Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
28Activity

Table Of Contents

0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
N-0115e

N-0115e

Ratings: (0)|Views: 5,017 |Likes:
Published by wladsmaster

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: wladsmaster on Apr 02, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/14/2013

pdf

text

original

 
 
N-115
REV. E NOV / 2007
 
PROPRIEDADE DA PETROBRAS 68 páginas, Índice de Revisões e GT
 
FABRICAÇÃO E MONTAGEM DETUBULAÇÕES METÁLICAS
Procedimento
Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior.Cabe à CONTEC - Subcomissão Autora, a orientação quanto à interpretação dotexto desta Norma. O Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma é oresponsável pela adoção e aplicação dos seus itens.
CONTEC
Comissão de NormalizaçãoTécnica
 Requisito Técnico
: Prescrição estabelecida como a mais adequada e quedeve ser utilizada estritamente em conformidade com esta Norma. Umaeventual resolução de não segui-la (“não-conformidade” com esta Norma) deveter fundamentos técnico-gerenciais e deve ser aprovada e registrada peloÓrgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada pelos verbos:“dever”, “ser”, “exigir”, “determinar” e outros verbos de caráter impositivo.
Prática Recomendada
: Prescrição que pode ser utilizada nas condiçõesprevistas por esta Norma, mas que admite (e adverte sobre) a possibilidade dealternativa (não escrita nesta Norma) mais adequada à aplicação específica. Aalternativa adotada deve ser aprovada e registrada pelo Órgão daPETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada pelos verbos:“recomendar”, “poder”, “sugerir” e “aconselhar” (verbos de caráter não-impositivo). É indicada pela expressão:
[Prática Recomendada]
.
SC - 17
 Cópias dos registros das “não-conformidades” com esta Norma, que possamcontribuir para o seu aprimoramento, devem ser enviadas para aCONTEC - Subcomissão Autora.
 
 As propostas para revisão desta Norma devem ser enviadas à CONTEC -Subcomissão Autora, indicando a sua identificação alfanumérica e revisão, oitem a ser revisado, a proposta de redação e a justificativa técnico-econômica. As propostas são apreciadas durante os trabalhos para alteração desta Norma.Tubulação
“A presente Norma é titularidade exclusiva da PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS, de uso interno na Companhia, e qualquer reprodução para utilização ou divulgação externa, sem a prévia e expressa autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis. A circulação externa será regulada mediante cláusula própria de Sigilo e Confidencialidade, nos termos do direito intelectual e propriedade industrial.” 
 
Apresentação 
 
As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas por Grupos de Trabalho - GTs (formados por especialistas da Companhia e das suas Subsidiárias), são comentadas pelas Unidades da Companhia e das suas Subsidiárias, são aprovadas pelas Subcomissões Autoras - SCs (formadas por técnicos de uma mesma especialidade, representando as Unidades da Companhia e as suas Subsidiárias) e homologadas pelo Núcleo Executivo (formado pelos representantes das Unidades da Companhia e das suas Subsidiárias). Uma Norma Técnica PETROBRAS está sujeita a revisão em qualquer tempo pela sua Subcomissão Autora e deve ser reanalisada a cada 5 anos para ser revalidada, revisada ou cancelada. As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas em conformidade com a norma 
PETROBRASN-1
.
Para informações completas sobre as Normas Técnicas PETROBRAS, ver Catálogo de Normas Técnicas PETROBRAS.
 
 
N-115
REV. E NOV / 2007
 
2
SUMÁRIO
1 OBJETIVO...........................................................................................................................................................6
 
2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES...............................................................................................................6
 
3 DEFINIÇÕES.......................................................................................................................................................8
 
3.1 CERTIFICADO DE QUALIDADE DE MATERIAL..................................................................................8
 
3.2 CHAPA DE BLOQUEIO........................................................................................................................8
 
3.3 CONDICIONAMENTO...........................................................................................................................8
 
3.4 DISPOSITIVOS AUXILIARES DE MONTAGEM...................................................................................8
 
3.5 FABRICAÇÃO.......................................................................................................................................8
 
3.6 INSPEÇÃO DE RECEBIMENTO...........................................................................................................9
 
3.7 JUNTA DE VEDAÇÃO DEFINITIVA......................................................................................................9
 
3.8 JUNTA DE VEDAÇÃO PROVISÓRIA...................................................................................................9
 
3.9 LOTE PARA AMOSTRAGEM...............................................................................................................9
 
3.10 P-NUMBER”........................................................................................................................................9
 
3.11 PROCEDIMENTO DE EXECUÇÃO....................................................................................................9
 
3.12 SOBRECOMPRIMENTO.....................................................................................................................9
 
3.13 SPOOL”...............................................................................................................................................9
 
3.14 TEMPERATURA DE TESTE...............................................................................................................9
 
3.15 TUBULAÇÃO EM SERVIÇO...............................................................................................................9
 
3.16 ZAC...................................................................................................................................................10
 
4 CONDIÇÕES GERAIS......................................................................................................................................10
 
5 RECEBIMENTO, ARMAZENAMENTO E PRESERVAÇÃO DE MATERIAIS....................................................14
 
5.1 GERAL................................................................................................................................................14
 
5.2 AMOSTRAGEM..................................................................................................................................15
 
5.3 TUBOS................................................................................................................................................15
 
5.4 FLANGES............................................................................................................................................16
 
5.5 CONEXÕES........................................................................................................................................17
 
5.6 VÁLVULAS..........................................................................................................................................17
 
5.7 PURGADORES...................................................................................................................................19
 
5.8 JUNTAS DE VEDAÇÃO......................................................................................................................20
 
5.9 JUNTAS DE EXPANSÃO....................................................................................................................20
 
5.10 FILTROS...........................................................................................................................................21
 
5.11 PEÇAS DE INSERÇÃO ENTRE FLANGES - NORMA PETROBRAS N-120....................................22
 
5.12 PARAFUSOS E PORCAS.................................................................................................................22
 
5.13 SUPORTES DE MOLA......................................................................................................................23
 
5.14 OUTROS COMPONENTES DE TUBULAÇÃO.................................................................................23
 
 
 
N-115
REV. E NOV / 2007
 
3
6 FABRICAÇÃO...................................................................................................................................................24
 
7 MONTAGEM......................................................................................................................................................25
 
7.1 GERAL................................................................................................................................................25
 
7.2 SUPORTES, APOIOS E RESTRIÇÕES METÁLICAS - NORMA PETROBRAS N-1758....................32
 
7.3 FLANGES............................................................................................................................................33
 
7.4 VÁLVULAS..........................................................................................................................................34
 
7.5 JUNTAS DE VEDAÇÃO E PARAFUSOS............................................................................................34
 
7.6 LIGAÇÕES ROSCADAS.....................................................................................................................35
 
7.7 JUNTAS DE EXPANSÃO....................................................................................................................36
 
7.8 PURGADORES...................................................................................................................................36
 
7.9 LINHA DE AQUECIMENTO (“STEAM-TRACING”).............................................................................36
 
7.10 TUBULAÇÕES ENTERRADAS.........................................................................................................37
 
8 SOLDAGEM......................................................................................................................................................37
 
9 INSPEÇÃO........................................................................................................................................................38
 
10 TRATAMENTOS TÉRMICOS..........................................................................................................................40
 
11 TESTE DE PRESSÃO.....................................................................................................................................42
 
11.1 PRELIMINARES DO TESTE.............................................................................................................42
 
11.2 TEMPERATURA DE TESTE.............................................................................................................45
 
11.3 FLUIDO DE TESTE...........................................................................................................................45
 
11.4 PRESSÃO DE TESTE.......................................................................................................................46
 
11.5 APLICAÇÃO DA PRESSÃO, CONSTATAÇÃO DE VAZAMENTOS E FINAL DE TESTE................46
 
11.6 TESTE DE TUBULAÇÕES DURANTE A MANUTENÇÃO................................................................47
 
12 CONDICIONAMENTO.....................................................................................................................................48
 
12.1 VERIFICAÇÕES FINAIS...................................................................................................................48
 
12.2 LIMPEZA DOS SISTEMAS...............................................................................................................48
 
12.2.1 GERAL......................................................................................................................................48
 
12.2.2 LIMPEZA COM ÁGUA..............................................................................................................49
 
12.2.3 LIMPEZA DE SISTEMAS DE AR DE INSTRUMENTOS..........................................................50
 
12.2.4 LIMPEZA COM VAPOR............................................................................................................50
 
12.2.5 LIMPEZA QUÍMICA..................................................................................................................50
 
12.2.6 LIMPEZA COM ÓLEO (“FLUSHING”)......................................................................................51
 
12.3 SECAGEM........................................................................................................................................51
 
13 DOCUMENTAÇÃO..........................................................................................................................................51
 
14 ACEITAÇÃO E REJEIÇÃO..............................................................................................................................53
 
 ANEXO A - EXAMES REQUERIDOS NA INSPEÇÃO DE SOLDA DE TUBULAÇÕES........................................54
 

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->