Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Carta de Plínio Salgado a Getulho Vargas

Carta de Plínio Salgado a Getulho Vargas

Ratings:

3.0

(1)
|Views: 562|Likes:
Published by Denison Nunes
Carta escrita pelo líder da AIB ao presidente
Carta escrita pelo líder da AIB ao presidente

More info:

Published by: Denison Nunes on Dec 06, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/20/2013

pdf

text

original

 
AÇÃO INTEGRALISTA REVOLUCIONÁRIADocumentos Históricos
 
CARTA DO CHEFE NACIONAL DA "AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA"PLÍNIO SALGADO,AO SENHOR Dr. GETÚLIO VARGAS, PRESIDENTE DAREPÚBLICA EM 28 DE JANEIRO DE 1938.Exmo. Sr. Dr. Getulio Vargas,DD. Presidente da República,
Antes de ter um novo encontro com V. Exa. para, de conformidade com que anteriormenteficou estabelecido, transmitir-lhe a resposta efinitiva em relação ao convite que V. Exa. sedesignou fazer-me para ocupar a pasta de Educação em seu governo, resolvi, com a maior lealdade e franqueza, fixar nas linhas que seguem, os aspectos de uma situação que reputo grave e que só poderá ser resolvida se encarada com absoluto realismo político. Não seria eu bastante sincero e honesto se pretendesse dar ao seu governo a minhacolaboração pessoal, quando esta não implicasse na adesão, à minha atitude e aos objetivosde V. Exa., de mais de um milhão de brasileiros que criaram, pela sua doutrinação e propaganda, o clima sem o qual não se tornaria possível à transformação constitucional de10 de novembro.Para se compreender a grave situação a que aludo, preciso, em síntese, rememorar osantecedentes dela, que podem ser assim capitulados:I - O Integralismo de 1032 a 1937;II - O Integralismo e os atos preparatórios da Constituição de 10 de Novembro;III - O Integralismo depois de 10 de Novembro;
I - O INTEGRALISMO DE 1032 A 1937COMO NASCEU O INTEGRALISMO BRASILEIRO
Em 1932 quando alarmante era a desagregação dos espíritos, ameaçando a unidade daPátria, pelo separatismo, e a sua soberania, pelo comunismo; quando as tradições nacionaisestavam esquecidas, não sabendo nem mesmo o povo cantar o Hino da Nação; quando amocidade envelhecida pelos ceticismos se encharcava de literaturas dissolventes, lancei os princípios do Integralismo e comecei a criar a mística do nacionalismo espiritualista.Desfraldei a bandeira de combate ao comunismo e ao regionalismo, ao comodismo e a
 
descrença. Comecei a minha campanha com um pequeno grupo de homens aos quais seforam juntando centenas de outros. Conquistei de começo, a mocidade paulista que saia dastrincheiras da guerra de 32; percorri todo território do país, pregando as idéias novas.Mobilizei em pouco tempo uma grande massa de brasileiros, desde os centros urbanos atéaos mais remotos sertões.Ensinei-lhes a mística da Grande Nação. Ao fim de cinco anos, eu e os apóstolos que meseguiam tínhamos conseguido despertar a alma da Pátria. O Hino Nacional começou a ser cantado pelas multidões. O comunismo, que, estava organizado no Brasil desde 1927 e quede 1930 em diante começara a tomar grande vulto, foi obrigado a sair de seu esconderijoonde solapava a Nacionalidade, para nos dar combate, por ordem do Komitern. OsIntegralistas foram ameaçados e agredidos. Eu mesmo escapei de vários atentados. Nem por isso esmoreceu a nossa campanha. Na praça pública, enfrentado toda sorte de perigos,falei ao povo milhares de vezes.Pregávamos a Unidade da Pátria; a Independência do Brasil de toda e qualquer influênciaestrangeira; o culto das tradições e dos símbolos nacionais; a moralidade e as virtudes públicas e privadas; o respeito à ordem; o amor a Disciplina; a glória da abnegação e daRenúncia; a Brasilidade mais pura; o prestigio do Poder Central.
A DOUTRINA E OS SEUS INIMIGOS
 Mas, justamente porque pregávamos o prestigio do Poder Central, levantaram-se contra nóstodos os inimigos de V. Exa. (exatamente os que hoje se acham prestigiados no Estado Novo, enquanto os integralistas se encontram proibidos de continuar a sua obra de propaganda) e as armas de que esses inimigos de V. Exa. usaram foram as mais variadas. No concernente à nossa atitude, julgavam eles que se tratava de um mero apoio pessoal,quando nos guiávamos por uma orientação puramente doutrinária. Pregávamos o principiodo Poder Central, e não o prestígio individual de V. Exa. Mas os governadores dos Estados,os chefes de partido, não viam com bons olhos essa doutrina que favorecia a polarização detodas as forças nacionais, civis e militares, no sentido da centralização da Autoridade,condição indispensável da unidade política do país. Achavam que isso aproveitava pessoalmente a V. Exa.Juntaram-se, pois, aos comunistas, os governadores dos Estados e chefes de partidosoficiais, suas bancadas no Congresso Federal e toda à parte da imprensa a soldo deinteresses inconfessáveis. Desencadearam-se contra nós perseguições tremendas doscomunistas, então, como agora, ligados aos atuais aderentes e defensores do Estado Novo,cujo princípio sempre combateram. Tivemos 33 mortos, mais de mil feridos; milhares de prisões injustas foram efetuadas; multiplicaram-se pelo interior do país espancamentos bárbaros e depredações inomináveis. Na imprensa, deflagrava-se uma campanha sórdida deinjúrias e calúnias. Para se avaliar o que foi essa luta, basta dizer que obtivemos do poder  judiciário, mais de meia centena de mandados de segurança e abeas-corpus contraviolências de que éramos vitimas.
 
Porquê estou evocando essas cousas, num documento da natureza deste? para dar a V. Exa.uma idéia do que é a MÍSTICA integralista, criada, alimentada, engrandecida por efeito justamente desses sofrimentos de cinco anos.
REALIZAÇÕES SOCIAIS E CULTURAIS
Prosseguimos a obra construtiva, os integralistas fundaram nesse período mais de 4.000núcleos de nacionalismo e propaganda doutrinária; puseram em funcionamento milhares deescolas de alfabetização, milhares de ambulatórios médicos, lactários, farmácias, campos deesporte, bibliotecas, cursos profissionais e outros serviços de benemerência. Fundaram mais100 jornais, dos quais oito diários. Fundaram uma revista de cultura. realizaram numerososcursos de altos estudos relativos a assuntos nacionais ou universais.
MÍSTICA DO MOVIMENTO
 Tudo isso, foi feito mediante um sentido de extrema exaltação mística,. O Integralismoorganizava-se com nobre aspiração religiosa. Pregávamos a "Revolução Interior", arevolução dos espíritos, a mudança dos costumes. um verdadeiro ascetismo purificava asalmas de milhões de homens. Não prometíamos empregos nem proventos, mas somentesacrifícios.Todos os sacrifícios eram compensados por cousas bem simples: o uniforme, o simbológicogesto que buscáramos no índio brasileiro, a palavra da saudação também indígena, o sinalmatemático tirado do cálculo integral e indicativo da estrela austral, que figura da Bandeirado Brasil.Os Integralistas amavam e amam extremamente estas cousas. Nunca desejaram posições,nem, empregos, nem lucros materiais, mas sempre foram ciosos dessas exterioridades quelhes lembram sentimentos profundos e altos deveres cívicos.Basta dizer, Sr. Presidente, que nenhum integralista, à hora da morte, seja qual for a suaidade, deixa de pedir que o enterrem com a sua camisa verde,. O gesto indígena de  braço  para o ar (não a saudação romana, que seria horizontal) e a palavra "anauê" que fazem parteda personalidade mesma do integralista. O "sigma" lembra-lhe toda uma filosofia e umconceito de vida, um sentimento e uma mística.Foi com esses gestos que os integralistas tudo sofreram pelo bem do Brasil e não haveráforça no mundo que os convença, neste momento, de que devem abandonar tais práticas, porque eles já as confundem a sua própria honra.
SERVIÇOS PRESTADOS A NAÇÃO
 Os serviços prestados à Nação pelos integralistas já se acham incorporados à História doBrasil.

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Dezenove Horas liked this
Marcos Vital liked this
Marcos Vital liked this
ennalih liked this
MarceloKaiut liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->