Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Em memória da insurreição de Kronstadt_N. Makhno.pdf

Em memória da insurreição de Kronstadt_N. Makhno.pdf

Ratings: (0)|Views: 18 |Likes:
Published by Anarcoteca
Uploaded from Google Docs
Uploaded from Google Docs

More info:

Published by: Anarcoteca on Mar 15, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/15/2012

pdf

text

original

 
Em memória da insurreição de Kronstadt
 
Nestor Makhno
Dielo Trouda, No.10, Março 1926, pp.3-4Traduzida por Manuel Baptista
O dia 7 de Março é uma jornada de pesar para os trabalhadores da dita"União das Repúblicas Soviéticas e Socialistas", que participaram de uma oude outra forma nos acontecimentos desse dia em Kronstadt. A suacomemoração é igualmente dolorosa para os trabalhadores de todos os países,pois recorda o que os operários e marinheiros livres de Kronstadt exigiram docarrasco vermelho, o "Partido Comunista Russo" e do seu instrumento, ogoverno soviético, que estavam assassinando a revolução russa.Kronstadt exigiu destes bandidos estatistas a restituição de tudo o quepertencia aos trabalhadores das cidades e dos campos, tendo sido eles a fazera revolução. Os proletários de Kronstadt exigiram que fossem postos emprática os princípios da revolução de Outubro: "Eleição livre dos sovietes,liberdade de expressão e de imprensa para operários e camponeses, paraanarquistas e socialistas revolucionários de esquerda".O Partido Comunista Russo viu nisto um atentado inadmissível ao seumonopólio no país e, escondendo cobardemente a imagem de carrasco atrásda máscara de revolucionário e de amigo dos trabalhadores, declarou contra-revolucionários os operários e marinheiros livres de Kronstadt e depois lançoucontra eles dezenas de bufos e de escravos submissos: tchekistas , koursantis,membros do Partido... empenhados em massacrar estes honestoscombatentes revolucionários, cujo único erro tinha sido de se indignarem dianteda mentira e da cobardia do Partido Comunista Russo que espezinhava osdireitos dos trabalhadores e da revolução.A 7 de Março de 1921, às 18h45, um furacão de fogo de artilharia foidesencadeado contra Krondstadt. Era natural e inevitável que a Krondstadtrevolucionária se defendesse. Foi o que fez, não apenas em nome das suasexigências, mas também dos outros trabalhadores do país que lutavam pelosseus direitos revolucionários, arbitrariamente esmagados pelo poderbolchevique.A sua defesa teve repercussões em toda a Rússia amordaçada, dispostaa secundar o seu combate justo e heróico, mas infelizmente impotente, poisentão já estava desarmada, constantemente explorada e agrilhoada pelosdestacamentos repressivos do Exército Vermelho e da Tcheka, especialmenteformados para esmagar a livre vontade e espírito do país.É difícil avaliar as baixas dos defensores de Kronstadt e da massa cegado Exército Vermelho, mas certamente foram mais de dez mil mortos. Na maiorparte, operários e camponeses, aqueles de que o Partido da mentira se tinhamais servido durante anos, unicamente pelos seus interesses próprios de

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->