Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Felicidade

Felicidade

Ratings: (0)|Views: 60 |Likes:
Published by JORGE BARBOSA

More info:

Published by: JORGE BARBOSA on Apr 01, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/01/2012

pdf

text

original

 
Filosofia 
 A FELICIDADE
JORGE NUNES BARBOSA 
 
• CAPÍTULO 1 •
 A felicidade reside na realidadedos acontecimentos vividos ou noestado de espírito adotado face aeles?
 A FELICIDADE DEPENDE DE
 
NÓS?
 A 
L
iberdade
O
rigina a
L
eiPoroutraspalavras:
LOL
 
 A felicidade parece ser uma coisa que depende do acaso.Seria feliz aquele tivesse sorte. Com efeito, se ser felizsignifica ver todos os seus desejos satisfeitos, nãodeveremos admitir que isso depende mais do acaso doque da nossa vontade? A saúde, o amor parecem, porexemplo, ser domínios nos quais a vontade não bastapara nos afastar dos caprichos da sorte. Não seremos,então, impotentes face aos acasos da vida, dos quaisdepende a nossa felicidade? Uma resposta positiva aesta questão implicaria a aceitação de uma certa formade fatalismo. Não seríamos suficientemente livres paracorrigir o curso da nossa própria existência.Mas será que a felicidade não pode mesmo serproduzida pela nossa ação, pela nossa capacidade defazer evoluir as situações a nosso favor? Será que nãopodemos ser os verdadeiros artesãos da nossa própriafelicidade? Mais, não poderemos ser felizes, mesmo quenão consigamos mudar a nossa sorte? No final decontas, acontece que em circunstâncias iguais, após umperíodo de luto, por exemplo, um volte de novo a serfeliz e outro não consiga. Ser feliz é, com efeito,
sentir-se
feliz, em todas as circunstâncias. A ser verdade estaafirmação, então a felicidade encontrar-se-ia mais noestado de espírito adotado do que nos acontecimentos vividos. Desde logo, não dependerá de nós experienciareste sentimento de plenitude, a que se chamafelicidade? Mas como aceder a esse sentimento, quandoos acontecimentos lhe criam obstáculos?Em resumo, não estará a felicidade ligada aos acasos da vida, responsáveis pela produção de satisfação e deinsatisfação? Mas não poderemos gerir a nossa vida deforma a estarmos completamente satisfeitos com ela?Mesmo quando os acontecimentos são desfavoráveis,não será possível sermos felizes?
2
• Secção 1 •
Introdução

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->