Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011 2012 - MOTORISTA DF

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011 2012 - MOTORISTA DF

Ratings: (0)|Views: 5,683 |Likes:
Published by alessandro_brasilia
CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011 2012 - MOTORISTAS DF - SINDICATO DAS EMPRESAS DE ASSEIO, CONSERVACAO, TRABALHOS TEMPORARIO E SERVICOS TERCEIRIZAVEIS DO DF
CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011 2012 - MOTORISTAS DF - SINDICATO DAS EMPRESAS DE ASSEIO, CONSERVACAO, TRABALHOS TEMPORARIO E SERVICOS TERCEIRIZAVEIS DO DF

More info:

Published by: alessandro_brasilia on Mar 21, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/19/2013

pdf

text

original

 
CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012NÚMERO DE REGISTRO NO MTE:
DF000344/2011
DATA DE REGISTRO NO MTE:
07/07/2011
NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:
MR035477/2011
NÚMERO DO PROCESSO:
46206.009150/2011-34
DATA DO PROTOCOLO:
01/07/2011SIN DOS TRA EM E DE T T DE P U I E E T E DE T CARGAS DF, CNPJ n.00.701.847/0001-01, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). JOAOOSORIO DA SILVA;ESINDICATO DAS EMPRESAS DE ASSEIO, CONSERVACAO, TRABALHOSTEMPORARIO E SERVICOS TERCEIRIZAVEIS DO DF, CNPJ n.00.438.770/0001-10, neste ato representado(a) por seu Vice-Presidente, Sr(a).ANTONIO JOSE RABELLO FERREIRA;celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando ascondições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes:
CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE
 As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de1º de abril de 2011 a 31 de março de 2012 e a data-base da categoria em 1º de abril.
CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA
 A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s)
A presenteConvenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) Motoristas de carroleve, motoristas de veículos pesados e motoristas executivos, com abrangênciaterritorial em DF
, com abrangência territorial em
DF
.
Salários, Reajustes e PagamentoPiso SalarialCLÁUSULA TERCEIRA - SALÁRIO MÍNIMO DA CATEGORIA E PISOSSALARIAIS
 
As empresas abrangidas por esta Convenção Coletiva não poderão utilizar salário inferior aopiso mínimo estabelecido na presente Cláusula, que é de R$ 784,60 (setecentos e oitenta equatro reais e sessenta centavos). Os salários normativos da categoria, vigentes a partir de1º de abril 2011, são:
Motorista de Carro Leve R$784,60Motorista de Veículo Pesado R$1.146,68Motorista Executivo R$1.146,68
 
 
Outras normas referentes a salários, reajustes, pagamentos e critérios paracálculoCLÁUSULA QUARTA - ABRANGÊNCIA E REAJUSTES
 
A presente Convenção Coletiva de Trabalho só abrangerá e só será aplicadaaos empregados motoristas das empresas, cujo enquadramento sindicalesteja vinculado ao SEAC/DF ou de terceirização de serviços.
Parágrafo Primeiro -
As empresas concederão aos seus empregadosreajuste salarial de 9,3% (nove vírgula três por cento) sobre os saláriospraticados no mês de março de 2011, a vigorar a partir de 1º de abril de 2011,ficando as empresas autorizadas a compensarem reajustes já concedidos.
 
Parágrafo Segundo –
O pagamento das diferenças salariais dos meses deabril e maio será feito em duas parcelas, iguais e sucessivas, sendo aprimeira juntamente com o salário de julho de 2011 e a segunda com osalário de agosto
de 2011.
CLÁUSULA QUINTA - COMPROVANTE DE PAGAMENTO EDISCRIMINAÇÃO DOS
 
O pagamento do salário será feito mediante recibo, fornecendo-se cópia ao empregado, coma identificação da empresa, e do qual constarão a remuneração com a discriminação dasparcelas, a quantia líquida paga, as horas extras e os descontos efetuados, inclusive para aPrevidência Social, e o valor correspondente ao FGTS.
Parágrafo Único -
As empresas ficam obrigadas a discriminar as nomenclaturas corretasreferente a cada desconto sofrido no pagamento do empregado, principalmente as alusivasàs faltas, penalidades, mensalidade do sindicato, contribuição social, taxa assistencial,adiantamento salarial, dentre outros.
CLÁUSULA SEXTA - SALÁRIO DO SUBSTITUTO
 
Os empregados admitidos não poderão receber salário inferior ao do empregado demitido,desde que desenvolvam atividade da mesma natureza, com igual produtividade e commesma perfeição técnica.
 
Gratificações, Adicionais, Auxílios e OutrosAdicional de Hora-ExtraCLÁUSULA SÉTIMA - ADICIONAL DE HORAS EXTRAS
 
O cálculo da hora extra será efetuado dividindo-se o salário por 220 (duzentos e vinte) horas,acrescidos do adicional de 50% (cinqüenta por cento) do valor da hora resultante.
Auxílio AlimentaçãoCLÁUSULA OITAVA - AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO
 
As empresas ficam obrigadas a conceder aos seus empregados, nos dias efetivamentetrabalhados, o auxílio alimentação, reajustado em 23% (vinte e três por cento), a incidir sobreos valores praticados em março de 2011, passando para o valor mínimo de R$16,00(dezesseis reais), com efeitos a partir de 1º de abril de 2011. A presente parcela não integraos salários, por não ter caráter de contraprestação de serviços.
Parágrafo Primeiro –
O pagamento das diferenças do auxílio alimentação referente aosmeses de abril, maio e junho será feito em duas parcelas, iguais e sucessivas, sendo aprimeira juntamente com o auxílio alimentação de julho de 2011 e a segunda com o do mêsagosto de 2011.
Parágrafo Segundo -
Ficam dispensadas do fornecimento do benefício previsto no caput destacláusula as empresas que fornecem refeição em restaurante próprio ou do contratante(tomador do serviço).
Parágrafo Terceiro -
Fica ressalvado o pagamento a maior por força de acordo coletivo ou porliberalidade das empresas que porventura, nesta data, já paguem valor superior aoestipulado.
Auxílio TransporteCLÁUSULA NONA - VALE TRANSPORTE
 
As empresas fornecerão o vale-transporte aos empregados, de uma única vez, e a cada 30(trinta) dias, conforme previsto em lei.
Parágrafo Primeiro - BASE DE CÁLCULO -
Entende-se que a base de cálculo para descontodo vale-transporte compreenderá o salário-base do empregado.
Parágrafo Segundo - DOENÇA OU FALTA DO EMPREGADO -
Nos períodos de afastamentoou falta do empregado ao serviço por qualquer motivo, este não receberá o vale-transportecorrespondente aos dias de suas ausências, podendo os mesmos ser descontados naentrega daqueles relativos ao mês seguinte.

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Lauren Cruz liked this
Vinicius Gomes liked this
Juciani Ozorio liked this
crobat007 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->