Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Integração de Serviços em Plataforma Livre

Integração de Serviços em Plataforma Livre

Ratings: (0)|Views: 0|Likes:
Artigo submetido ao SBRC2005
Artigo submetido ao SBRC2005

More info:

Published by: Mauro Tapajós Santos on Mar 20, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as ODT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/13/2014

pdf

text

original

 
A Integração do Serviço de Distribuição de Software numAmbiente de TI Corporativo em Plataforma Livre
Mauro Tapajós Santos, Renata Abadia Rodrigues de Oliveira
Centro de Excelência em Servidores de Missão Crítica (CESMIC)-Universidade Católica de Brasília (UCB) – Q.S. 07 – Lote 01 – EPCT –71966-700 – Taguatinga – DF - Brasil
tapajos@abordo.com.br, renatarodrigues@ucb.br
 Abstract
. For the enterprise, the first thing to consider in a migration processtowards a free software platform is mainly the essential network services. However, there is a lack of administration tools for IT environments that work together as a solution for network services infraestructure, making easier theway for a complete integration. In this context, is proposed a software package distribution service as the first in a series of network services that will compose a centralized IT administration architecture, free software based and suited for corporate IT environments.
 Resumo
. Dentro de uma organização, a primeira questão a ser tratada num processo de migração para plataforma livre é a manutenção de serviçosessenciais.  Entretanto, faltam ferramentas de administração de ambientes deTI que propiciem uma gerência não só eficiente, mas também integradadesses serviços básicos, permitindo não só administrá-los isoladamente, mastambém integrá-los de forma facilitada. Neste contexto, propõe-se um serviçode distribuição automática de pacotes de software como o primeiro de umasérie de serviços que irão compor uma arquitetura de gerência de TI, baseadaem software livre e capaz de atender a ambientes corporativos.
1. Introdução
O ambiente de TI atual exige determinados serviços de rede que garantem a operaçãonormal de redes corporativas. No mundo das plataformas livres, se observa que estesserviços estão disponíveis, porém de forma desagregada, como os serviços queenvolvem autenticação de usuários e aplicações, serviços que permitem acesso à
 
recursos de rede (arquivos, impressoras, etc), e serviços diversos como os que realizam
backup
de dados ou distribuem software via rede para estões de usuários. Aintegração destes serviços é fundamental para a adoção da plataforma livre em redescorporativas.Apresenta-se então o mecanismo de distribuição de software como serviçobásico de rede. Este serviço é extremamente importante para o correto funcionamentode uma arquitetura de TI corporativa e serve de base para muitos dos demais a seremcomentados adiante.Neste artigo será feita uma contextualização do ambiente de TI corporativo,descrevendo uma arquitetura integrada de gerenciamento. Em seguida serão colocadosos conceitos básicos que envolvem o serviço de distribuição de software para apresentarsua importância e seu funcionamento numa arquitetura integrada para gerenciamento deambiente de TI livre.
2. O Ambiente de TI Atual
Um ambiente de TI operacional exige, atualmente, serviços básicos como:
Autenticação de usuários na rede (através dos processos de
login
) para que estespossam utilizar os recursos de rede disponíveis;
Personalizações no processo de
login
do usuário (uso de
scripts
de inicialização,avisos e alertas) para automatizar processos internos;
Impressão via rede, de acordo com regras e quotas pré-definidas;
Acesso a arquivos em servidores em rede, com controle de acesso adequado;
Execução controlada e agendada de cópias de redundância de arquivos –
backup
;
Disponibilização de softwares anti-vírus e suas atualizações;
Instalações e atualizações automáticas de aplicações nas estações de trabalho;
Geração automática de inventário do parque de TI para gerenciamento deconfiguração;
 
Geração e tratamento de arquivos de
logs
dos sistemas.O gerenciamento integrado de um ambiente como este deve ser feito através demecanismos de controle que dependam da integração de todos os serviços de rede,principalmente em ambientes UNIX ou derivados. Esta integração é possível quando oscomandos e configurações são aplicados de forma global no sistema como um todo.Assim, as operações dos serviços sobre o ambiente são antecedidas por consultas deinformões sobre sistemas e usrios, e suas realizões o traduzidas eminformações registradas e mantidas por uma entidade centralizada [RFC2307]. Nestecontexto é inserido um servidor de diretórios cuja função é centralizar as informaçõesnecessárias à operação integrada.O servidor de diretórios armazena dados como senhas de usuários, privilégios deimpressão, sistemas de arquivos disponíveis em rede, servidores em operação, controlede acesso aos recursos de rede e permissões de execução de softwares. O servidor dediretórios é um banco de dados cujo objetivo é atender, da forma mais eficaz e rápida, aconsultas de aplicações externas, ou seja, é um banco de dados otimizado paraoperações de leitura.O serviço de diretórios aparece então como componente essencial dentro de umaarquitetura integrada de TI. Em vista de sua importância, o serviço de diretóriosnormalmente é implementado em soluções redundantes e, em alguns casos, distribuídas[CRUZ, SANTOS E MEDEIROS 2004] de forma a atender melhor às requisições declientes em rede.O acesso a um servidor de diretórios também é um elemento importante quepode influir diretamente no tempo de resposta que as aplicações terão ao questionar odiretório. O protocolo LDAP [RFC3377] é um padrão IETF para acesso a servidores dedirerios. É leve e funcional. Am disso, possui um mero razoável deimplementações operacionais em plataforma livre, como o OpenLDAP [OpenLDAP].Por estas razões, o LDAP é apresentado aqui como o protocolo de uso na arquiteturaintegrada de gerenciamento de TI aqui descrita.
3. Operação Integrada de Serviços de TI
Existem algumas alternativas para um ambiente totalmente integrado tais como assoluções disponibilizadas por fabricantes como Novell e Microsoft. Em ambas estãopresentes as características do mundo proprietário: dependência de um único fabricante,

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->