Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Filosofia Budista

Filosofia Budista

Ratings: (0)|Views: 13|Likes:
Published by Natanael Borges

More info:

Published by: Natanael Borges on Apr 20, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/07/2012

pdf

text

original

 
Dimensões da Espiritualidade
Irmãos e irmãs, gostaria de falar sobre valores espirituais definindodois níveis de espiritualidade. Como seres humanos, nosso objetivobásico é ter uma vida feliz; todos queremos ser felizes. É natural, paranós, buscar a felicidade. Esse é nosso objetivo de vida. A razão écompletamente clara: quando perdemos a esperança, o resultado éque nos tornamos deprimidos e talvez até suicidas. Portanto, nossaexistência é fortemente enraizada na esperança. Embora não hajagarantia de que o futuro chegará, é porque temos esperança quesomos capazes de continuar vivendo. Podemos dizer que o propósitode nossa vida, nosso objetivo de vida, é a felicidade.Seres humanos não são produzidos por máquinas. Somos mais do queapenas matéria; temos sentimento e experiência. Por essa razão,somente conforto material não é suficiente. Necessitamos algo maisprofundo, o que usualmente chamo de afeição humana, ou compaixão.Com afeição humana, ou compaixão, todas as vantagens materiais quetemos à nossa disposição podem ser muito construtivas e produzirbons resultados. Contudo, sem afeição humana, somente vantagensmateriais não nos proporcionarão satisfação, nem produzirão qualquermedida de paz mental ou felicidade. De fato, vantagens materiais semafeição humana podem até mesmo criar problemas adicionais.Portanto, afeição humana, ou compaixão, é a chave para a felicidadehumana.O primeiro nível da espiritualidade, para os seres humanos de todos oslugares, é a fé em uma das muitas religiões do mundo. Penso que háum importante papel para cada uma das principais religiões mundiais,mas para que elas façam uma contribuição efetiva em benefício dahumanidade do lado religioso, há dois fatores importantes a seremconsiderados. O primeiro é que praticantes individuais das váriasreliges isto é, s mesmos devem praticar sinceramente.Ensinamentos religiosos devem ser uma parte integral de nossas vidas;eles não deveriam estar separados de nossas vidas. Algumas vezes,vamos a uma igreja ou um templo e rezamos uma prece, ou geramosalgum tipo de sentimento espiritual e, quando saímos, nada daquelesentimento religioso permanece. Essa não é a forma adequada depraticar. A mensagem religiosa deve estar conosco onde quer queestejamos. Os ensinamentos da nossa religião devem estar presentesem nossas vidas de forma que, quando realmente precisamos oupedimos beãos ou foa interior, mesmo nessas horas essesensinamentos estao ; eles estao quando passarmos pordificuldades porque estão constantemente presentes. Somente quandoa religião torna-se uma parte integral de nossas vidas é que ela podeser realmente efetiva.
1
 
 Também precisamos experienciar mais profundamente os significadose valores espirituais de nossa própria tradição religiosa — precisamosconhecer esses ensinamentos não só a nível intelectual, mas também,de forma cada vez mais profunda, através de nossa própriaexperiência. Algumas vezes entendemos diferentes idéias religiosasnum vel muito superficial ou intelectual. Sem um sentimentoprofundo, a eficácia da religião torna-se limitada. Portanto, devemospraticar sinceramente, e a religião deve tornar-se parte de nossasvidas.O segundo fator refere-se mais à interação entre as várias religiõesmundiais. Hoje, por causa da crescente mudaa tecnológica e anatureza da economia mundial, estamos muito mais dependentes unsdos outros do que antes. Diferentes países e continentes tornaram-semais intimamente associados uns com os outros. Na realidade, asobrevivência de uma região do mundo depende da de outras.Portanto, o mundo tornou-se mais próximo, muito maisinterdependente. Como conseqüência, há mais interação humana. Sobtais circunstâncias, a idéia de pluralismo entre as religiões mundiais émuito importante. Em tempos passados, quando as comunidadesviviam separadas uma das outras e as religiões surgiam num relativoisolamento, a idéia que havia só uma religião era muito útil. Mas agoraa situação mudou, e as circunstâncias são inteiramente diferentes.Agora é crucial aceitar o fato de que existem diferentes religiões, e afim de desenvolver verdadeiro respeito mútuo entre elas é essencialaproximar o contato entre as várias religiões. Esse é o segundo fatorque possibilitará as religiões mundiais serem mais eficazes embeneficiar a humanidade.Quando estava no Tibete, eu o tinha contato com pessoas dediferentes creas religiosas. Assim, minha atitude em relação àsoutras religes não era muito positiva. Mas, quando tive aoportunidade de encontrar pessoas de diferentes crenças e aprendercom essa experiência e o contato pessoal, minha atitude para com asoutras religes mudou. Compreendi como são úteis para ahumanidade e o potencial contributivo de cada uma para um mundomelhor. Há séculos, as religiões vêm dando contribuições maravilhosaspara o aprimoramento dos seres humanos, e ainda hoje há um grandenúmero de seguidores do cristianismo, islamismo, judaísmo, budismo,hinduísmo e assim por diante. Milhões de pessoas estão sebeneficiando de todas essas religiões.Para dar um exemplo do valor do encontro de diferentes crenças, meusencontros com o falecido Thomas Merton fizeram-me perceber quebonita, maravilhosa pessoa ele era. Noutra ocasião, encontrei-me comum monge calico que viveu rios anos como eremita numamontanha bem atrás do mosteiro de Montserrat, na Espanha. Quandovisitei o mosteiro, ele desceu de sua ermida especialmente para falarcomigo. O fato de o inglês dele estar pior do que o meu me deu maiscoragem de falar com ele! Ficamos cara a cara e perguntei, "Nesses
2
 
poucos anos, o que você estava fazendo naquela montanha?" Eleolhou-me e respondeu, "Meditação na compaixão, no amor". Quandoele disse estas poucas palavras, entendi a mensagem através dos seusolhos. Realmente desenvolvi verdadeira admiração por ele e por outroscomo ele. Tais experiências ajudaram a confirmar na minha mente quetodas as religes do mundo m o potencial para produzir boaspessoas, a despeito das suas diferenças de filosofia e doutrina. Cadatradição religiosa tem sua própria maravilhosa mensagem a transmitir.Do ponto de vista do budismo, por exemplo, o conceito de um criador éilógico. É difícil para os budistas entenderem esse conceito por causado modo que eles analisam a causalidade. Contudo, este não é o lugarpara discutir questões filosóficas. O ponto importante aqui é que paraas pessoas que seguem esses ensinamentos nos quais a crença básicaestá num criador, esta abordagem é eficaz. De acordo com essastradições, o ser humano individual é criado por Deus. Além disso, comorecentemente aprendi de um dos meus amigos cristãos, eles oaceitam a teoria do renascimento, e assim, o aceitam vidaspassadas ou futuras. Acreditam somente nesta vida. Contudo, elesmantêm que esta vida é criada por Deus, pelo criador, e esta idéiadesenvolve neles um sentimento de intimidade com Deus. Seuensinamento mais importante é que, como estamos aqui por desejo deDeus, nosso futuro depende do criador, e porque o criador éconsiderado supremo e sagrado, devemos amar a Deus, o criador.O que segue-se a isso é o ensinamento que deveríamos amar nossossemelhantes — esta é a mensagem principal aqui. O raciocínio é quese amamos a Deus, devemos amar nossos semelhantes porque eles,como nós, foram criados por Deus. O futuro deles, como o nosso,depende do criador, portanto, sua situação é igual a nossa. Logo, acrença das pessoas que dizem "Ame a Deus" mas não mostram amorverdadeiro para seus semelhantes é questionável. A pessoa queacredita em Deus e no amor a Deus, deve demonstrar a sinceridade deseu amor a Deus através do amor dirigido aos semelhantes. Essaabordagem é muito poderosa, não é?Assim, se examinarmos cada religião por vários ângulos e da mesmamaneira o apenas da nossa posição filosófica mas de riospontos de vista — não pode haver dúvida de que todas as grandesreligiões têm o potencial para melhorar os seres humanos. Isto é óbvio.Através de um contato próximo com pessoas de outras fés, é possíveldesenvolver uma atitude aberta e de respeito mútuo em relação aoutras religiões. Proximidade com diferentes religiões ajuda-me aaprender novas idéias, novas práticas, e novos métodos ou técnicasque posso incorporar à minha própria prática. Da mesma forma, algunsde meus irmãos e irmãs cristãos adotaram certos métodos budistas,como a prática da mente unifocada e as técnicas de desenvolvimentoda tolerância, da compaixão e do amor. O benefício é enorme quandopraticantes de diferentes religiões se unem para esse tipo de
3

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->