Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
61Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Proteinas Totais Metodo Biureto

Proteinas Totais Metodo Biureto

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 16,378 |Likes:
Published by kanidia
Proteinas Totais Metodo Biureto
Proteinas Totais Metodo Biureto

More info:

Published by: kanidia on Dec 11, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/11/2013

pdf

text

original

 
PROTEÍNAS TOTAIS
K031
INSTRUÇÕES DE USO
FINALIDADE
Método para a determinação das Proteínas Totais. Testecolorimétrico, somente para uso diagnóstico
in vitro 
.
PRINCÍPIO DE AÇÃO
Metodologia : Biureto.As ligações peptídicas das proteínas (-CONH-) reagem comos ions cúpricos, em meio alcalino, formando um complexode coloração violeta que é proporcional ao teor das Proteí-nas no meio. A presença do Tartarato de sódio e potássioestabiliza o reagente e a concentração adequada de Iodetode potássio previne a sua auto-redução.
REAGENTESNúmero 1 - Padrão
- conservar entre 2 e 8
°
C. Agitar antesde usar. Contém: Albumina 4g/dL, estabilizador e Azidasódica 15,38 mmol/L.
Número 2
-
Reagente de Biureto Estoque
- conservarentre 2 e 8
°
C. Contém: Hidróxido de sódio 2 mol/L, Tartaratode potássio e sódio 320 mmol/L, Iodeto de potássio 60 mmol/L,Sulfato de cobre 120 mmol/L.
APRESENTAÇÃO
Reagentes VolumeReagente Nº 1...............2 mLReagente Nº 2.............50 mL
EQUIPAMENTOS E INSUMOS OPERACIONAIS
Espectrofotômetro ou colorímetro, relógio ou cronômetro,pipetas, tubos de ensaio, balão volumétrico, água destila-da ou deionizada, frasco plástico para armazenamentodo Reagente de Trabalho. Encontram-se no mercado es-pecializado de artigos para Laboratórios de Análises Clí-nicas.
CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO E TRANSPORTE
A temperatura de armazenamento deverá ser de 2 a 8
°
C. Otransporte em temperaturas entre 15 e 30
°
C não deveráexceder a 72 (setenta e duas) horas. Manter ao abrigo daluz e evitar umidade.
CUIDADOS ESPECIAIS
1 - Somente para uso diagnóstico
in vitro; 
2 - Seguir com rigor a metodologia proposta para obtençãode resultados exatos;3 - A água utilizada na limpeza do material deve ser recentee isenta de agentes contaminantes;4 - Colunas deionizadoras saturadas liberam água alcalina,íons diversos e agentes oxidantes e redutores, que po-dem alterar de forma significativa os resultados;5 - O Reagente Nº 2 é cáustico, manusear com cuidado. OReagente Nº 1 contém Azida sódica, irritante para pele emucosas;6 - Não usar plasma;7 - Determinar o fator periodicamente e a cada lote do pro-duto;8 - O descarte do material utilizado deverá ser feito obede-cendo-se os critérios de biossegurança de acordo com alegislação vigente.
AMOSTRAS
Soro obtido livre de hemólise e líquidos (pleural, sinovial eascítico). O analito é estável por 07 dias entre 2 e 8
o
C e 60dias a 10
°
C negativos.
DESCRIÇÃO DO PROCESSOPREPARO DO REAGENTE DE TRABALHO
Transferir quantitativamente o conteúdo do Reagente Nº 2(50 mL) para um balão volumétrico de 500 mL, completar ovolume com água destilada ou deionizada, homogeneizarbem. Armazenar em frasco plástico. Estável por 06 mesesentre 15 e 30
°
C.
TÉCNICA
Marcar 3 tubos de ensaio : B (Branco), A (Amostra), P (Padrão)e proceder como a seguir :BrancoPadrãoAmostraAmostra50
µ
LReagente Nº
 
150
µ
L——Reagente de Trabalho2,5 mL2,5 mL2,5 mLHomogeneizar bem e deixar em repouso por 10 minutos.Ler a absorbância da Amostra e do Padrão em 545 nm (510- 550 nm), acertando o zero com o Branco. A cor é estávelpor 30 minutos.
DESCRIÇÃO DOS CÁLCULOS
Proteínas Totais ( g/dL ) = Absorbância da amostra x 4Absorbância do padrãoComo a reação segue a Lei de Lambert-Beer, o método doFator de calibração pode ser usado.Fator de calibração = Concentração do padrão ( 4 g/dL )Absorbância do padrãog/dL = Absorbância da amostra x Fator de calibraçãoOs resultados serão expressos em g/dL.A reação é linear até 12 g/dL. Para valores maiores, diluir osoro com solução salina 0,85% e multiplicar o resultado pelofator de diluição.INTERFERENTESAmostra hemolisada, ictérica, lipêmica ou medicamentoscomo: digitálicos, corticoesteróides, esteróides anabólicosinterferem nas dosagens. Os estrogênios, laxativos econtraceptivos orais interferem, produzindo valores reduzi-dos das Proteínas.
61
Bioclin

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->