Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Sobre a notícias "Melhores carteiristas são mulheres do Leste" do JN

Sobre a notícias "Melhores carteiristas são mulheres do Leste" do JN

Ratings: (0)|Views: 1,761|Likes:
Published by SOS Racismo
Comunicado de imprensa
Comunicado de imprensa

More info:

Published by: SOS Racismo on Apr 04, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/04/2014

pdf

text

original

 
 
NIPC - 503106054P. C. de Utilidade Pública (DR 269 - 20/11/96)Rua do Almada, 254, 3º Dtº, sala 34 * 4050-032 PORTO * sosracismoporto@gmail.comwww.sosracismo.pt * www.sosracismo.blogspot.com * www.sosracismoporto.blogspot.com
 
COMUNICADO
Na sequência da notícia publicada pelo Jornal de Notícias no passado dia 26 de Março,com o título “Melhores carteiristas são mulheres do Leste”, e com destaque na capa daedição impressa, o Movimento SOS Racismo vem comunicar o seguinte:
1.
 
No passado dia 26 de Março, o Jornal de Notícias apresentava na capa da suaedição em papel e no respetivo sítio eletrónico, uma notícia com o seguintetítulo “
Melhores carteiristas são mulheres do Leste
”.A notícia veiculada por este órgão de comunicação social pretendia relatar aelevada ocorrência de furtos na zona do Castelo de São Jorge, em Lisboa, masacaba por dar relevância à nacionalidade das alegadas infratoras, conotando as“mulheres de Leste” como as mais hábeis na prática do crime.O título dado pelos jornalistas à notícia não constitui nenhum facto, mas simuma opinião, não fundamentada, de carácter xenófobo, ofensivo para milharesde mulheres que residem em Portugal provenientes do Leste Europeu.Aliás, na sequência da noticia em causa, o SOS Racismo tem recebido váriasqueixas de pessoas que se sentiram indignadas e receosas com o alcance que estetipo de noticias possa vir a ter.
2.
 
Nos termos do art. 14º, n.º 2, alínea e) do Estatuto do Jornalista (Lei n.º 1/99, de13/01), “
São deveres dos jornalistas (…) Não tratar discriminatoriamente as pessoas, designadamente em razão da ascendência, sexo, raça, língua, territóriode origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situaçãoeconómica, condição social ou orientação sexual
”;
 
Também o Código Deontológico dos Jornalistas, no seu art. 8º, obriga o jornalista a
rejeitar o tratamento discriminatório das pessoas em função dacor, raça, credos, nacionalidade ou sexo.
3.
 
O SOS Racismo repudia de forma veemente o teor desta notícia, bem como odestaque que lhe foi dado pelo Jornal de Notícias, pelo seu carácter xenófobo,discriminatório e estigmatizante.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->