Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
recreação para 6 à 10 anos de idade.

recreação para 6 à 10 anos de idade.

Ratings: (0)|Views: 2,221 |Likes:
Published by Gean Feldhaus

More info:

Categories:Types, Research
Published by: Gean Feldhaus on Apr 11, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/18/2014

pdf

text

original

 
Ester WiggersGean Patrick Feldhaus
Recreação lazer e Eventos:Atividades Recreativas para crianças entre6 e 10 anos de Idade
Trabalho Apresentado à disciplina deRecreação Lazer e Eventos, do curso deEducação Física, do Centro de Ciênciasda saúde da Universidade Regional deBlumenau
 –
FURB.
Professor; Emerson Antonio Brancher
Blumenau2012
 
Essa faixa etária de 6 a 10 anos é classificada como, segunda infância, idadeem que as crianças apresentam a preferência manual e os mecanismos perceptivosvisuais firmemente estabelecidos. No início desta etapa do crescimento, o tempo dereação ainda é lento, o que causa dificuldades com a coordenação visuo-manual/pedal não estando aptas para extensos períodos de trabalho minucioso. Amaioria das habilidades motoras fundamentais tem potencial para estarem bemdefinidas, mas as atividades que envolvem os olhos e os membros desenvolvem-selentamente. Este período marca a transição do refinamento das habilidades motorasfundamentais para as refinadas que propiciam o estabelecimento de jogos deliderança e o desenvolvimento de habilidades atléticas, segundo (Gallahue eOzmun, 2003).Em algum período, nos seus 7 ou 8 anos de idade, as crianças geralmenteentram em um estágio de habilidades motoras transitório (Haubenstricker e Seeféldt,1986). No período transitório, o indivíduo começa a combinar e a aplicar habilidadesmotoras fundamentais ao desempenho de habilidades especializadas no esporte eem ambientes recreacionais. Caminhar em ponte de cordas, pular corda e jogar bolasão exemplos de habilidades transitórias comuns. (Gallahue e Ozmun, 2003).Gouvêa (1967) afirma que neste período há interesse pelos fatos reais ecuriosidade ativa. Há um aperfeiçoamento da linguagem e noções de espaço bemdesenvolvidas, porem a percepção em relação ao tempo ainda e fraca. Oindividualismo esta em declínio e a criança reconhece a tendência individualista,(inicio da compreensão dos direitos alheios). Há um favorecimento do trabalho emconjunto e seus padrões sociais estão pautados na sua experiência. Há necessidadede atenção sobre si.Segundo Guedes (1998), na idade escolar, que tem início normalmente entre6 e 7 anos, a criança mostra grande necessidade de excitações afetivas, e com suagrande imaginação inventa historias e as enfeita(...).Segundo Brancher (2003), A partir dos 7 anos, há o aparecimento dalateralidade tanto ocular como auditiva, manual e pedal. Também há uma melhorana coordenação ampla e fina.
 
É também neste período que há o surgimento da organização temporal,tempo em relação aos objetos, tempo cósmico, tempo dia e semana e tempo ritmo,estendendo-se até os 10 anos aproximadamente.Cavallari e Zacarias (1998) destacam que nesta faixa etária as criançaspossuem boa discriminação visual e auditiva, boa atenção e memória, aceitam asregras, convivem bem em grupo, começam a definir seus próprios interesses e há odespertar da competitividade.Para Gouvêa (1967) a criança desta idade apresenta gosto pela luta (perseguir, opor-se e sobrepor-se); prazer em lutar, caçar, bater com o pau, tomarbrinquedos dos companheiros, depredar; gosto pelos animais e plantas; prazer pelamusica; desejo de ouvir historias, (período de imaginação); desejo de superar o queos outros fazem, imitando pessoas mais velhas.O desenvolvimento de habilidades motoras mais complexas é proporcionadonesta fase pelo aprendizado motor proporcionado pela maturação da área pré-frontalassociado às experiências da criança, o que permite melhor planejamento domovimento, permitindo associar de forma consciente dois ou mais movimentos. Essaassociação de movimentos planejada no córtex pré-frontal se tornam cada vez maisrefinadas, e a estimulação de movimentos associados é essencial para odesenvolvimento normal das aéreas corticais que possibilita uma aprendizagemmotora mais eficiente. (Kolb e Whishaw, 2002).Por volta dos 6 anos de idade ocorre a entrada na escola, correspondendo aum segundo meio de socialização da criança. Pela primeira vez a criança terá aexperiência de estar em um meio efetivamente neutro a seu respeito, onde elaprópria deverá conquistar seu lugar, sem beneficiar-se do amor parental; onde seráobrigada a adaptar-se a inevitáveis coerções, será uma entre várias, onde irádescobrir a igualdade perante leis e normas e, por fim, terá de aceitar um adultoestranho ao quadro familiar como uma autoridade nova detentora do saber(OSTERRIETH, 1969). A partir dos 6 anos de idade, certo nível de maturidade éatingido na confrontação com as exigências exteriores, aparecendo uma primeiraforma de responsabilidade.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->