Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Bandeirantes e Pioneiros - Cap.2 - Ética e Economia

Bandeirantes e Pioneiros - Cap.2 - Ética e Economia

Ratings: (0)|Views: 182 |Likes:
Capítulo 2 do livro Bandeirantes e Pioneiros de Viana Moog
]
A indagação deflagradora deste livro, um marco do ensaísmo brasileiro, já prenuncia toda a sua pertinência e sua atualidade. Por dez anos, tempo de maturação desta análise comparativa entre os dois países, o autor buscou respostas, depois de vários períodos de permanência nos Estados Unidos, estudando sua história e observando seu cotidiano. A partir do próprio título, ele vai até as origens das duas nacionalidades para examinar as causas e as conseqüências de dois projetos distintos de ocupação européia do Novo Mundo - no Brasil, os bandeirantes e a exploração predatória das riquezas; nos Estados Unidos, os pioneiros e a colonização da terra distante como opção de vida.
Capítulo 2 do livro Bandeirantes e Pioneiros de Viana Moog
]
A indagação deflagradora deste livro, um marco do ensaísmo brasileiro, já prenuncia toda a sua pertinência e sua atualidade. Por dez anos, tempo de maturação desta análise comparativa entre os dois países, o autor buscou respostas, depois de vários períodos de permanência nos Estados Unidos, estudando sua história e observando seu cotidiano. A partir do próprio título, ele vai até as origens das duas nacionalidades para examinar as causas e as conseqüências de dois projetos distintos de ocupação européia do Novo Mundo - no Brasil, os bandeirantes e a exploração predatória das riquezas; nos Estados Unidos, os pioneiros e a colonização da terra distante como opção de vida.

More info:

Published by: Paulo Henrique Silva Pinto on Apr 04, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/03/2012

pdf

text

original

 
d·i
l
\
i
J
PsicologianaUniversidadedeColúmbia:~:Oscientistasoconhecemnenhumarel.o_entre.raçaepsicQlog,".
30
ti
Depoisdetodosêssesdepoimentos,vamosaindareconhecerqueosnossoshábitosdeconvivênciaétnicaestão,biológicaousocialmente,erradosequeoprogressodosEstadosUnidoscomrelaçãoaoatrasorelativodoBrasiledaAméricaLatinaéconseqüênciadehaveroanglo-saxãopreservadonaAméricaasuapurezaracial?Evidentemente,jánãotemosporquecedernesteponto.Alémdenãoacreditarmosemdogmasdapurezaracial,recusamo-nosaaceitarainterpretaçãodasdiferençasdecivilizaçãonosváriospaísesnabaseunilateraldasdiferençasétnicas.Eporqueassimpensamos
quehojeconstituímosumacivilizaçãooriginal,~_~~s-,.>l~!ll'!l:e!l~e..~riginal,aprimeira.grandeexperiên~!u.fetiva.realizªd;t,llQ.Ocicle.nte,~a-
cQeJQ~~éfà
f~ernal,cordial.ecristãdetôdasasr~ças.Emtodocaso,umacoisaécerta:noexplicarasdiferençasentreosEstadosUnidoseoBrasil;como'-eiitre-osEstadosUDidoseoMéxicoouosEstadosUnidos·eaArgentina,aantropogeografiapodemuitomaisdoqueaetnografia.
I
30
Otto
KLINEBERG,
·Raza
y
Psic(!)logia,
Unesco,Paris,1952,g.41.
46
CAPÍTULO
II
ÉTICAEECONOMIA
 
I
~I
,
J,
1
P
ORIMPRESSIONANTES
quesejamosfaresgeofísicosnoesclarecimentodoproblemaoudosproblemasdecorrentesdadiferenciaçãodascivilizaçõesnorte-americanaebrasileira,taisfares-aorografia,apotamografia,ageologia,oclima-comdaasuaimportânc,estãolongededeterminá-Iatotalmente.Nempodiaserdeoutraforma.~admitiroco.!!tr~rj()jJ:llportariaaceitarohomem_e_assuascriações-=-prõgresso,ciências,artes,religiões,filos-afias,culturas-comomerosprodutosousubprodutosdageografia.Não,positivamentenãoéestaaposiçãoadotávelemfacedoproblema.Assimcomonãosedeveaceitaraexplicaçãodasdifereasdecivilizaçõeseculturascomfundamentonadesigualdadedasraças,oporqueaceitarasinterpretaçõesfisicistasdestasmesmasdifereas,nabaseunilincareexclusivadasastericas.Nem
é
ohomemumsubprodutodageografia-casoemqueteriadesersemprecinvariàvelmenteescultor,quandostoaoderegiõesricasemmármoreenecessàriamentemecânicoecapazdeumacivilizaçãoindustrial,quandoaodeminasdecarvãooudepetróleo,fatosaindaporcomprovar-nemé
?
49
 
~
históriadascivilizaçõesedasculturas,numapalavra,aHistória_Universal,ummeroprolongamentodanatureza.
Entre_nlItureza
e
história_,--~!llretalos.queserep'!te/ll.ej(}.tQ~.qll.e~sesucede~·n,3
...
,-
..
_----
-.--
JE!~!~~~_abismal._.---.-Mas,seahistórianãoéapenasumaconseqüênciadocomportamentodaraçabrancaemdefesadesuaprópriapureza,comoqueriaGobineau,paraquemeravisívelaaproximaçãofataldofimdacivilizaçãopelocruzamentodasraçaspurascomosrebanhoshumanosdegenerados;seahistóriaoéapenasumaconseênciadageografia,comoinsinuavaRatzel,queseeno?Seprogressoindefinido,comoqueriaSpencer?Simplesmarchadospovos,partindodoestadoteológicoparachegaraoestadopositivo,atrasdometasico,comoasseguravaAugustoComte?Tese,anteseentese,comosustentavaHegel?Simplesestruturadofatoreconômico,comojuramosmarxistasdemãoestendidasôbre
OCapital,
deKarlMarx?ª~uveépocaemque._~gr~1!4e.~~dentrenóserao.P9si"tivismo.Tu--nasfóriadeviaserentrevistoatrasdasupostardo~.!~~es~~d_~s~eAugustoComte.Noestadoteológicoassociedadessãodominadaspelocleroeamilícia.Noestadometafísicoassociedadesentramemlutacontraosconservadores:éafasedaslutaslibertáriasqueculminacomavitóriadosreformadores.Nafasep~itiva,então,asociedadejánãosebaseianemnavOfiâeívina,nemnadoschefesmilitares,nemnadesordemmetasica,masnumritmodefinitivoquetenha"aordemporbaseeoprogressoporfim".ApesardoentusiasmoqueopositivismodespertounoBrasileemdaaAméricaLatina,nãoselevoumuitotempoparadescobrirqueahumanidadenemsempreobedeciaàtalleiunilineardahisria;haviatribosepovosquetransitavamdoestadometasicoparaopositivosemconheceroteológico,comohaviaoutrosquedoteológicosaltavamparaopositivosemtransitarpelometafísico.Edo.f~I!l~s.oeciifjciºc;oIl1ti':ln(),<isleisdo_positivismoedatentativad~_equi'p_ararosfenômenossociaisaosfemenosdana
tureZi;-iião
ficoupedrabrepedra.
---
.
NemsequerafamosaclassificãodasciênciasdeAugustoComtequepareciavirestabelecerordemehierarquiadefinitivasnosprocessosdoconhecimento-deacôrdocomainterdepen-
50
.1
.1
I1
i
~I
\
r'
nciadosfemenos,osmaiscomplexosdependendodosmaissimples-conseguiuresistir.Enquanse)rl!toudasciênciassicas,partindodosimples.par.aocompleJ{Ó"-,-prlmeilo:a.m.lilemática,depoisaastronomia,depoisafísica,depoisaquímica-.ascoisasaindaandarambem.Ondesecomplicaramfoinosaltomorotaldaquímicaparaabiologiaedabiologiaparaasociologia.Comoseadiferençaentreabiologiaeaquímica,ouentreabiologiaeasociologiafôssegradualmenteamesmaqueaexistenteentreafísicaeaastronomia,aastronomiaeamatemática!Comosefôssepossívelequipararasformasdevidapsíquicaemoral·afemenosdanaturezaeestudarasociedade,.a..religião,
a
arte,comoorganismosvegetaiseanimais,ecomtodostomadosdeempréstimoàbiologia!Dêstemomentoemdiante,éóbvio,aconformidadecomaclassificaçãocomtianaofoimaispossível.Assimcomonabiologiaentraumelementonôvoquesechama
vida,
oqualnuncaseacomodouinteiramenteàsleisdasicaedaquímica,nasociologiaenahistóriaentramelementosquenuncaentraramnamate.ticaenanatureza:paixões,vontade,intelincia,moralidade.E,comoanotaJoHorioRodrigues,interpretandoopensamen-todeErnstTroeltsch."Exati_~ª()~cJare.zll,ógicae..ca1culabilida4~-)
~ª()"
J)r.<Jp!,ie.dade~<!().<:()rt.l1e.(;irnentonlltural"."Mutabilidade,criação,plenitudeeresponsabilidade,dr.aIl1a)~~mopersonali4adepertencem"ahistória".
31
EsefoiamajestosaconcepçãodeAugustoComte!Desistemossistemáticos,osestasticos,osfisicistas,osmecanicistas,oscausalistas,dequerersubmeteravidaàsleismatemáticasefísicasdecausaeefeito,oude,pelomenos,surpreenderintegralmenteoritmodacaminhadadohomemsôbreafacedaterra,parafixaraleicapazdeajustar-seàvelhaaspiraçãodaciênciade
conhecer,paraprever,afimdeprover?
Nãosãocapazes.ApesardaadvertênciadeAristelesdequeosedeveprocuraremcertosdomíniosdoconhecimentomaispositividadedoqueaqueêstesdonioscomportam,descobridoresde.leisdepreciomatetica,apliveisafatossociaisehistóricos,parecequenuncahãodefaltar.PassadaahoradeAugustoComte,logochegariaadeKarlMarx.
31
José
HONÓRIORODRIGUES,
TeoriadaHistóriadoBrasil,
pág.42.
51

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->