Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
55Activity
P. 1
planos de aula - EDUCAREDE - ARTES( 1º A O 5º ANO )

planos de aula - EDUCAREDE - ARTES( 1º A O 5º ANO )

Ratings: (0)|Views: 12,111 |Likes:
Published by jandar_luiza

More info:

Published by: jandar_luiza on Mar 26, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/07/2014

pdf

text

original

 
001. Estudo de cores
 
Disciplina:
Arte - Educação Artística
Ciclo:
Ensino Fundamental - 1ª a 4ª
Assunto:
Cores
Tipo:
Artes VisuaisAs cores utilizadas pelos artistas na pintura de suas obras são um doselementos da linguagem plástica que, com a linha, a forma e os materiais, constroem os sentidosdas obras de arte. Para que as crianças possam perceber a força da cor na obra dos artistassugerimos aos professores a realização do seguinte trabalho:
Primeira aula
 
Entregue para cada criança uma cópia em xerox preto-e-branco da obra
Paisagem Brasileira
, deLasar Segall.
Os alunos deverão pintá-la com lápis de cor ou giz de cera, colorindo essa imagem da maneiraque melhor lhes convier.
Guarde os trabalhos para a aula seguinte.
Segunda aula
 Pendure na parede todos os trabalhos dos alunos e junto deles uma cópia colorida da obra"Paisagem Brasileira", de Lasar Segall.Peça aos alunos que observem todos os trabalhos do grupo e a obra de arte do artistaassinalando:
as que chamam mais atenção e por quê;
se alguém conseguiu pintar igual ao artista;
as cores que o artista utilizou na sua pintura;
se a obra do artista chama mais atenção do que o trabalho dos alunos;
se alguém conseguiu ser tão caprichoso quanto o artista;
se existem, na pintura do artista, cores que se repetem;
onde elas estão e quais são;
o que acontece na pintura de Lasar Segall;
o que os alunos vêem na pintura do artista;
que cor mais aparece nessa pintura.Ao observar todos os trabalhos e as cores predominantes da pintura do artista, o professor podemostrar ao grupo outras obras de Segall do período de
Paisagem Brasileira
e perceber os temas,as cores usadas e tentar descobrir por que as pinturas dessa fase do artista são tão coloridas.Essas informações podem ser obtidas no site doMuseu Lasar Segall.
Terceira aula
 Para finalizar esse trabalho, que objetiva o conhecimento e o uso de cores, o professor poderápropor aos alunos a pintura da paisagem brasileira por eles imaginada a partir da motivaçãocriada pela obra apresentada. Será que ela é diferente da pintada por Lasar Segall? Por quê?A sugestão é que os alunos pintem com cores primárias, que você explicará quais são e por quesão chamadas assim. Exponha os resultados juntando a eles o xerox colorido da obra do artista.Outro ponto importante é sistematizar e registrar os conhecimentos adquiridos a respeito doartista e acerca das cores escrevendo sobre o que os alunos aprenderam com esse trabalho. Porfim, decida com os alunos o local ideal para a exposição dos trabalhos.
Texto original:
Lelê Ancona
Consultoria pedagógica:
Anamélia Bueno Buoro
Edição:
Equipe EducaRedeOs sites indicados neste texto foram visitados em 08/05/2003
 
002. Fugindo do estereótipo I – Projeto “Árvore”
 
Disciplina:
Arte - Educação Artística
Ciclo:
Ensino Fundamental - 1ª a 4ª
Assunto:
Observação e desenho
Tipo:
Artes VisuaisNas produções artísticas de alunos da 4
a
série são comuns alguns desenhosestereotipados como a casinha, a árvore de maçãs, o “homem palito”, pássaros em forma de um “v”, sol com carinha, entre outros.O desenho estereotipado se justifica porque as crianças os identificam como aceitos, um tipo dedesenho que elas “não erram” ao realizá-lo. Esses desenhos estereotipados, no entanto, acabampor limitar as descobertas visuais e a capacidade de expressão das crianças, reduzindo seurepertório visual e expressivo.Assim, propor desafios para os alunos desenharem, descobrindo, com o professor, novas maneirasde realizar esses desenhos consagrados amplia o conhecimento e desenvolve a expressão.Propomos um trabalho, em três aulas, sobre o tema “árvore”, pois é um dos desenhosfreqüentemente realizados pelos alunos a partir do estereótipo. Quando solicitados a desenharuma árvore costumam apresentá-la com copa verde e maçãs vermelhas.Na primeira aula, converse com os alunos sobre as variedades de árvores que existem, leve-os aperceber que cada tipo de árvore tem formas, linhas, cores, folhas, tamanhos, flores e frutosdiferentes. Em seguida, convide-os a dar uma volta no quarteirão da escola ou em algum outrolugar próximo, descobrindo e observando pausadamente as diferentes árvores existentes.Conversem sobre os detalhes, as semelhanças e diferenças entre uma e outra.Ao observar essas árvores, os alunos podem registrar as observações com rascunhos de desenhosou anotações descritivas. Se não houver pelo menos duas árvores nas proximidades da escola,passa-se para a etapa seguinte, que é a de observação de árvores em reproduções, fotografiasetc.Se for possível, peça aos alunos que tragam de casa recortes de revistas e jornais, calendários,fotografias ou selos que contenham imagens de árvores para a próxima aula.Para essa aula, leve reproduções de diferentes épocas com imagens de árvores que mostrem osvários momentos da História da Arte como os antigos egípcios, os artistas japoneses, os africanos,as árvores no Renascimento e na Arte Contemporânea. Pode ser interessante trazer a série deárvores criadas por Mondrian, que pode ser encontrada em livros de arte.Mostre essas imagens aos alunos e compare-as entre si e com as que os alunos trouxeram;proponha a observação de semelhanças e diferenças entre elas, as diversas cores que existem,quantos tons de verde conseguem identificar, as muitas formas, texturas, tipos de folha, flores,galhos, troncos e as variadas formas que os artistas usam para representar uma árvore.Cole as imagens que você trouxe no centro de cartolinas grandes e peça que cada aluno escolhauma imagem de árvore que ele trouxe e cole em uma dessas cartolinas, justificando para a classepor que essas imagens devem ficar juntas. Monte, assim, vários painéis que poderão sercolocados nas paredes da sala. Conversem sobre esses painéis e os detalhes que osimpressionaram. Procure estimulá-los a perceber que, em Arte, não existem duas árvores iguais, anão ser que usemos um tipo de reprodução para copiar o modelo.Na aula seguinte, com os painéis expostos, proponha a cada aluno escolher um detalhe de árvorepara ser desenhado, como os galhos, as folhas, a forma externa da árvore, a forma dos galhosetc. É interessante que eles utilizem todo o espaço da folha. Depois, organize os desenhos
 
agrupando-os pelos temas desenhados: folhas, galhos, raízes, formatos etc.Exponha os trabalhos para que todos observem os resultados dos temas tratados que, em geral,são bons, bens diferentes das eternas árvores com maçãs.Discuta com os alunos sobre a possibilidade de fazer o desenho de um modo novo, que fuja aolugar comum. Reveja com eles as condições desse trabalho de arte – procurar conhecer o que sevai representar, observar ou mesmo imaginar esse objeto ou situação de um jeito diferente dohabitual, buscar novas formas de representá-lo.
Referência
 Ticuna.
O livro das árvores
. Benjamin Constant: Global, 2000.Programa “Um pé de que?” – Canal Futura, apresentado por Regina Casé.
Texto original:
Maria Terezinha Teles Guerra
Consultoria pedagógica:
Anamélia Bueno Buoro
Edição:
Equipe EducaRede
003. Imitando animaisDisciplina:
Arte - Educação Artística
Ciclo:
Ensino Fundamental - 1ª a 4ª
Assunto:
Teatro
Tipo:
MetodologiasQuando se trabalha com jogos teatrais, o objetivo é ampliar a expressividadegestual dos alunos. É preciso ter em mente que todo trabalho de teatro deve começar com umaquecimento físico a fim de preparar o corpo para que se possa trabalhar sua expressividade.Para isso, proponha um aquecimento físico com música. Inicialmente, os alunos, orientados peloprofessor, deverão se locomover no espaço, explorando-o. A consigna consiste em acompanhar oritmo da música movimentando o corpo na altura do chão, na altura de quem está andando e nomais alto nível que conseguirem.Com o corpo aquecido, passa-se ao aquecimento do pensamento/imagem, que consiste em umlevantamento do conhecimento prévio dos alunos sobre bichos que se locomovem na altura dochão, na altura do andar humano e em alturas maiores.Proponha que eles ocupem um lugar no espaço da sala divididos em três grupos:
um canto para os animais que se locomovem e produzem movimentos na altura do chão;
outro espaço para aqueles que querem trabalhar a expressividade dos animais que selocomovem no nível médio;
outro espaço para os que querem trabalhar com alturas maiores.Os grupos devem realizar ensaios representando o bicho anteriormente imaginado. Depois, osalunos sentam-se no chão de forma que ocupem todo o espaço da sala, e cada um apresenta seuanimal e imita sua forma de ser, ressaltando:
posição do animal parado;
forma de locomoção;
voz (som que emite);
expressão física do animal.Com a ajuda de todo o grupo, o professor pode propor também algumas situações nas quais os

Activity (55)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Eliada Alves liked this
Lúcia Rodrigues liked this
Charlene Sousa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->