombar (lombalgia, dor nas costasou dor na coluna) é a grande causadora de morbidade e incapacidade para o trabalho, só perdendo para acefaléia ou dor de cabeça; e afeta mais os homens do que as mulheres.Aos 30 anos de idade, inicia-se um processo de dessecação progressiva dos discos dacoluna vertebral, que sofrem maior risco de rompimento e arrancamento, por perda de elasticidade eresistência. Hérnia de disco e "bico de papagaio" são doenças comuns da coluna lesada.A postura no desenrrolar de tarefas pesadas é a principal causa de problemas de coluna, mais precisamente na hora de levantar, transportar e depositar cargas, ocasião emque os trabalhadores mantêm as pernas retas e "dobram" a coluna vertebral.Pode ocorrer também outro movimento perigoso, o giro do tronco, quando a carga for pega oudepositada mais para o lado e não necessariamente à sua frente.
 
Quanto maior o peso da carga, maior será a pressão sobre cada vértebra (vide figura aolado) e cada disco. Quanto mais distante do corpo, maior será a pressão. Cargas que representam oequivalente a apenas 10% do peso do corpo, já causam problema à coluna.A postura correta do indivíduo ao trabalhar com o computador doméstico(posição da coluna, das pernas, a altura dos olhos, etc.) está esquematizada na figura ao lado. Quando as pernas e os pés não estão bem apoiados, por exemplo, podem ocorrer caimbras após um certo tempo deoperação. O encosto da poltrona, também deve ser curvo e ajustar-se às costas, sempre que possível.Quanto à posição de trabalho em pé ou sentado, diz a Norma número 17 do Ministério do Trabalho- MTE que: "sempre que o trabalho puder ser executado na posição sentada, o posto de trabalho deve ser  planejado ou adaptado para esta posição."O trabalho em pé favorece a incidência do alargamento das veias das pernas (varizes) e causaedemas dos tecidos dos pés e das pernas.A penosidade da posição em pé pode ser agravada se o agricultor tiver ainda quemanter posturas inadequadas dos braços (acima do ombro, p.ex., como na colheita do cacau mostrada nafoto ao lado), inclinação ou torção do tronco (como na colheita da laranja) ou de outras partes do corpo.Assim, sempre que a atividade agrícola o permitir, a alternância de posturas (em pé-sentado-em pé)deve ser sempre buscada, pois permite que os músculos recebam seus nutrientes e não fiquem fatigados.TRANSPORTE MANUAL DE CARGASO transporte manual de cargas é uma das formas de trabalho mais antigas e comuns, sendoresponsável por um grande número de lesões e acidentes do trabalho. Estas lesões, em sua grande maioria,afetam a coluna vertebral, mas também podem causar outros males como, por exemplo, a hérnia escrotal.A figura ao lado mostra a técnica correta para o levantamento de cargas(caixa, barra, saco, etc.). O joelho deve ficar adiantado em ângulo de 90 graus. Braços esticados entre as

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->